A maior rede de estudos do Brasil

QUANDO CABEM OS EMBARGOS INFRIGENTES?

O art. 530, do CPC, trata do cabimento deste recurso.


2 resposta(s)

User badge image

Antonia

Há mais de um mês

 Cabem embargos infringentes quando não for unânime o julgado proferido em apelação e em ação rescisória.São cabíveis os embargos infringentes contra acórdão não unânime que, em apelação, ingressa no exame da matéria de mérito da ação, mesmo que a sentença tenha sido terminativa.

 Cabem embargos infringentes quando não for unânime o julgado proferido em apelação e em ação rescisória.São cabíveis os embargos infringentes contra acórdão não unânime que, em apelação, ingressa no exame da matéria de mérito da ação, mesmo que a sentença tenha sido terminativa.

User badge image

Tatiane

Há mais de um mês

Olá Marcos! Tudo bem com você?

Um dos recursos em espécie previsto no Código de Processo Civil, os embargos infringentes caberão em acórdão não unânime que reforma decisão de mérito, no bojo de apleação ou rescisória, nos moldes do art. 530 do CPC, já devidamente citado por você ao elaborar a questão.

Só é permitido o uso dos infringentes se, ao mesmo tempo:

  • O julgamento recorrido for de mérito (logo, não cabem em caso de sentenças processuais);
  • O acórdão reformar, por maioria, a decisão recorrida (assim, se a decisão for mantida por maioria, não cabem infringentes);
  • O acórdão for proferido em julgamento de apelação ou de ação rescisória.

Segundo Luiz Dellore, antes da atual redação do Código, qualquer decisão que fosse por maioria de votos acarretaria a utilização dos infringentes. Vale ressaltar que, atualmente, cabem infringentes adesivos, art. 500, II, CPC.

Um grande abraço - e uma ótima semana! :)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes