Artigos_PA_word[1]
56 pág.

Artigos_PA_word[1]


DisciplinaProjeto de Arquitetura e Organização da Produção18 materiais49 seguidores
Pré-visualização14 páginas
Coletânea dos Trabalhos 
Apresentados Sobre 
Arquiteturas Organizacionais 
 
 
 
 
 
 
 
Disciplina: Projetos de Arquiteturas 
Organizacionais da Produção 
Prof.: Maria Cecília 
Turma: (P) - 1° semestre de 2010 
 
Grupo I \u2013 Estrutura Simples \u2013 06/04/2010 
Universidade Federal de Minas Gerais 
Engenharia de Produção 
 
Projeto de Arquiteturas Organizacionais da Produção Turma: P 
 
Professora: Maria Cecília Pereira 
 
Alunos: Bernardo Furtado 
 Fernando Fontes 2009019649 
 Luiz Fernando Marques 2009019932 
 Paulo Vitor 
 Rafael Torres 
 
 
Tema: Estrutura Simples 
 
1) Introdução 
 
A partir de uma análise do conceito e das características principais relacionadas à 
estrutura organizacional tida como estrutura simples, que nos foi fornecida primeiramente em 
sala de aula, pretendemos identificar pontos que se assemelham e se diferem de tal modelo 
de estrutura em uma empresa visitada. 
Um aprofundamento sobre a teoria de tal estrutura é feito, com uma análise um 
pouco mais específica de seus critérios essenciais, que a caracterizam e a colocam como 
estrutura pouco complexa. Os pontos principais sobre ela são abordados, bem como os 
problemas encontrados em empresas que possuem tal estrutura organizacional. 
Assim, definimos uma empresa a ser visitada, que poderia ser facilmente enquadrada 
no modelo proposto pela estrutura simples. Um levantamento de informações básicas sobre a 
empresa foi feito, para definirmos suas características principais. Após isso, houve um 
aprofundamento em relação a características mais específicas da empresa, bem como o 
pensamento estratégico e mecanismos de coordenação. Após reunirmos todas as informações 
necessárias, fizemos uma comparação, identificando e aproximando pontos entre a teoria de 
estrutura simples e o modelo de organização encontrado na empresa, e reconhecendo alguns 
problemas vividos por esta empresa ligados à forma de organização implantada por ela. 
 A empresa escolhida foi uma fábrica chamada Mito Social LTDA e é uma confecção de 
pequeno porte de artigos de vestuário, localizada na cidade de Belo Horizonte. 
 
 
 
2)Teoria 
 
A estrutura organizacional é responsável por projetar e organizar os relacionamentos 
dos níveis hierárquicos e o fluxo das informações essenciais de uma Organização. 
A estrutura simples é um modelo caracterizado pela falta de complexidade em todos 
os seus aspectos. É comum a ausência de elementos formais e a dependência de uma única 
figura como centro de referência para as tomadas de decisão, ou seja, o poder é centralizado, 
o que facilita e dinamiza a resolução de problemas e o fluxo de informações, mas dificulta a 
formulação de um plano estratégico adequado, uma vez que o centro de referência está muito 
envolvido nos problemas operacionais. Em algumas ocasiões apresenta base familiar que se 
confunde com o cenário interno da empresa e a divisão de trabalho é não rigorosa, já que os 
funcionários preocupam-se em realizar não apenas uma atividade específica, mas qualquer 
atividade de necessidade momentânea da empresa. Nesse tipo de estrutura, torna-se 
essencial a inovação e a qualidade dos produtos, uma vez que a concorrência com outras 
estruturas simples e com estruturas mais elaboradas se faz presente diariamente, além de as 
atividades serem imprevisíveis. O ambiente da empresa que adota uma estrutura simples é 
dinâmico e a estrutura, física e organizacional, é pequena ou praticamente ausente, 
facilitando, mais uma vez, qualquer tomada de decisão. 
Nesse tipo de estrutura é inexistente a padronização de processos. Um processo 
padronizado é um método efetivo e organizado de produzir sem perdas. A padronização 
almeja o desempenho máximo dos colaboradores em suas atividades ou operações através da 
repetição dos movimentos e das operações. A inconstância das operações ou falta de 
padronização escondem as falhas e leva ao desperdício. 
 
 
 
Figura retirada do livro de Mintzberg que ilustra a estrutura simples: grande amplitude de controle na cúpula 
estratégica, nenhuma nas unidades de assessoria e linha intermediária. 
 
 
Como exemplo de estruturas simples pode-se citar: 
 
\u2022 Empresas jovens. Como estão em processo de incorporação necessitam de um 
poder centralizado para ter mais controle de todas as atividades exercidas. 
\u2022 Varejo. Pelo próprio propósito da atividade, não necessita de uma estrutura 
mais elaborada. 
\u2022 Empresas em crise. São forçadas à centralização de poder, devido à facilidade 
nas tomadas de decisão, não importando a estrutura que está sendo usada. 
 Como toda estrutura organizacional, podem ser citadas vantagens e problemas em 
relação à estrutura simples. 
 Os principais problemas dessa estrutura, que se caracteriza por ser a menos complexa 
de todas giram em torno de a organização ser muito dependente do principal executivo já que 
ele é o centro de tomada de decisões, tanto estratégicas quanto operacionais. Como 
conseqüência disso a reposição desse \u201ctomador de decisões\u201d dentro da organização se torna 
muito difícil, caso ele não possa comparecer a certas ocasiões, caracterizando uma 
vulnerabilidade desse tipo de estrutura organizacional. Essa centralização leva a um conflito na 
resolução de problemas operacionais e estratégicos pois o principal executivo não se foca em 
nenhum dos dois tipos de problemas mesmo que os operacionais tenham a prioridade na 
maioria das vezes nesse tipo de estrutura. Alem disso o ambiente de uma empresa que se 
caracteriza por ser a mais simples se mostra desestimulante na maioria das vezes para os 
trabalhadores. 
 Apesar de ser uma estrutura mais caracterizada pelos problemas a estrutura simples 
também possui muitas vantagens principalmente quando é aplicada em empresas jovens e/ou 
em crise. Especificamente no caso de empresas jovens a flexibilidade de tarefas é uma 
característica interessante para o inicio das atividades. Como a estrutura possui na maioria das 
vezes poucos integrantes há uma grande proximidade entre a cúpula e o nível operacional o 
que pode facilitar na coordenação do trabalho e no dialogo entre chefe e empregado. Como 
conseqüência da simplicidade da estrutura a tomada de decisões é feita de forma rápida. 
 
 
 
3) Estudo de Caso 
 
Foi realizado um estudo sobre a empresa Mito Social LTDA, com o intuito de analisar e 
definir a sua estrutura organizacional, além de tentar exemplificar o modelo de estrutura 
simples. 
A empresa Mito Social LTDA é uma confecção de pequeno porte de artigos de 
vestuário, localizada na cidade de Belo Horizonte, precisamente na Rua Goitacazes 1637, Barro 
Preto, onde estão sediadas tanto a sua fábrica quanto a sua loja. A empresa é afiliada à 
ASCOBAP (Associação Comercial do Barro Preto), e conta com os serviços de quatro pessoas, 
sendo uma delas o dono e as outras três ajudantes responsáveis por várias funções dentro da 
organização. 
Sua produção visa o mercado interno da própria região, atendendo estudantes e 
profissionais que freqüentam as imediações, além de destinar boa parcela de sua oferta a 
pessoas de outros estados federais, ou do interior de Minas Gerais, que vem à cidade pela 
fama do Barro Preto como Pólo da Moda e encontram peças de qualidade com preços 
geralmente bem acessíveis. 
Tem como fornecedores de matéria-prima grandes fábricas de tecido, onde compram 
em grandes quantidades, e devido ao volume utilizado, compram os aviamentos (fechos, 
botões, linhas, etc.) em lojas especializadas da região. 
A concorrência vem de empresas semelhantes localizadas no Barro Preto que 
apresentam padrão de preço e de qualidade semelhante, variando apenas no design das 
peças, mas conta também com a presença cada vez mais forte de fábricas paulistas de porte 
muito maior, que oferecem produtos de qualidade inferior, mas com custos extremamente 
reduzidos. 
Observamos fortes