A maior rede de estudos do Brasil

Descreva as características das vértebras torácicas.

Aponte os aspectos que as diferencia das outras.

Anatomia I

UNIDERP - ANHANGUERA


6 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O corpo de cada vértebra torácica da coluna suporta o peso da vértebra acima (e do crânio), enquanto o arco permite criar uma zona em forma de canal ao longo da coluna que protege a medula espinhal. Ao proceder da primeira vértebra torácica ao décimo segundo, cada um é mais volumoso que o anterior e o tamanho, a forma e o número das vértebras de outros animais vertebrados variam.

Cada vértebra tem duas pequenas facetas no corpo, colocadas perto dos pedúnculos, chamadas de faceta costal superior e inferior , colocadas na borda com os discos intervertebrais correspondentes; entretanto, estas não são facetas completas, mas pequenas facetas, já que a cabeça da costa é colocada entre os corpos vertebrais, articulando-se assim com a metade inferior de uma vértebra e com a metade superior da subjacente.

Os pedúnculos das vértebras torácicas originam-se da parte superior do corpo vertebral, delimitando assim uma incisão vertebral muito acentuada. Os processos transversos são caracterizados por apresentar anteriormente uma faceta articular completa para a costa do mesmo número. Os processos espinhosos são bastante longos e inclinados para baixo, um caráter que se acentua prosseguindo para baixo.

O corpo de cada vértebra torácica da coluna suporta o peso da vértebra acima (e do crânio), enquanto o arco permite criar uma zona em forma de canal ao longo da coluna que protege a medula espinhal. Ao proceder da primeira vértebra torácica ao décimo segundo, cada um é mais volumoso que o anterior e o tamanho, a forma e o número das vértebras de outros animais vertebrados variam.

Cada vértebra tem duas pequenas facetas no corpo, colocadas perto dos pedúnculos, chamadas de faceta costal superior e inferior , colocadas na borda com os discos intervertebrais correspondentes; entretanto, estas não são facetas completas, mas pequenas facetas, já que a cabeça da costa é colocada entre os corpos vertebrais, articulando-se assim com a metade inferior de uma vértebra e com a metade superior da subjacente.

Os pedúnculos das vértebras torácicas originam-se da parte superior do corpo vertebral, delimitando assim uma incisão vertebral muito acentuada. Os processos transversos são caracterizados por apresentar anteriormente uma faceta articular completa para a costa do mesmo número. Os processos espinhosos são bastante longos e inclinados para baixo, um caráter que se acentua prosseguindo para baixo.

User badge image

Natália Velozo

Há mais de um mês

As vértebras torácicas diferem das demais por possuir faces costais para articulação com as costelas.

Há uma ou mais faces em cada lado do corpo. Nos processos transversos há faces para articulação com os tubérculos costais.

Seus processos espinhosos são longos e delgados.

As vértebras de T4 a T8 são típicas.

De T1 a T4 existem algumas características de vértebras cervicais.

E as vértebras de T9 a T12 possuem tubérculos semelhantes às vértebras lombares.

User badge image

Ariele Costa

Há mais de um mês

a) articulam se com as costelas e estas o fazem com o corpo vertebral e processo transverso. Para isto, o corpo apresenta uma fóvea costal superior, oval, situada na emergência do pedículo, e pode apresentar uma fóvea costal inferior, pois a cabeça da costela pode ultrapassar o corpo vertebral das vértebra subjacente e alcançar o suprajacente. Por sua vez, o processo transverso apresenta a fóvea costal transversa para articular se com o tubérculo da costela.
b) os processos espinhosos são muito inclinados em relação ao plano do corpo da vértebra.
c) os corpos vertebrais têm um volume intermediário entre o das vértebras cervicais e o das lombares.
d) as facetas articulares situam se principalmente num plano frontal.

User badge image

andreza lemes

Há mais de um mês

Vértebra Torácica: O processo espinhoso não é bifurcado e se apresenta descendente e pontiagudo. As vértebras torácicas se articulam com as costelas, sendo que as superfícies articulares dessas vértebras são chamadas fóveas e hemi-fóveas. As fóveas podem estar localizadas no corpo vertebral, pedículo ou nos processos transversos. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas