A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Vias de Administração e Absorção de Fármacos

Pré-visualização | Página 2 de 5

SANGUÍNEOS, EM CONTATO DIRETO 
COM O CAPILAR QUE TEM UMA PROPRIEDADE QUE É 
A POSSIBILIDADE DE LIVRE PASSAGEM DE 
SUBSTÂNCIAS ATRAVÉS DO CAPILAR PORQUE ELE 
CONTÉM FENESTRAS/POROS GRANDES O SUFICIENTES 
PARA PASSAGEM DE SUBSTÂNCIAS TANTO DE DENTRO 
DO VASO PARA FORA, QUANDO DE FORA DO VASO 
PARA DENTRO 
 ENTÃO QUANDO TEM A PENETRAÇÃO DA 
SUBSTÂNCIA E ELA CONSEGUE ATRAVESSAR A 
DERME JÁ EXISTE UM PONTO DE CONTATO COM OS 
VASOS SANGUÍNEOS E PARTICULAMENTE COM OS 
CAPILARES, OU SEJA, JÁ COMEÇA A HAVER O 
PROCESSO DE ABSORÇÃO 
o POR MAIS QUE O OBJETIVO TERAPÊUTICO DA VIA 
TÓPICA SEJA A NÃO ABSORÇÃO DA SUBSTÂNCIA É 
MUITO DIFÍCIL CONTROLAR QUE ELA NÃO PASSE 
PARA O VASO E SEJA ABSORVIDO, OU SEJA, TODAS 
AS SUBSTÂNCIAS ADMINISTRADAS NO NOSSO 
ORGANISMO, EM SUA GRANDE MAIORIA, SENDO 
LIPOSSOLÚVEIS VÃO SIM SER ABSORVIDAS (OU 
SEJA, É UMA VIA TÓPICA PORQUE NÃO QUERO QUE 
SEJA ABSORVIDA, MAS ELA VAI SER ABSORVIDA) 
o QUANDO A SUBSTÂNCIA É ABSORVIDA E VAI PARA 
A CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA, ELA PODE SER 
DISTRIBUÍDA PARA OUTROS TECIDOS E PODE 
GERAR EFEITOS ADVERSOS 
 ENTÃO PARA DIMINUIR OS EFEITOS ADVERSOS, 
DIMINUI A QUANTIDADE DE SUBSTÂNCIA QUE 
SERÁ ABSORVIDA 
 QUANDO SE ADMNISTRA ALGO EM VIA TÓPICA 
NÃO HÁ NECESSIDADE DE ADMINISTRAR GRANDE 
QUANTIDADE DE FORMULAÇÃO FARMACÊUTICA 
(SEJA POMADA, CREME, SOLUÇÃO...) E EM 
BAIXAS CONCENTRAÇÕES, AS DOSES TEM QUE 
SER AS MAIS BAIXAS POSSÍVEIS PARA O 
TRATAMENTO, PODENDO INCREMENTAR CASO 
NÃO HAJA EFEITO TERAPÊUTICO SATISFATÓRIO 
 QUANDO SE ADMINITRA UM FÁRMACO POR VIA 
TÓPICA, SE ADMINISTRA UM PEQUENO 
FILME/PEQUENA PELÍCULA NAQUELA REGIÃO 
QUE FOI AFETADA E NÃO NA VIZINHANÇA 
DAQUELA REGIÃO OU REGIÕES MAIS DISTANTES 
DO LOCAL QUE FOI AFETADA 
 FORMULAÇÕES FARMACÊUTICAS: 
 POMADAS 
o TEM MAIS ÓLEO DO QUE ÁGUA 
Farmacologia Mariana Machado 
o FORMULAÇÕES FAMARCÊUTICAS MAIS 
GORDUROSAS 
 CREMES 
o QUANTIDADE MAIOR DE ÁGUA DO QUE DE ÓLEO 
 GEL 
o GERALMENTE CONSTITUÍDO POR SOLUÇÕES 
HIDROFÍLICAS 
 AEROSOL 
o GERALMENTE CONSTITUÍDO POR SOLUÇÕES 
HIDROFÍLICAS 
OBS.: QUANDO HIDRATA O TECIDO, AUMENTA A 
CAPACIDADE DE ABERTURA, DIMINUI A CAPACIDADE DE 
