A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
mapa conceitualresumo

Pré-visualização | Página 1 de 1

DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO I 
ALUNA: ELEN LIMA 
 
MAPA CONCEITUAL/ RESUMO DE DIFERENTES CONTRATOS DE TRABALHO 
 
 
 
CONTRATOS DE TRABALHO 
Contrato avulso 
1- O trabalhador presta serviço a várias empresas sem vínculo 
empregatício com elas; 
 
2- São contratados por órgãos ou sindicatos, portanto, não tem relações 
diretas com as empresas onde prestarão algum tipo de serviço 
específico, ocasional e esporádico. 
 
Contrato terceirizado 
1- Realizado entre duas empresas; 
 
2- A empresa contratada é responsável pelos trabalhadores que realizarão 
as atividades previstas no contrato, por seus pagamentos e treinamento; 
 
3- Não tem prazo determinado. 
Contrato permanente 
1- De acordo com o decreto 3;048/1999: Art. 65. Considera-se tempo de trabalho 
permanente aquele que é exercido de forma não ocasional nem intermitente, no qual a 
exposição do empregado, do trabalhador avulso ou do cooperado ao agente nocivo seja 
indissociável da produção do bem ou da prestação do serviço. 
 
2- O trabalhador tem sua carteira assinada pelo empregador sem prazo final para as 
atividades; 
 
2- Em caso de rescisão do contrato é necessário o aviso prévio; 
 
3- Com a reforma trabalhista o trabalhador e o empregador podem fazer acordo, sendo 
finalizado o contrato, o empregador deve pagar ao funcionário a metade do aviso prévio e a 
metade da multa dos 40% sobre o saldo do FGTS. 
Contrato por tempo determinado 
1- O empregador estabelece a data de início e final da vigência do trabalho 
prestado e não deve ultrapassar o período de dois anos (se prorrogado mais de 
uma vez deverá constar como contrato indeterminado); 
 
2- A validade é baseada na CLT; 
3- Ao final do contrato o trabalhador: tem direitos reduzidos, sem garantia de 
aviso prévio, não tem acesso à multa de 40% do FGTS ou seguro desemprego. 
Contrato intermitente 
1- Neste tipo de contrato o trabalhador pode atuar em uma jornada 
esporádica e seu pagamento será de acordo com o período de prestação 
de serviço, o empregador não pode exigir exclusividade do trabalhador 
em período inativo; 
 
2- O pagamento não pode ser inferior à hora de trabalho para um 
funcionário que exerça a mesma função; 
 
3- O trabalhador tem direito a FGTS, férias, décimo terceiro e 
previdência, tudo proporcional a sua função e horas trabalhadas, o que 
o difere do contrato de prestação de serviços; 
Contrato eventual 
1- O colaborador realiza trabalhos esporádicos, urbano ou rural, sem 
vínculo empregatício em que a principal característica é a falta de 
rotina; 
 
2- Remuneração por trabalho prestado. 
Contrato autônomo 
1- Empregador pode contratar trabalhadores para prestação de serviços 
regulares, não necessariamente contínuos, mediante salário combinado 
previamente, sem carteira assinada, sem exclusividade e sem subordinação 
jurídica; 
 
2- O trabalhador é pessoa física e recebe o pagamento de suas atividades por 
Recibo de Pagamento a Autônomo (RPA), onde o empregador deve registrar 
as contribuições previdenciárias (INSS) referente a prestação de serviço, 
imposto de renda (IRRF) e o ISS retido, dependendo da atividade exercida 
e município do profissional; 
 
 
 
3- O trabalhador não tem os direitos trabalhistas garantidos pela CLT, porém 
pode contribuir com o INSS e ter acesso aos seus benefícios. 
Contrato temporário 
1- Tem data de início e fim, porém é para trabalhos com tempos mais reduzidos 
que o do contrato determinado; 
 
2- Período do contrato por 120 dias, consecutivos ou não, podendo ser 
estendido pelo mesmo período uma única vez; 
 
3- O empregador deve registrar as condições na carteira de trabalho e o 
trabalhador tem os mesmos direitos do contrato indeterminado de acordo 
com a CLT. 
Fonte: https://www.politize.com.br/contratos-de-trabalho/
https://www.docusign.com.br/blog/tipos-de-contratos-de-trabalho

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.