A maior rede de estudos do Brasil

O que você acha da prática da auto hemoterapia difundida pelo médico Dr Luiz Moura?

prática utilizada retirando cerca de 5 a 10 ml de sangue total da veia periférica e aplicada na região muscular, com o inutito de aumentar o número de macrófagos circulantes durante 5 dias.


8 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Introdução:

A auto-hemoterapia consiste em um recurso de aplicação de sangue intramuscular do próprio paciente. Geralmente é retirado sangue do antebraço e aplicado imediatamente no braço ou na nádega. Essa prática prevê o aumento de anticorpos diretamente na área de aplicação.


Resolução:

A prática da auto-hemoterapia apresenta, em diferentes situações, uma prática benéfica nos indivíduos que recebem essa técnica, e em muitos casos apresentam uma considerável melhora e resultado no aumento da imunidade. Não há muitas evidências de avaliação de pesquisas médicas que comparem ou avaliem os riscos e a eficácia dessa prática.


Conclusão:

A prática dessa técnica apresenta um crescente aumento no âmbito clínico em diversas situações, mas a sua aplicabilidade e comprovação está limitada a sua proibição e ao vazio de pesquisas que comprovem a sua eficácia.


Introdução:

A auto-hemoterapia consiste em um recurso de aplicação de sangue intramuscular do próprio paciente. Geralmente é retirado sangue do antebraço e aplicado imediatamente no braço ou na nádega. Essa prática prevê o aumento de anticorpos diretamente na área de aplicação.


Resolução:

A prática da auto-hemoterapia apresenta, em diferentes situações, uma prática benéfica nos indivíduos que recebem essa técnica, e em muitos casos apresentam uma considerável melhora e resultado no aumento da imunidade. Não há muitas evidências de avaliação de pesquisas médicas que comparem ou avaliem os riscos e a eficácia dessa prática.


Conclusão:

A prática dessa técnica apresenta um crescente aumento no âmbito clínico em diversas situações, mas a sua aplicabilidade e comprovação está limitada a sua proibição e ao vazio de pesquisas que comprovem a sua eficácia.


User badge image

Olivares Rocha

Há mais de um mês

Minha opinião, como leigo, é que este tratamento é maravilhoso. Uso-o desde 2007 e só obtive saúde.  Recebi neste periodo mais de 300 aplicações, assim como parentes totalizando mais de 1200 sem qualquer complicação. Redundando numa economia de algo em torno de R$700/mês em remédios dispensados pelos médicos que os receitaram após constatarem nossa saúde pós AH... Continuarei a usar desta benesse pelo resto da vida.

As autoridades detratam a terapia mas não apresentam sequer um indício, uma prova nem emsmo um relato de caso em que a AH tenha causado danos. Ao contrário, em toda reportagem sobre o tema, em toda pesquisa, em todo estudo, constata-se somente eficácia. Talvez de interesse que pesquisem no PUBMED, lilacs e outras fontes em que está registrado estudos os mais variados, e mesmo em facuildades e universidades de Veterinária, onde este tratamento é ensinado e empregado há século.  Seri mito interessante que alguém promovesse estudos criteriosos ( sei que um pesquisador da UFRJ teve as 2 fases seguintes à inicial proibidas após comprovar sucesso no uso do tratamento...) aposto que encontrará grande resistência se alguém quiser estudar a terapia...

User badge image

Sergio Oliveira

Há mais de um mês

a minha opinião como futuro biomédico é que é uma prática maravilhosa e sua prática ao meu modo de ver deveria ser liberado pela Anvisa, já que a outra técnica chamada de PRP, já esta liberada!

User badge image

Daniel Serafim

Há mais de um mês

Sou estudante de Medicina Veterinária na UFPI e vejo a auto-hemoterapia como uma prática impressionante, simples, eficaz de baixo custo e que pode revolucionar o combate e tratamentos de diversas doenças. Inclusive vou começar um projeto de pesquisa com o tema onde pretendo analisar em ratos o efeito da auto-hemoterapia na prevenção de infecções pós-cirurgica de OSH eletiva. Quero pesquisar a fundo o assunto, uma vez que analisaremos nessa pesquisa diferentes doses de aplicação, intervalos, associação com o uso de antibióticos e contagem do número de células imunes com o uso da técnica. 

Já venho estudando a auto-hemoterapia a algum tempo e conclui que essa prática promove o aumento de células imunes, em especial o número de células fagocíticas como os macrófagos, o que provoca um fortalecimento cerca de 4x mais do sistema imune, combatendo com grande eficácia inúmeras doenças. Os que criticam essa técnica dizem que a mesma não possuem comprovação científica e pode acarretar danos graves no indivíduo como abscesso e infecção generalizada. Na minha opinião quem faz uma critica desse tipo é um tolo, uma vez que o próprio sangue do individuo é incapaz de provocar um abscesso ou infecção generalizada já que as células são reconhecida pelo sistema imune e é incapaz de destruir as mesma. O que vejo é um desinteresses por parte do CRM e organização de saúde,etc, por essa prática diminuir substancialmente o uso de drogas e tratamentos caríssimos, diminuindo assim drasticamente o lucro das industrias f farmacêuticas!

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas