Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
n2 de museus

Pré-visualização | Página 1 de 3

• Pergunta 2 
1 em 1 pontos 
"As ameaças às áreas urbanas históricas geradas pelo desenvolvimento 
urbano moderno descontrolado têm sido motivo de preocupação para os 
pertencentes da comunidade de conservação do patrimônio e também um 
risco à memória do país, ciosa da necessidade de manter seus patrimônios 
nacionais bem preservados". 
Adaptado de BANDEIRA, M. Guia de Ouro Preto . Rio de Janeiro: Ediouro, 
2000. p. 67. 
Sobre os riscos e as ações a serem implementadas, analise as afirmativas a 
seguir. 
I. Nas últimas décadas, o desafio da conservação urbana tornou-se crítico 
devido à rápida urbanização e o resultante crescimento e transformação das 
cidades. 
II. Cidades históricas, como Ouro Preto, estão sujeitas a eliminação no seu 
patrimônio por serem seculares, neste caso, se aplica o conceito de 
evolução. 
III. Os órgãos de defesa do patrimônio e a equipe de profissionais da área 
tem um papel fundamental, pois da sua atuação dependem a manutenção 
dos monumentos históricos. 
IV. As cidades históricas são ambientes vivos que mudam e se adaptam às 
crescentes necessidades de seus habitantes, daí a necessidade de 
renovação dos monumentos. 
É correto o que se afirma em: 
Resposta Selecionada: 
I e III, apenas. 
Resposta Correta: 
I e III, apenas. 
Comentário 
 
da resposta: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois o 
crescimento das cidades históricas, afetadas pela 
globalização deve levar a identificação dos principais 
desafios na conservação de cidades históricas e entender 
como esses desafios tiveram impacto nessas cidades. 
Profissionais do patrimônio e de outros envolvidos em 
disciplinas inter-relacionadas na defesa do patrimônio 
histórico têm papel relevante, pois o seu trabalho tem 
consequências econômicas, já que cidades históricas têm 
potencial turístico e econômico. 
 
É na montagem da documentação que se identifica os tipos de informações sobre as coleções 
que os usuários e a equipe dos repositórios de arquivos terão acesso e como o arquivista 
compila a documentação a partir de evidências nos registros ou de fontes externas. 
 
BRASIL. Ministério da Justiça. Manual de arranjo e descrição de arquivos . 2. ed. Rio de Janeiro: 
Arquivo Nacional, 1973. 
 
A partir da noção de descrição de arquivo, analise as afirmativas a seguir. 
 
I. O registro de catálogo é uma ferramenta em desuso na Arquivologia pela sua incapacidade 
de descrever registros individuais. 
 
II. O trabalho de organizar essas informações em um formato determina quão será útil para os 
arquivos e seus constituintes. 
 
III. Os registros do catálogo e os instrumentos de pesquisa criados pelos arquivistas fornecem 
uma descrição coletiva dos materiais em seus repositórios. 
 
IV. A tarefa de abordar a coleção por meio de descrições resumidas de seu conteúdo e 
estrutura organizacional, em vez de item por item é conhecida como processamento. 
 
 
• Pergunta 7 
0 em 1 pontos 
 
 As políticas públicas de preservação do patrimônio cultural nas últimas décadas do 
século XX pautaram-se pela ampliação do conceito de patrimônio trazido pela Carta Magna 
que previa que ‘as manifestações das culturas populares, indígenas e afrobrasileiras, e das de 
outros grupos participantes do processo civilizatório nacional’, fixava também ‘datas 
comemorativas de alta significação para os diferentes segmentos étnicos nacionais’.” 
 
BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 . Brasília, 
DF: Presidência da República. Disponível em: 
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituiçao.htm. Acesso em: 10 jun. 2020. 
 
Acerca da alteração da noção de patrimônio histórico, analise as afirmativas abaixo: 
 
I. O reconhecimento da diversidade e a presença de outras culturas possibilitaram a ampliação 
do conceito de cidadania. 
 
II. Convenção para a salvaguarda do patrimônio imaterial em 1962 criou a figura jurídica para 
tombamento de bens europeus. 
 
