A maior rede de estudos do Brasil

Como o folículo dominante se destaca dos outros?

Embriologia

UNICAMPS


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Um bom folículo dominante no ovário, é aquele que mede cerca de 14mm até 30mm. Ele é um sério candidato à ser liberado para ovular e ser fecundado para dar origem à um bebê. Após atingir o tamanho ideal, de 19 a 30mm, ele recebe um estimulo do LH que faz a ruptura desse folículo e libera então o óvulo.


O crescimento de mais de um folículo depende de alguns fatores, mas é possível que se tenham vários folículos dominantes ao mesmo tempo. Nesses casos, há risco de gravidez gemelar. Naturalmente é mais difícil que aconteça, mas é provável em mulheres que tem genética para gravidez múltiplas.


Para detectar de fato o folículo dominante, é aconselhável que se façam exames como ultrassom seriada no período fértil para determinar realmente o período que o folículo dominante irá se romper. Assim, aumentará consideravelmente as chances de gravidez com relações sexuais no período certo. Há também casos em que o folículo dominante não eclode e pode proporcionar um fenômeno chamado LUF.

Um bom folículo dominante no ovário, é aquele que mede cerca de 14mm até 30mm. Ele é um sério candidato à ser liberado para ovular e ser fecundado para dar origem à um bebê. Após atingir o tamanho ideal, de 19 a 30mm, ele recebe um estimulo do LH que faz a ruptura desse folículo e libera então o óvulo.


O crescimento de mais de um folículo depende de alguns fatores, mas é possível que se tenham vários folículos dominantes ao mesmo tempo. Nesses casos, há risco de gravidez gemelar. Naturalmente é mais difícil que aconteça, mas é provável em mulheres que tem genética para gravidez múltiplas.


Para detectar de fato o folículo dominante, é aconselhável que se façam exames como ultrassom seriada no período fértil para determinar realmente o período que o folículo dominante irá se romper. Assim, aumentará consideravelmente as chances de gravidez com relações sexuais no período certo. Há também casos em que o folículo dominante não eclode e pode proporcionar um fenômeno chamado LUF.

User badge image

marinaa

Há mais de um mês

nada mais é que um folículo (óvulo) que se destaca entre outros que começaram o processo de estimulação e maturação. Na verdade a mulher nasce com sua reserva ovariana pronta, cerca de 250 mil em cada um dos ovários. Ciclo após ciclo após a primeira menstruação, essa reserva começa a ser externada com a estimulação dos hormônios. O GnRh faz o papel inicial na para a jornada da ovulação. A estimulação inicia-se com alguns folículos, cerca de 8 em cada ovário, porém nem todos ficarão grandes a ponto de serem percebidos. Entre esses folículos iniciais, alguns ou um deles se tornará mais propicio à ser liberado, portanto recebe um estimulo maior de estrogênio em comparação aos demais. Esse folículo maior é chamado de folículo dominante.

Um bom folículo dominante no ovário, é aquele que mede cerca de 14mm até 30mm. Ele é um sério candidato à ser liberado para ovular e ser fecundado para dar origem à um bebê. Após atingir o tamanho ideal, de 19 a 30mm, ele recebe um estimulo do LH que faz a ruptura desse folículo e libera então o óvulo. O crescimento de mais de um folículo depende de alguns fatores, mas é possível que se tenham vários folículos dominantes ao mesmo tempo. Nesses casos, há risco de gravidez gemelar. Naturalmente é mais difícil que aconteça, mas é provável em mulheres que tem genética para gravidez múltiplas. Casos de gemelares na família por exemplo.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas