Motivação e emoção

Motivação e emoção


DisciplinaPsicologia da Motivação e Emoção600 materiais9.430 seguidores
Pré-visualização1 página
*
*
PSICOLOGIA DA MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO
Teorias e conceitos motivacionais
 
Por que você resolveu ir para Universidade?
Ao fazermos esta pergunta, estamos buscando os motivos subjacentes às ações. Portanto motivos são as necessidades, carências, interesses e desejos que impulsionam as pessoas a certas direções. 
Motivo envolve comportamento direcionado a um objetivo.
1.1 Visão Evolucionista
1.2 As Teorias de Impulso
1.3 As Teorias de Incentivo
1.4 A Extensão e a Diversidade dos Motivos Humanos
1.5 A Disposição das Necessidades em uma Hierarquia: Teoria de Maslow
*
*
1.1 A Visão Evolucionista
Nesta visão os motivos humanos e os de outras espécies são produtos da evolução, assim como as características anatômicas. Para eles a seleção natural favorece comportamentos que maximizam o sucesso reprodutivo, ou seja, transmite os genes para a geração futura. Explicam portanto motivos como de associação, dominância, agressão e impulso sexual em termos de seu valor adaptativo. 
Alguns objetos de estudo desta teoria: fome, territorialidade, agressão, cooperação e acasalamento.
\u201cPsicólogos Evolucionista formulam hipóteses sobre os mecanismos psicológicos que se desenvolveram nos seres humanos para solucionar determinados problemas adaptativos que tiveram que enfrentar em condições ancestrais\u201d. David Buss
*
*
1.2 As Teorias de Impulso
As teorias de impulso empregam o conceito de homeostase (estabilidade fisiológica, exemplo a necessidade de termos uma temperatura corporal flutuando em torno de 36,5ºC algo muito diferente deste padrão causa desequilíbrio corporal) ao comportamento. Um impulso é um estado interno de tensão que induz um organismo a dedicar-se a atividades que possam reduzir tal tensão. Estes estados desagradáveis de tensão são entendidos como uma ruptura no equilíbrio desejável. Segundo esta teoria quando um indivíduo experimentam um impulso, são motivados a buscar ações que os levem a uma redução do impulso.
Exemplo: Se você ficar sem comer durante um tempo sentirá desconforto. Esta tensão interna (impulso) irá motivá-lo a obter comida.
*
*
1.3 As Teorias de Incentivo
 Segundo as teorias de incentivo, os estímulos externos regulam os estados motivacionais. Um incentivo é um objetivo externo capaz de motivar o comportamento, a fonte de motivação localiza-se fora do organismo, no ambiente. 
Os modelos de valor de expectativa da motivação são teorias de incentivo que levam esta realidade em consideração, segundo este modelo a motivação de uma pessoa dependerá de dois fatores: expectativa e valor
Exemplo: Jogar na mega dependerá do valor e de sua crença
*
*
1.4 A Extensão e a Diversidade dos Motivos Humanos
 Os teóricos motivacionais de todas as correntes concordam em que os seres humanos apresentam uma enorme variedade de motivos. A maioria estabelece uma diferenciação entre motivos biológicos, que se originam nas necessidades corporais, como a fome, e motivos sociais, que se originam em experiências sociais, como a necessidade de realização.
Todas as pessoas compartilham as mesmas necessidades biológicas, mas suas necessidades sociais irão variar de acordo com suas experiências.
*
*
1.5 A Disposição das Necessidades em uma Hierarquia: Teoria de Maslow
A hierarquia das necessidades de Maslow supõe que as necessidades básicas precisam estar razoavelmente satisfeitas para que se ativem as necessidades mais elevadas. Seu modelo integra necessidades biológicas e necessidades sociais.
Progressão se as necessidades inferiores estiverem satisfeitas
 Regressão se as necessidades inferiores não estiverem satisfeitas
 Necessidade de auto realização
 Realização do potencial
 Necessidades estéticas
 Ordem e beleza
Necessidades cognitivas
Conhecimento e compreensão
Necessidade de estima
Realização e reconhecimento
Necessidade de pertinência e amor
Associação e aceitação
Necessidade de segurança e proteção
Sobrevivência 
Necessidades Fisiológicas
 Fome, sede,....
*
*
PSICOLOGIA DA MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO
Motivação da Fome e do Comer \u2013 Influências
Regulado por uma complexa interação de fatores biológicos e ambientais
Flutuações na glicose
Hábitos adquiridos, por exemplo a cultura
Estresse
 
Motivação Sexual: O mistério da Orientação sexual
Recentes estudos sugerem que exista uma predisposição genética a homossexualidade e que algumas diferenças sutis na estrutura cerebral podem estar associadas à homossexualidade. 
Realização: Em busca da Excelência
A busca de realização tende a aumentar quando as probabilidades de sucesso e o valor de incentivo do sucesso são maiores. Entretanto a busca de realização também pode ser influenciada pelo medo de fracasso.
\u201cAs pessoas com grande necessidade de realização não são aventureiras; seu desafio é vencer por esforço pessoal, não por sorte.\u201d David McClelland
*
*
PSICOLOGIA DA MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO
2. Teorias da emoção
 
Experiência de sentimentos subjetivos que apresentam valor positivo ou negativo para o indivíduo.
As oito categorias básicas de emoção de Plutchik:
Alegria
Aceitação
Medo
Surpresa
Tristeza
Repulsa
Raiva
Antecipação
Atualmente se distingui as emoções em primárias e secundárias:
 	Primárias, são as aquelas compartilhadas pelas pessoas de todas as culturas.
	Secundárias, são aquelas encontradas em uma ou mais culturas, mas não em todas. 
*
*
PSICOLOGIA DA MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO
	2.1 A teoria de James-Lange
		
		Esta teoria afirma que a emoção resulta da percepção que se tem da estimulação autônoma
2.2 A teoria de Cannon- Bard
	Contrapõe-se a de James-Lange,sugerindo que as emoções originam-se nas áreas subcorticais do cérebro.
	
	
2.3 Teoria dos dois fatores de Schachter
	A existência da emoção se dá a partir da estimulação e, em seguida, classificam-na conforme a explicação cognitiva que dão ao impulso.
2.4 As teorias Evolucionistas
	Sustentam que as emoções são reações inatas que exigem pequena interpretação cognitiva.
*
*
PSICOLOGIA DA MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO
3. Os elementos da Experiência Emocional
 
A emoção compreende componentes fisiológicos, cognitivos e comportamentais
	3.1 Componentes fisiológicos
		
		Denominado pela estimulação autônoma. Exemplo, detector de mentiras, que na verdade é um detector de emoções.
3.2 Componentes cognitivos
	
	O que é aprendido através por exemplo da cultura onde estamos inseridos.
3.3 Componentes comportamentais
	As emoções são expressas por meio de linguagem corporal, sendo que as expressões faciais tem um papel particularmente importante,
*
*
PSICOLOGIA DA MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO
Uma análise breve sobre motivação e emoção nos mostra uma vez mais que a psicologia é caracterizada pela diversidade teórica, que a biologia e o ambiente moldam o comportamento interativamente, que o comportamento é governado por múltiplas causas, que os processos psicológicos são caracterizados por variação e não variação cultural e que a psicologia se desenvolve em um contexto histórico-social.
 
,