A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Fisiologia do Esporte (Sistema Cardiovascular e Respiratório)

Pré-visualização | Página 1 de 5

FISIOLOGIA DOS SISTEMAS
CARDIOVASCULAR, RESPIRATÓRIO E
NERVOSO COM A 
Lorena Lima, M7
ATIVIDADE FÍSICA
COMPREENDER A FISIOLOGIA
DOS SISTEMAS C.R.N
ENTENDER COMO A ATIVIDADE
FÍSICA INFLUENCIA NESSES
SISTEMAS
ENTENDER A SAÚDE MENTAL
DO ADULTO EM RELAÇÃO A
ATIVIDADE FÍSICA
OBJETIVOS: 
1.
2.
3.
 SISTEMA CARDIOVASCULAR 
 Está localizado lateral e inferior a veia
cava superior, e que ao se despolarizar
espontaneamente produz um potencial de
marca-passo, alcançando um limiar para
disparar um potencial de ação que se
propaga ao longo dos dois átrio fazendo-os
se contraírem juntos (por conta das junções
comunicantes). Esse potencial também
alcança o Nó Atrioventricular (AV),
localizado no septo interatrial, ocorrendo
uma desaceleração do potencial de ação
que permite o enchimento dos ventrículos.
A partir dai, o potencial entra no fascículo
atriventricular (Feixes de His), sendo o
único lugar que o potencial pode atravessar
dos átrios para os ventrículos por conta do
esqueleto fibrosos do coração isolando os
ventrículos. Os feixes de His seguem pelos
ventrículos direito e esquerdo, se
estendendo ao ápice do coração pelas
fibras de Purkinje.
 O sistema circulatório é composto de uma
bomba – o coração – e por dois principais
sistemas de vasos que transportam o
sangue para cada célula do corpo e para os
pulmões, sendo composto pelo coração,
sangue e vasos sanguíneos, que são
divididos nos ramos periférico e pulmonar.¹
 A circulação pulmonar funciona a partir
do lado direito do coração, a bomba
pulmonar, que recebe todo o sangue
vermelho escuro (desoxigenado) que
retorna da circulação sistema pelas veias
cavas até o átrio direito. Segue para o
ventrículo, onde é bombeado para o tronco
pulmonar que se ramifica em quatro
artérias pulmonares, que leva o sangue ser
oxigenado nos pulmões, pela troca de CO2
que é expirado e O2 inspirado. Esse sangue
oxigenado retorna ao coração pelas veias
pulmonares.²
 Chegando das veias pulmonares, o sangue
oxigenado entra no átrio esquerdo, o lado
esquerdo do coração é responsável pela
bomba da circulação sistema. Logo que o
sangue chega ao ventrículo esquerdo ele
entra no ramo aórtico, que irá se dividir e
ramificar em artérias menores até
arteríolas para suprir todo os sistemas,
órgãos e tecidos com sangue oxigenado. O
sangue rico em O2 troca com cada célula,
recebendo CO2, tornando-se vermelho
escuro, sangue desoxigenado que irá
retornar pelas vênulas, até as veias cavas,
por fim o átrio direito.²
 O coração possui fibras autorrítimicas,
capazes de iniciar um potencial de ação
sozinhas. O nó Sinoatrial é composto dessas
fibras, assim ele define o ritmo do coração,
sendo o marca-passo natural.²
Lorena Lima, M7
 SISTEMA CARDIOVASCULAR 
válvulas AV, mas como as válvulas
semilunares também estão fechadas, 
 ocorre uma contração isovolumétrica em
que não há alteração do volume ventricular.
Mas como a pressão continua a aumentar,
ela ultrapassa a pressão aórtica e do tronco
pulmonar, os ventrículos forçam a abertura
das válvulas, chamado período de ejeção. O
volume sistólico final é o volume
remanescente em cada ventrículo após a
ejeção, que é cerca de 60ml.. ²
 No período de relaxamento, a
repolarização ventricular provoca a
diástole, conforme a pressão
intraventricular cai o sangue tende a
retornar isso causa o fechamento das
válvulas. Existe ai um intervalo em que as 4
válvulas estão fechadas, um relaxamento
isoolumétrico. A pressão continua a cair, até
que a pressão ventricular se torna menor
que a atrial, fazendo com que as válvulas
atrioventriculares se abram antes mesmo
da contração atrial, e o fluxo de sangue
encha agora os ventrículos, assim, no final
do relaxamento os ventrículos estão 75%
cheios (a onda P sinaliza o início de outro
ciclo).²
 Do ápice os ramos subendocárdicos
calibrosos (Fibras de Purkinje) conduzem
rapidamente o potencial até o restante do
miocárdio ventricular. Fazendo com que os
ventrículos se contraiam, deslocando o
sangue para as válvulas semilunares.²
 O ciclo cardíaco possui todos os
batimentos associado em um único
batimento cardíaco, assim, o ciclo cardíaco
tem uma sístole e diástole atrial e mais
uma sístole e diástole ventricular. Sendo
que em cada ciclo os átrios e ventrículos se
contraem e relaxam alternadamente e
para uma uma FC de 75bpm, isso dura 0,8s.
 Durante a sístole atrial os ventrículos estão
relaxados, que se inicia com a
despolarização espontânea do nó SA (onda
P) realizando a contração do átrio forçando
o sangue através da válvula atrioventricular
para o ventrículo, enchendo-o com mais
25ml de sangue que soma-se aos 105 já
presentes, formando o volume diastólico
final (VDF=130ml). Já durante a sístole
ventricular (diástole atrial), que se inicia
com a despolarização ventricular
(complexo QRS), a pressão intraventricular
vai se elevar e causar o fechamento das 
Lorena Lima, M7
 SISTEMA CARDIOVASCULAR 
 A lei de Frank-Starling do coração equaliza
o volume ejetado pelos ventrículos direito e
esquerdo e mantém o mesmo volume de
sangue que flui para as circulações
sistêmica e pulmonar. Se o lado esquerdo
do coração bombeia um pouco mais de
sangue do que o lado direito, o volume de
sangue que retorna para o ventrículo direito
(retorno venoso) aumenta. O aumento do
VDF faz com que o ventrículo direito se
contraia com mais força no próximo
batimento, trazendo os dois lados de volta
ao equilíbrio.²
 O Débito Cardíaco é o volume de sangue
ejetado por um ventrículo a cada minuto. É
igual ao volume sistólico ejetado
multiplicado pela frequência cardiaca.²
DC(ml/min)= VSejet (ml/bat) x FC (bat/min)
 Fatores que aumentam o volume sistólico
ou a frequência cardíaca normalmente
elevam o DC. Durante o exercício leve, por
exemplo, o volume sistólico pode aumentar
para 100 m ℓ /batimento, e a frequência
cardíaca para 100 bpm. O débito cardíaco
então seria de 10 ℓ /min. Durante o
exercício intenso (mas ainda não máximo),
a frequência cardíaca pode acelerar para
150 bpm e o volume sistólico pode subir
para 130 m ℓ /batimento, resultando em
um débito cardíaco de 19,5 ℓ /min.²
 Se mais sangue retornou ao coração
durante a diástole, então mais sangue será
ejetado na próxima sístole. Em repouso, o
volume sistólico é de 50 a 60% do volume
diastólico final, porque 40 a 50% do sangue
permanece nos ventrículos depois de cada
contração (volume sistólico final). Três
fatores regulam o volume sistólico e
garantem que os ventrículos esquerdo e
direito bombeiem volumes iguais de
sangue: (1) pré-carga, o grau de
estiramento no coração antes de ele se
contrair; (2) contratilidade, o vigor da
contração das fibras musculares
ventriculares individuais; e (3) pós-carga, a
pressão que tem de ser sobrepujada antes
que possa ocorrer ejeção do sangue a partir
dos ventrículos.²
 Dentro de certos limites, quanto mais o
coração se enche de sangue durante a
diástole, maior será a força de contração
durante a sístole. Esta relação é conhecida
como a Lei de Frank-Starling do coração. A
pré-carga é proporcional ao volume
diastólico final (VDF) (o volume de sangue
que enche os ventrículos no final da
diástole). Normalmente, quanto maior é o
VDF, mais forte é a contração seguinte.²
Quanto ao Controle Nervoso desse sistema,
o SNA simpático é o acelerador, aumenta
tanta a frequência cardíaca como a força
dos batimentos, já o SNA parassimpático é
o desacelerador, torna o coração mais
lento. Os centros cardíacos estão no
BULBO, o Centro Cardiocelerador se
projeta de neurônios da medula espinal, ao
nível de T1a T5, sendo que esses neurônios
pré-glanglionares fazem sinapses com
neurônios ganglionares no Tronco
Simpático Cervical e no Torácico Alto, a
parti dai as fibras pós-ganglionares
inervam os nós SA e AV, o músculo cardíaco
e as artérias coronarianas. O Centro
Cardioinibidor envia impulsos
parassimpáticos para o núcleo posterior do
nervo vago do bulbo, que então envia
impulsos inibitórios para o coração via
ramos do nervo vago.³
 O Centro Cardiovascular ainda recebe
informações das regiões superiores do
encéfalo e dos receptores sensitivos
(barorreceptores,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.