A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Av2 - Práticas Pedagógicas em Línguas Estrangeiras: Ferramentas Para Comunicação Oral e Escrita

Pré-visualização | Página 1 de 1

1) 
De acordo com as Orientações Curriculares do Ensino Médio, "[...] o desenvolvimento 
da leitura, da comunicação oral e da escrita como práticas culturais contextualizadas. 
Imaginamos que a proporcionalidade do que deve ser trabalhado nas escolas de cada 
região deva ser avaliado regionalmente/localmente, levando em conta as diferenças 
regionais/locais no que tange às necessidades. Recomendamos que todas essas 
habilidades comunicativas sejam trabalhadas ao longo dos três anos do ensino 
médio." (BRASIL, 2006, p. 111) 
BRASIL. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Orientações Curriculares do 
Ensino Médio: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: MEC, EMTEC, 2006. 
v. 1. 
Com base nisso é correto afirmar que: 
 
Alternativas: 
• a) 
No ensino médio, durante os três anos, deve-se priorizar o trabalho com a 
oralidade, afinal passamos mais tempo nos comunicando oralmente. 
• b) 
No ensino médio, durante os três anos, deve-se priorizar o trabalho com a 
escrita, afinal é por meio da escrita que somos avaliados nas provas e nos 
concursos. 
• c) 
A variações culturais existentes no Brasil não devem ser consideradas na 
comunicação oral, logo a cultura das regiões não precisam ser contempladas. 
• d) 
A forma de comunicação oral e a forma que se utiliza a escrita das metrópoles 
devem ser vistas como superiores às cidades do interior. 
• e) 
O trabalho com a oralidade e escrita na escola deve considerar as variações 
culturais e durante os três anos do ensino médio todas as habilidades 
comunicativas devem ser trabalhadas. 
Alternativa assinalada 
2) 
Dolz, Noverraz e Schneuwly (2004) apresentam uma abordagem que trata de um 
importante conceito desenvolvido por eles, o qual coloca-se como uma ferramenta 
bastante útil no ensino-aprendizagem da escrita, tanto em língua materna quanto 
em língua estrangeira, estamos nos referindo a 
 
Alternativas: 
• a) 
sequência didática de gênero. 
Alternativa assinalada 
• b) 
leitura. 
• c) 
produção textual. 
• d) 
análise linguística. 
• e) 
oralidade. 
3) 
Ao tratar da ampliação da visão de letramento, multiletramentos, estamos buscando 
a participação dos alunos em práticas sociais. Por isso, a Base Nacional Comum 
Curricular (BNCC) propõe três implicações: relação entre língua, território e cultura; 
ampliação da visão de letramento e abordagens de ensino. As três são a base para 
orientar os eixos organizadores para a Língua Inglesa que iremos discutir logo mais. 
Se pensarmos em como o mundo se encontra hoje, exigindo uma formação 
tecnológica, temos uma Língua Inglesa que agrega ao aluno a sua participação em 
um mundo multimodal. As abordagens de ensino focam na discussão apresentada 
pela primeira implicação, a visão de uma Língua Inglesa como Língua Franca. Assim, 
não existe uma língua padronizada que devemos ensinar para nossos alunos 
determinando o que é certo ou errado diante de uma gramática normativa da língua. 
A proposta é ampliar o repertório linguísticos de nossos alunos colaborando para eles 
tenham uma maior participação no mundo globalizado que vivemos. Essas três 
implicações orientam os eixos organizadores para a Língua Inglesa: 
Considerando os eixos propostos pela BNCC, relacione-os as suas principais 
características: 
(1) Oralidade 
(2) Escrita 
(3) Leitura 
(4) Conhecimentos Linguísticos 
(5) Dimensão Intercultural 
(a) Aborda o conceito de inglês como Língua Franca, fazendo com que os alunos 
reflitam sobre as relações entre língua, identidade e cultura. 
(b) Foco na construção de significados; interpretação/reflexão crítica de textos 
escritos e desenvolvimento de estratégias para desenvolver esse eixo. 
(c) Envolve nas escolhas das palavras/seleção lexical, no conhecimento da palavra, 
nas práticas de uso, análise e reflexão sobre a língua. Funcionamento sistêmico do 
inglês. 
(d) Estimula o entendimento e o respeito nas interações orais sociais face a face. 
(e) Faz o uso de recursos verbais e não-verbais, contribuindo para o 
desenvolvimento desse eixo de forma autêntica, criativa e autônoma. 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta da associação entre as 
colunas: 
 
Alternativas: 
• a) 
1e – 2d – 3a – 4b – 5c 
• b) 
1c – 2a – 3e – 4d – 5b 
• c) 
1b – 2c – 3d – 4a – 5e 
• d) 
1d – 2e – 3b – 4c – 5a 
Alternativa assinalada 
• e) 
1a – 2b – 3c – 4e – 5d 
4) 
O termo multiletramentos foi utilizado pela primeira vez pelo "New London Group" 
em 1996 para sintetizar uma visão mais ampla de letramento, levando em conta o 
impacto no aumento dos canais disponíveis para comunicação e a importância da 
diversidade cultural e linguística pelo mundo. Logo, era preciso contemplar essa 
junção da imagem, som, movimento. 
Considerando os multiletramentos, analise se as afirmativas a seguir são verdadeiras 
(V) ou falsas (F): 
( ) Se referem as novas formas de comunicação advindas dos novos meios de 
informação e comunicação. 
( ) Um dos objetivos dos multiletramentos é trazer a diversidade tecnológica para a 
sala de aula e tornar a aprendizagem mais inclusiva culturalmente, linguisticamente 
e comunicativamente. 
( ) O diferencial do grupo de Nova Londres (New London) é que as interações 
verbais, tanto oral quanto escrita, passaram a ser consideradas como texto pouco 
usados. 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta: 
 
Alternativas: 
• a) 
F – V – F 
• b) 
V – V – F 
Alternativa assinalada 
• c) 
F – F – F 
• d) 
V – F – F 
• e) 
F – V – V 
5) 
Considerando que estamos inseridos em uma sociedade globalizada e diante das 
demandas da sociedade atual, no ensino-aprendizagem de Língua Inglesa, é 
necessário trabalhar a leitura como prática social, na perspectiva dos 
multiletramentos. Quando tratamos de práticas de leitura, precisamos definir a 
concepção de leitura em que nos baseamos. Para Koch (2006), há três concepções. 
Considerando essas três concepções, as relacione a seguir as suas definições: 
(1) Foco no autor 
(2) Foco no texto 
(3) Foco na interação autor-texto-leitor 
(a) Compreende a língua como código. 
(b) Fundamenta-se na concepção interacional (dialógica) da língua. 
(c) Compreende a língua como instrumento para representar o pensamento 
daquele que produz o texto 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta da associação entre as 
colunas: 
 
Alternativas: 
• a) 
1a – 2b – 3c 
• b) 
1c – 2b – 3a 
• c) 
1c – 2a – 3b 
Alternativa assinalada 
• d) 
1b – 2a – 3c 
• e) 
1b – 2c – 3a

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.