A maior rede de estudos do Brasil

como é a estrutura da osmose para conservação de alimentos


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O texto Propriedades Coligativas explica que existem quatro dessas propriedades, sendo que uma delas é a osmoscopia. O fenômeno da osmose acontece quando colocamos duas substâncias em contato com uma membrana semipermeável (ou parede porosa) entre elas, ocorrendo, assim, a difusão do solvente de uma substância para a outra de modo espontâneo.

Na osmose sempre ocorre a passagem do solvente (geralmente a água) da solução mais diluída para a mais concentrada (ou menos diluída). 

A desidratação osmótica é bastante utilizada como um pré-processo de desidratação, uma vez que a água removida é da ordem de 40% a 70%. A água restante pode ser retirada, por exemplo, por atomização, diminuindo bastante os custos com energia.

O processo consiste na imersão do alimento (geralmente frutas e hortaliças) em solução supersaturada de soluto. O que ocorre é a “captura” da água do alimento pelo soluto. Os solutos geralmente são pouco absorvidos pelos produtos, uma vez que a permeabilidade das membranas celulares a este tipo de composto é pequena.

Os solutos mais utilizados com esta finalidade são o açúcar e o sal. No dia-a-dia utilizamos este tipo de conservação, mas nem sempre sabemos os princípios físico-químicos presentes nos métodos.

O texto Propriedades Coligativas explica que existem quatro dessas propriedades, sendo que uma delas é a osmoscopia. O fenômeno da osmose acontece quando colocamos duas substâncias em contato com uma membrana semipermeável (ou parede porosa) entre elas, ocorrendo, assim, a difusão do solvente de uma substância para a outra de modo espontâneo.

Na osmose sempre ocorre a passagem do solvente (geralmente a água) da solução mais diluída para a mais concentrada (ou menos diluída). 

A desidratação osmótica é bastante utilizada como um pré-processo de desidratação, uma vez que a água removida é da ordem de 40% a 70%. A água restante pode ser retirada, por exemplo, por atomização, diminuindo bastante os custos com energia.

O processo consiste na imersão do alimento (geralmente frutas e hortaliças) em solução supersaturada de soluto. O que ocorre é a “captura” da água do alimento pelo soluto. Os solutos geralmente são pouco absorvidos pelos produtos, uma vez que a permeabilidade das membranas celulares a este tipo de composto é pequena.

Os solutos mais utilizados com esta finalidade são o açúcar e o sal. No dia-a-dia utilizamos este tipo de conservação, mas nem sempre sabemos os princípios físico-químicos presentes nos métodos.

User badge image

Thais

Há mais de um mês

Desde a antiguidade as carnes eram conservadas usando sal. O sal "suga" a agua das celulas por osmose. 
Sem agua nas celulas da carne, essa carne fica desidratada e se torna um ambiente ruim para bacterias e fungos...sem esses microrganismos nao ocorre a decomposiçao...que e o "estragar" da carne.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas