A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Lixo, reciclagem e sustentabilidade

Pré-visualização | Página 2 de 3

forma, não existe uma única 
tecnologia que seja adequada para tratar 
todos os tipos de lixo existentes. 
Como separar o lixo? 
Os vários tipos de lixo podem ser separados 
em algumas situações como por exemplo: 
Separação de lixo na fonte: O gerador 
de resíduos sólidos possui um sistema 
interno que separa os resíduos em função de 
suas características físicas. 
Separação de lixo na coleta e 
transporte: A empresa coleta e leva o lixo 
para uma central de triagem onde será 
separado. Essa é uma excelente forma de 
integrar os catadores no ciclo produtivo. 
Somente após a segregação dos resíduos, os 
rejeitos serão novamente coletados e 
destinados à uma disposição final. 
Separação do lixo no lixão: Não sendo 
separado na origem e nem na coleta, a 
última possibilidade seria em um lixão à céu 
aberto. Apesar de não ser adequado, essa 
situação é comum em muitos países. 
Catadores trabalham em condições 
precárias expostos a doenças e variações de 
tempo durante todo o dia. Não há garantias 
sociais como aposentadoria ou qualquer 
outro benefício. Em muitos casos, esses 
seres humanos vivem à margem da 
sociedade. A entrada e trabalho de catadores 
não é permitida em um aterro sanitário. 
Reciclagem 
Reciclagem é o processo de transformação 
de um material, cuja primeira utilidade 
terminou, em um novo produto igual ou sem 
relação com o anterior. O material que foi 
transformado é chamado de reciclado. É 
importante não confundir o conceito de 
reciclagem com reutilização, visto que na 
reutilização o material não é transformado 
em um novo produto. Ao reutilizar um 
produto, podemos aplica-lo na mesma 
função ou em outras funções, um exemplo é 
o uso de garrafas como objetos de 
decoração. 
O aumento acelerado da população e 
industrialização causa aumento na produção 
de lixo. O processo de reciclagem contribui 
significativamente com a diminuição da 
quantidade de lixo e dos impactos causados 
pelos resíduos no meio ambiente, como a 
poluição do solo, água e ar. Além disso, a 
reciclagem reduz a retirada de matérias 
primas da natureza que seriam usadas para 
a produção de novos produtos, colabora 
com a limpeza e saúde pública e gera 
empregos. 
Entre os produtos que podem ser reciclados 
destacam-se: o vidro (potes de alimentos, 
garrafas, cacos de vidro), papel (jornais, 
revistas, caixas de papelão, cartões), metal 
(latas de alumínio, pregos, arames, cobre, 
alumínio) e plástico (garrafas, sacos, 
sacolas de supermercado, copos, 
embalagens de materiais de limpeza). 
Na reciclagem do vidro o aproveitamento 
da matéria prima é de 100%, ou seja, para 
cada tonelada de caco de vidro, obtém-se 
uma tonelada de vidro novo. Quanto ao 
papel, a matéria prima mais utilizada na sua 
fabricação é a madeira. Quase todo tipo de 
papel pode ser reciclado e a reciclagem de 
cerca de 50 kg de papel evita o corte de uma 
árvore para a produção da mesma 
quantidade. 
O metal é um material de elevada 
durabilidade e sua reciclagem evita as 
despesas da fase de redução do minério a 
metal, que é uma fase com alto consumo de 
energia. Quanto ao plástico, existem três 
tipos principais de reciclagem: primária ou 
pré-consumo (feita com plásticos 
provenientes de resíduos industrais, limpos 
e livres de contaminação); secundária ou 
pós-consumo (plásticos de diversas origens 
e resinas, provenientes de lixões, aterros 
sanitários, etc.) e terciária (transformação 
de resíduos plásticos em produtos químicos 
e combustíveis). A matéria prima usada na 
fabricação do plástico é a resina sintética 
derivada do petróleo. Assim, a cada 100 
toneladas de plástico reciclado economiza-
se uma tonelada de petróleo. 
Há ainda a reciclagem de borracha (pneus), 
materiais especiais (baterias, pilhas) e 
entulhos (restos de tijolo, concreto, 
argamassa, azulejos). A reciclagem do lixo 
orgânico é realizada na zona rural, onde os 
restos de alimento são usados na fabricação 
de adubo orgânico. 
Entre os países que mais reciclam estão os 
Estados Unidos, China, Japão e Alemanha. 
No Brasil muito pouco do lixo produzido é 
reciclado ou reaproveitado, o que está 
associado à falta de incentivos fiscais e de 
programas de coleta seletiva. Reciclar é 
contribuir com a preservação ambiental e 
qualidade de vida das pessoas. Nós 
podemos fazer a nossa parte separando o 
lixo reciclável do não reciclável e 
descartando esses lixos corretamente. 
3R’s da sustentabilidade 
A sustentabilidade é a integração da 
utilização dos recursos de forma consciente 
para permitir que as futuras gerações 
possam também se desenvolver. E os 3R’s 
da sustentabilidade são ações simples que 
você e a sua empresa podem começar a 
adotar hoje mesmo. 
Reduza: é a primeira ação para fomentar 
um cenário de reciclagem eficaz, já que será 
muito difícil conseguir bons índices de 
reciclagem se a quantidade de material 
descartado continuar a crescer. Então 
repense todos os resíduos que possam sair 
de cena ou ser substituído por reutilizável. 
Reutilize: Não deu para reduzir? Busque 
reutilizar ao máximo. Baldes de insumos 
não contaminantes, potes de vidros para 
armazenar alimentos, se o seu negócio for 
de alimentos aproveite para utilizar todas as 
partes dos ingredientes utilizados. 
Recicle: o que não der para reutilizar ou 
reduzir, direcione para reciclagem. Se eles 
não forem recicláveis volte para o primeiro 
item e reduza ou substitua por materiais, 
pelo menos, recicláveis. 
Por que a reciclagem é importante para 
o meio ambiente? 
O trabalho sobre o lixo não é adequado para 
os catadores ou qualquer ser humano. Por 
isso a reciclagem de lixo passa a ser uma 
alternativa lucrativa. A reciclagem é o 
processo de aproveitamento de resíduos que 
envolve a alteração de suas propriedades 
físicas, físico-químicas ou biológicas. Para 
que funcione corretamente, é necessário que 
os resíduos estejam puros, ou seja, separado 
dos outros tipos de lixo. 
Após o processamento, o resíduo pode ser 
então comercializado no setor industrial e 
fomenta um negócio lucrativo. Este negócio 
pode então comprar resíduos dos catadores 
que passam então a separá-los nos lixões. A 
reciclagem é importante para o meio 
ambiente pois evita que muitos materiais 
sejam descartados como lixo. Lembra dos 
problemas causados pelo lixo? 
Para garantir que a indústria de resíduos se 
desenvolva, é necessário ter um bom 
MANEJO DE RESÍDUOS SÓLIDOS. A 
partir disso, diversas usinas de reciclagem, 
triagem, compostagem e biogás são 
instaladas na região. Essa indústria gera 
emprego e renda, mais também 
desenvolvimento tecnológico para a 
sociedade. 
Benefícios da reciclagem: 
Contribui para diminuir a poluição do 
solo, água e ar. 
Melhora a limpeza da cidade e a 
qualidade de vida da população. 
Prolonga a vida útil de aterros sanitários. 
Melhora a produção de compostos 
orgânicos. 
Gera empregos para a população não 
qualificada. 
Gera receita com a comercialização dos 
recicláveis. 
Estimula a concorrência, uma vez que 
produtos gerados a partir dos reciclados são 
comercializados em paralelo àqueles 
gerados a partir de matérias-primas virgens. 
Contribui para a valorização da limpeza 
pública e para formar uma consciência 
ecológica. 
O futuro da reciclagem no Brasil 
O sucesso da reciclagem no Brasil depende 
da gestão integrada dos resíduos, através 
dos atores envolvidos (governo, iniciativas 
privadas e consumidor). Podemos verificar 
que a conscientização crescente a respeito 
das problemáticas ambientais têm 
influenciado a escolha de vários 
consumidores. 
Por esse motivo atualmente, estar engajado 
e com ações voltadas para reciclagem é um 
passo fundamental no posicionamento 
sustentável de uma marca. É mostrar o 
cuidado e carinho não apenas com os 
consumidores atuais, mas com todas as 
próximas gerações. 
Sustentabilidade 
Sustentabilidade é a capacidade de 
sustentação ou conservação de um processo 
ou sistema. 
A palavra sustentável deriva do latim 
sustentare e significa sustentar, apoiar, 
conservar e cuidar.