A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Palestra 17 - Fisiologia da unidade funcional do rim (Recuperação Automática)

Pré-visualização | Página 1 de 2

1 
 
Fisiologia da unidade 
funcional do rim – 
néfron 
Palestra 17 – Prof. Adrieli 
 
O sistema urinário consiste em 2 rins, 2 
ureteres, 1 bexiga e 1 uretra 
 
Rins -> fazem toda a filtragem sanguínea e 
ocorre a formação da urina lá no néfron 
 
Ureteres -> ductos que conduzem a urina até 
a bexiga 
 
Bexiga -> armazena a urina. 
 
Uretras -> eliminação da urina 
 
Localização retroperitoneal, na região 
lombar superior da parede posterior do 
abdômen -> fica atras/posterior ao peritônio. 
 
Os rins se estendem ao nível da XI e XII 
costelas. 
 
Formato de feijão de cor castanho 
avermelhado 
 
Posição do rim depende da respiração e da 
posição do corpo 
 
Inspiração -> Rins se situam mais abaixo 
Expiração -> 
 
Rim Direito -> situado inferiormente ao 
fígado, mais baixo que o rim esquerdo. 
 
É um órgão relativamente pequeno, mas 
super importante, com funções de filtração do 
plasma removendo substância indesejáveis e 
excretar -> ele devolve substâncias 
necessárias ao nosso organismo pelo 
processo de reabsorção 
 
 
 
Superfície lateral concava e convexa 
 
Côncava -> A região interna, do Hilo 
Convexa -> Na parte exterior 
 
Fenda Vertical = Hilo renal por onde as 
artérias, veias, nervos, ureteres entram e 
saem. 
 
Posição da glândula renal que não tem 
relação funcional com o rim, apenas uma 
relação anatômica. 
 
Rim tem várias camadas de tecido que vão o 
circundar e fazer a sua sustentação -> 
 
✓ Camada de tecido conjuntivo denso 
capsula fibrosa -> ela mantém a 
forma do rim e vai constituir uma 
barreira que inibe a entrada de 
infecções que podem acometer o rim 
 
✓ Capsula Adiposa -> externamente a 
fibrosa, é uma capsula de gordura 
onde há externamente a ela um 
envoltório, uma camada externa de 
gordura, um corpo adiposo. Tem 
função de proteção e amortecimento 
contra choques e mantém os rins no 
seu local. 
 
Margem Lateral – a margem grande 
 
Margem Medial -> Hilo Renal 
 
Polo Superior e Inferior dos rins 
 
2 
 
 
 
 
 
1 – Córtex Renal -> camada mais externa 
 
2 – Medula Renal -> onde ficam as medulas 
 
As Pirâmides são estruturas que estão entro 
da medula, são estruturas cônicas 
posicionadas na medula 
 
Entre as pirâmides, existem um espaço 
chamados de colunas renais, são projeções 
do próprio córtex juntamente com a medula. 
 
A Pelve Renal é a cavidade mais afunilada 
para onde a urina vai ser drenada -> dá inicio 
ao ureter 
 
Os cálices renais maiores e menores são 
ductos após as pirâmides, aonde se 
desemboca a urina. 
 
Néfrons (no córtex) -> Pirâmides -> atravessa 
a papila renal -> cálices renais menores 
(cerca de 18) -> cálices renais maiores (2 a 
3) -> cai na pelve renal, onde passa e vai 
para o ureter para chegar até a bexiga 
 
Seio Renal -> local dos cálices renais 
maiores e menores. 
 
Na região mais externa do córtex -> base da 
pirâmide renal voltada para o córtex, e a 
parte que liga os cálices onde estão as 
papilas renais é o ápice da pirâmide. 
 
Vascularização dos Rins 
 
 
 
 
Principais vasos sanguíneos relacionados ao 
rim -> ele é altamente vascularizado 
 
As Artérias Renais emergem da Aorta 
Abdominal, ela vai cursar posteriormente as 
veias renais. 
 
À medida que elas se aproximam do Hilo 
elas se dividem em 5 artérias segmentares 
 
3 
 
(derivadas da artéria renal) -> essas artérias 
segmentares se dividem em artérias 
Interlobares. As artérias interlobares vão 
formar as artérias arqueadas -> essas 
fazem ramificação para o córtex que formam 
as artérias interlobulares, corticais ou 
radiadas. 
 
As Inter lobulares vão dar origem as 
arteríolas aferentes e eferentes. 
 
Artérias 
 
Artérias Segmentares -> Artérias Interlobares 
-> Artérias Arqueadas -> Ramificações que 
irrigam toda a região do córtex, as Artérias 
Interlobulares -> formam as arteríolas 
eferentes e aferentes 
 
Arteríolas Aferentes -> levam para a capsula 
de Bowman 
 
Arteríolas Eferentes -> leva direto para 
corrente sanguínea substâncias importantes 
para o nosso corpo 
 
Veias 
 
As veias fazem o caminho inverso da artéria -
> Veias Interlobulares -> Veias Arqueadas -> 
Veias Interlobares -> Veia Renal -> VCI 
 
Não tem veia segmentar 
 
 
 
 
 
Aferente -> leva as substâncias para o 
glomérulo renal filtrar 
 
Eferente -> leva as substâncias que não vão 
entrar nesse processo e leva eles para a 
corrente sanguínea 
 
 
Função 
 
 
 
 
 
 
4 
 
Elimina para que o volume normalize e que 
se mantenha a pressão adequada. 
 
Controla a acidez do meio 
 
Meio ácido -> remove íons de Hidrogênio 
 
Excreção de subprodutos metabólicos que 
podem ser tóxicos ao organismo 
 
Os rins não são glândulas, mas produzem e 
secretam alguns hormônios: Renina e 
Eritropoetina 
 
Néfrons 
 
 
 
Néfrons -> unidades funcionais dos rins 
 
No córtex renal a gente tem as unidades 
funcionais dos néfrons 
 
Os túbulos pegam também a região da 
medula 
 
1° Porção do Néfron -> Glomérulos (envoltos 
por uma capsula glomerular) que formam o 
corpúsculo renal 
 
Corpúsculo Renal -> Glomérulos + 
Capsula de Bowman/Glomerular 
 
Glomérulo -> é um enovelado de capilares 
sanguíneos que vão estar envoltos por está 
capsula 
 
Néfrons -> túbulo Contorcido Proximal -> 
Alça de Henle -> Túbulo Contorcido Distal 
-> Ducto Coletor 
 
Dentro dos túbulos, em cada etapa, vai 
ocorrer alguns processos importantes para 
essa filtração e síntese da urina 
 
Novos Néfrons não se regeneram -> ocorre 
um declínio gradual no número de néfrons 
com o passar do tempo 
 
De 800 mil a 1 milhão de Néfron em cada rim 
 
 
 
 
 
2 – Processo de Reabsorção -> acontece 
no túbulo contorcido proximal. Etapa de 
reabsorção das substâncias úteis como a 
glicose no nosso corpo 
 
 
5 
 
3 – Secreção Tubular -> principalmente no 
túbulo contorcido distal, vai ser removido do 
sangue algumas substâncias como drogas e 
íons que não foram filtradas pelo glomérulo e 
precisam ser eliminados 
 
4 – Excreção -> Do túbulo Contorcido Distal. 
É a excreção da urina nos ductos 
 
Filtração Glomerular 
 
Processo que constitui a passagem do 
plasma do glomérulo para a capsula de 
Bowman. 
 
Acontece no Corpúsculo Renal 
 
Vai ser a entrada através da arteríola 
aferente na capsula de Bowman (onde 
ocorre o processo de filtração) 
 
Corúsculo Renal -> capsula + glomérulo 
 
Entra uma grande quantidade de substâncias 
úteis ou não ao nosso organismo -> sem 
proteínas, elas não entram no processo de 
filtração 
 
De 6 a 7 litros de plasma filtrado por hora 
no néfron. 
 
Os capilares glomerulares são relativamente 
impermeáveis as proteínas, esse líquido 
filtrado é essencialmente isento de proteínas 
e desprovido de hemácias. 
 
Entra muita substância -> essa etapa não é 
tão seletiva 
 
 
 
 
 
Essas 3 camadas em conjunto formam uma 
barreira para a filtração ->, porém ela não é 
seletiva. 
 
A filtração Glomerular é controlada por 
três forças de pressão 
 
 
 
Força de Favorece -> Pressão Hidrostática 
dos Capilares Glomerular. 60mmHg 
 
Quanto maior a pressão arterial, maior a 
pressão hidrostática e maior a filtração 
glomerular 
 
 
6 
 
Forças que se opõe -> Pressão 
Coloidosmótica dos Capilares Glomerulares 
e Pressão do Espaço de Bowman 
 
Pressão Coloidosmótica -> gera um 
dragiente de concentração, favorece a volta 
do líquido da capsula para o capilar 
 
Pressão do Espaço de Bowman -> 
aumenta muito a pressão dentro do 
glomérulo e não

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.