III. Desde o início, a política de tombamento e preservação incluía bens culturas não europeus. 
 
IV. O patrimônio cultural de um país é definido como conjunto de bens de natureza material e 
imaterial. 
 
Está correto o que se afirma em: 
 Resposta Selecionada: 
I e II, apenas. 
Resposta Correta: 
I e IV, apenas. 
Comentário da resposta: Sua resposta está incorreta. A asserção II está errada, pois a 
Convenção para a salvaguarda do patrimônio imaterial ocorreu em 2003, não em 1962. 
Antecipando-se, a Unesco criou a figura jurídica para proteção de bens intangíveis. A asserção 
III está incorreta, pois os bens culturais e patrimônio artístico de outras etnias e populações 
não foram reconhecidos como formadores da identidade nacional. 
 
• Pergunta 2 
0 em 1 pontos 
Leia o trecho a seguir: 
“O Iphan é como qualquer outra autarquia, com seus procedimentos 
burocráticos embasados nas normas de direito administrativo, embora a sua 
peculiaríssima área de competência determine uma praxe consentânea com 
a sua especialização Preservar bens materiais e imateriais, cuja importância 
os torna de valor incalculável.” 
DANTAS, F. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan): 
um estudo de caso em direito administrativo. Revista de Direito 
Administrativo , Rio de Janeiro, v. 264, p. 223-243, set./dez. 2013. 
Acerca da forma de atuação e áreas de competência do IPHAN, analise as 
afirmativas a seguir e assinale V para a(s) Verdadeira(s) e F para a(s) 
Falsa(s). 
( ) A Fiscalização do Iphan é realizada apenas mediante solicitação e 
preenchimento de requerimento e não tem papel preventivo dos bens 
tombados. 
( ) Uma das atribuições fundamentais do órgão é a preservação dos bens 
patrimoniais materiais e imateriais a partir de um princípio de seleção 
técnica. 
( ) Uma vez identificado o dano ao patrimônio tombado, um processo 
investigativo é iniciado para apurar o seu causador ficando-lhe a cargo do 
responsável a reparação do dano infligido. 
( ) A forma de atuação mais comum do IPHAN para verificar o estado de 
conservação dos patrimônios tombados é a de fiscalização por um técnico 
competente. 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta: 
Resposta Selecionada: 
V, F, F, V. 
Resposta Correta: 
F, V, F, V. 
Comentário 
da resposta: 
Sua resposta está incorreta. A sua sequência está 
incorreta, na medida em que a fiscalização tem caráter 
preventivo em caráter de solicitação, mas também 
rotineiro não prescindindo de denúncia. É 
responsabilidade da autarquia (Iphan) promover a 
recuperação (restauro, reconstrução) através dos 
instrumentos administrativos competentes. 
 
• Pergunta 5 
1 em 1 pontos 
 
 Leia o excerto a seguir: 
 
O Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico (IPHAN) é um órgão do governo federal 
que guarda a responsabilidade pela preservação de edifícios, monumentos, estruturas, objetos 
e locais considerados de importância histórica ou cultural para o país. 
 
IPHAN – INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Relatório de Gestão 
2012 . Disponível em: 
https://iphan.gov.br/montarPaginaSecao.do?id=15449&sigla=Documento&retorno=paginaDoc
umento . Acesso em: 10 jun. 2020. 
 
Acerca da atuação do Iphan, analise as afirmativas a seguir e assinale V para a(s) Verdadeira(s) 
e F para a(s) Falsa(s) 
 
( ) O Iphan é considerado uma autarquia federal cuja missão maior é identificar e preservar o 
patrimônio nacional. 
 
( ) A SPHAN existiu até a criação do IBPC, que por sua vez foi extinto e substituído pelo Iphan. 
 
( ) A atuação do Iphan recai sobre a totalidade indiscriminada de bens culturais, patrimoniais, 
imateriais brasileiros. 
 
( ) O Iphan, apesar da brevidade de sua existência, é herdeiro de uma tradição de defesa do 
patrimônio que data da vinda da Corte portuguesa, em 1808. 
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência
Página123