A maior rede de estudos do Brasil

Sobre o mecanismo de autorregulação da filtração glomerular

A reabsorção de água, de sais e de outras substâncias pelos túbulos é muito dependente da intensidade com que o filtrado glomerular flui para o sistema tubular. Se essa intensidade for muito grande, nenhum dos seus constituintes será reabsorvido de forma adequada, antes que esse líquido seja perdido como urina, na outra extremidade do sistema tubular. Por outro lado, quando apenas pequenas quantidades de filtrado são formadas a cada minuto, praticamente todo o filtrado é reabsorvido. Assim, para que a reabsorção ocorra de forma adequada, a fração de filtração glomerular deve ser precisamente controlada em cada néfron. Sobre o mecanismo de autorregulação da filtração glomerular, assinale a alternativa incorreta:

a.Quando a intensidade da formação do filtrado glomerular é muito grande, o líquido filtrado flui com muita rapidez pelo sistema tubular, o que não permite que seja adequadamente processado no túbulo proximal e na alça de Henle

.b.O aumento da concentração dos íons cloreto no líquido que passa da alça de Henle para o túbulo distal faz com que a arteríola aferente se contraia, o que reduz a intensidade da filtração glomerular.

c.A constrição da arteríola eferente impede o fácil escapamento de sangue do glomérulo e, por conseguinte, aumenta a pressão glomerular e a intensidade da filtração glomerular.

d.Quando a filtração glomerular para os túbulos fica muito reduzida, um mecanismo automático faz com que as arteríolas eferentes de contraiam, o que aumenta a intensidade da formação do filtrado glomerular até o normal.

e.O fluxo rápido do filtrado glomerular da alça de Henle para a mácula densa do túbulo distal provoca a secreção de angiotensina pelas células justaglomerulares, provocando a dilatação da arteríola eferente.


1 resposta(s)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes