A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
73 pág.
Agroecologia e ILPF pronto

Pré-visualização | Página 1 de 3

Agroecologia e ILPF na recuperação de áreas degradadas
1
1
Base ecológica 
Multidisciplinar 
Sustentabilidade 
Ação social
Agricultura alternativa 
Desenho participativo 
Agroecologia 
2
2
3
Fonte: agroecologiasulminas.blogspot.com.br/
Ideias centrais da agroecologia
Importância fundamental dos microrganismos e da matéria orgânica.
 
4
Nin et al, 2016
4
Harmonia e equilíbrio entre água, solo e planta 
Holismo: visão sistêmica e global 
Utilização racional da terra 
5
Canário, 2012
5
Bases tecnológicas 
Biodiversidade
Melhoria da capacidade reprodutiva do solo
Conservação do meio ambiente 
Nutrição equilibrada das plantas
Fitossanidade preventiva 
Sementes nativas
Conhecimento e recursos locais 
6
6
Bases socioeconômicas
Inclusão social
Pequena escala
Policultura 
7
Fonte: flickr.com/photos/permacultura-bahia/3576640954
7
Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica.
Decreto nº 7.794, de 20 de agosto de 2012.
“Integrar, articular e adequar políticas, programas e ações indutoras da transição agroecológica e da produção orgânica e de base agroecológica, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida da população, por meio do uso sustentável dos recursos naturais e da oferta e consumo de alimentos saudáveis".
8
8
Art. 2º  Para fins deste Decreto, entende-se por:
III - Produção de base agroecológica - aquela que busca otimizar a integração entre capacidade produtiva, uso e conservação da biodiversidade e dos demais recursos naturais, equilíbrio ecológico, eficiência econômica e justiça social; e
IV - Transição agroecológica - processo gradual de mudança de práticas e de manejo de agroecossistemas, tradicionais ou convencionais, por meio da transformação das bases produtivas e sociais do uso da terra e dos recursos naturais, que levem a sistemas de agricultura que incorporem princípios e tecnologias de base ecológica. 
9
9
Art. 3º  São diretrizes da PNAPO:
II - Promoção do uso sustentável dos recursos naturais;
III - Conservação dos ecossistemas naturais e recomposição dos ecossistemas modificados;
V - Valorização da agrobiodiversidade e dos produtos da sociobiodiversidade e estímulo às experiências locais de uso e conservação dos recursos genéticos vegetais e animais;
10
observadas as disposições que regulem as relações de trabalho e favoreçam o bem-estar de proprietários e trabalhadores
, por meio de sistemas de produção agrícola e de extrativismo florestal baseados em recursos renováveis, com a adoção de métodos e práticas culturais, biológicas e mecânicas, que reduzam resíduos poluentes e a dependência de insumos externos para a produção
, especialmente àquelas que envolvam o manejo de raças e variedades locais, tradicionais ou crioulas
10
	Articular políticas de ações de incentivo ao cultivo de produtos orgânicos. 
11
Fonte: www.secretariadegoverno.gov.br/iniciativas/brasil-agroecologico
11
O PLANAPO 2016-2019 está organizado por seis eixos estratégicos
12
Fonte:www.mda.gov.br/planapo/
Agriculturas de base ecológica 
13
13
Agricultura orgânica 
Lei N° 10. 831, de 23 dezembro de 2003.
Art. 1o Considera-se sistema orgânico de produção agropecuária todo aquele em que se adotam técnicas específicas, mediante a otimização do uso dos recursos naturais e socioeconômicos disponíveis e o respeito à integridade cultural das comunidades rurais.
14
, a eliminação do uso de organismos geneticamente modificados e radiações ionizantes, em qualquer fase do processo de produção, processamento, armazenamento, distribuição e comercialização, e a proteção do meio ambiente.
14
TENDO POR OBJETIVO:
 Sustentabilidade econômica e ecológica;
 Maximização dos benefícios sociais;
Minimização da dependência de energia não-renovável, empregando, sempre que possível, métodos culturais, biológicos e mecânicos.
15
, em contraposição ao uso de materiais sintéticos
15
 § 1o A finalidade de um sistema de produção orgânico é:
 I – a oferta de produtos saudáveis isentos de contaminantes intencionais;
 II – A preservação da diversidade biológica dos ecossistemas naturais e a recomposição ou incremento da diversidade biológica dos ecossistemas modificados em que se insere o sistema de produção;
  III – Incrementar a atividade biológica do solo;
  IV – Promover um uso saudável do solo, da água e do ar;
  V – Manter ou incrementar a fertilidade do solo a longo prazo;
 VI – A reciclagem de resíduos de origem orgânica, reduzindo ao mínimo o emprego de recursos não-renováveis;
    
16
IV- e reduzir ao mínimo todas as formas de contaminação desses elementos que possam resultar das práticas agrícolas.
§ 2o O conceito de sistema orgânico de produção agropecuária e industrial abrange os denominados: ecológico, biodinâmico, natural, regenerativo, biológico, agroecológicos, permacultura e outros que atendam os princípios estabelecidos por esta Lei.
16
Fonte: www.adubarofuturo.com
Fonte: www.recicloteca.org.br/material-reciclavel/organicos/
Fonte:www.bichomaniapetshop.com.br
Fonte: www.embrapa.br
Fonte: capitaldocampo.com.br
17
As práticas da agricultura orgânica, assim como as demais sob a denominação de biológica, ecológica, biodinâmica, agroecológica e natural, comprometidas com a sustentabilidade local da espécie humana na terra, implicam em:
Uso da adubação verde com uso de leguminosas fixadoras de nitrogênio atmosférico;
Adubação orgânica com uso de compostagem da matéria orgânica, que pela fermentação elimina microorganismos como fungos e bactérias, eventualmente existentes em estercos de origem animal, desde que provenientes da própria região;
Minhocultura, geradora de húmus com diferentes graus de fertilidade; manejo mínimo e adequado do solo com plantio direto, curvas de níveis e outras para assegurar sua estrutura, fertilidade e porosidade;
Manejo da vegetação nativa, como cobertura morta, rotação de culturas e cultivos protegidos para controle da luminosidade, temperatura, umidade, pluviosidade e intempéries;
uso racional da água de irrigação seja por gotejamento ou demais técnicas econômicas de água contextualizadas na realidade local de topografia, clima, variação climática e hábitos culturais de sua população.
17
Agricultura biológica 
18
Alimentos saudáveis 
Alto valor nutricional 
Fertilidade do solo
Saúde animal 
18
Agricultura biológica 
Principais objetivos da agricultura biológica 
Produzir alimentos de alta qualidade em suficiente quantidade
Interagir de forma construtiva e equilibrada com os sistemas e ciclos naturais;
Promover e desenvolver ciclos biológicos 
Manter e aumentar a fertilidade do solo a longo prazo
Dentro do sistema de produção envolvendo microorganismos, flora e fauna solo, plantas e animais 
19
Princípios:
Evitar as perdas de elementos solúveis na água;
Utilizar leguminosas;
Não utilizar produtos obtidos por via química;
Ter em conta os vegetais e animais que vivem no solo;
Lutar contra a erosão pela conservação do solo, que é um recurso não renovável a curto prazo.
20
20
Fonte: www.geografiaopinativa.com.br
21
21
Agricultura biodinâmica 
22
Fonte: ecobutique.com.br/
22
23
Fonte:biodinamica.org.br
24
Fonte: www.jardimdomundo.com
	
25
Princípios :
O agricultor deve pensar em seu sítio como um organismo vivo e individual. 
 O solo é um organismo vivo e não um simples substrato. 
 A agricultura é algo amplo e holístico, é entendida como uma ciência espiritual. Não é apenas a arte de trabalhar a matéria.
 
O cosmo se manifesta nas plantas, e estas são a repetição das leis do Universo. 
As plantas vivem entre duas polaridades: a terrestre, representada pela umidade e nutrientes do solo, e a cósmica, representada pelo calor e a luz. 
25
Agricultura regenerativa 
Teoria da trofobiose 
26
Fonte: www.emater.tche.br
Fonte: www.emater.tche.br
26
Permacultura 
Doze princípios de planejamento permacultural (Holmgren,2013) 
Observe e interaja
Capte e armazene energia
Obtenha rendimento
Pratique a autorregulação

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.