INTERAÇÃO ENTRE AS CÉLULAS QUERATINIZADAS, 
AUMENTANDO A EFICIÊNCIA DO PROCESSO DE 
PENETRAÇÃO 
 O GRANDE PROBLEMA DA ADMINISTRAÇÃO TÓPICA 
SÃO OS EFEITOS ADVERSOS SISTÊMICOS 
 PODEM OCORRER TAMBÉM EFEITOS TÓPICOS, 
ALÉRGICOS, MAS OS EFEITOS MAIS IMPORTANTES 
SÃO OS EFEITOS SISTÊMICOS 
 ALCANÇANDO ÓRGÃOS NÃO DESEJADOS PORQUE O 
FÁRMACO FOI ABSORVIDO DE FORMA MAIOR DO 
QUE DEVERIA SER 
 LEI DE AÇÃO DAS 
MASSAS: SUBSTÂNCIA VAI 
DA REGIÃO MAIS 
CONCENTRADA PARA A 
MENOS CONCENTRADA 
 QUANTO MAIOR A 
LIPOSSUBILIDADE MELHOR 
A SUBSTÂNCIA ATRAVESSA 
OU QUANTO MAIS 
HIDRATADA A PELE 
Ex.: QUANDO AS PESSOAS 
COLOCAM FILMES 
PLÁSTICOS NA PELE 
QUANDO ADMNISTRAM 
DETERMINADOS 
MEDICAMENTOS POR VIA 
TÓPICA PARA AUMENTAR TANTO A CAPACIDADE 
FÍSICA DE EMPURRAR A SUBSTÂNCIA MAS TAMBÉM O 
SUOR QUE TENDE A NÃO SER EVAPORADO POR 
TAMPO HIDRATA A PELE E TENDE A AUMENTAR A 
CAPACIDADE DO FÁRMACO EM PENETRAR 
 VIAS QUE NORMALMENTE SÃO SE DA CONTA QUE SÃO 
VIAS TÓPICAS NA REALIDADE SÃO VIAS TÓPICAS 
Ex.: VIA INALATÓRIA – VAI SER ADMINISTRADA A 
SUBSTÂNCIA NA VIA INALATÓRIA E PRETENDE-SE QUE 
NAS VIAS, CONSIDERANDO A VIA ORAL E A VIA AÉREA, 
SERÁ ADMINISTRADO PARA QUE A SUBSTÂNCIA NÃO 
SEJA ABSORVIDA, ADMINISTRANDO A SUBSTÂNCIA 
DIRETO NA VIA RESPIRATÓRIA QUE IRÁ ALCANÇAR OS 
PULMÕES DE UMA FORMA MUITO MAIS ABUNDANTE 
DO QUE SE FOSSE POR OUTRO TIPO DE VIA COMO A 
VIA ORAL QUE É UMA VIA SISTÊMICA, MESMO ASSIM 
CERCA DE 90% É DEGLUTIDO POR CONDIÇÕES 
INTRÍSECAS A VIA DE ADMINISTRAÇÃO PORTANTO 
ESSE TIPO DE VIA PODE GERAR EFEITOS ADVERSOS 
IMPORTANTES, ENTÃO A SUBSTÂNCIA CHEGA NO 
TRATO INTESTINAL, É ABSORVIDA E A PARTIR DAÍ ELA 
NA CORRENTE SANGUÍNEA PODE GERAR EFEITOS 
SISTÊMICOS (PESSOA COM ASMA QUE ADMINISTRA 
UM BRONCODILATADOR TER PAPLPITAÇÃO CARDÍACA, 
ANSIEDADE, TREMOR, ETC., POR EXEMPLO) E DEPOIS 
QUE CHEGA NO PULMÃO TAMBÉM PODE SER 
ABSORVIDA PELA CIRCULAÇÃO PULMONAR PODENDO 
HAVER TAMBÉM ABSORÇÃO DA SUBSTÂNCIA E POR 
TANTO EFEITOS SISTÊMICOS 
 
Ex.2: ANESTESIA LOCAL 
 EXISTEM TÉCNICAS EM QUE VOCÊ PODE AUMENTAR 
A CAPACIDADE DE UMA SUBSTÂNCIA PENETRAR POR 
VIA TÓPICA: (O FISIOTERAPÊUTA É APTO A UTILIZAR 
ESSAS TÉCNICAS PARA A DMINISTRAÇÃO DE 
MEDICAMENTOS) 
 IONTOFORESE 
o TÉCNICA DE CORRENTE ELÉTRICA 
o UTILIZA CORRENTE ELÉTRICA EM UMA 
DETERMINADA POTÊNCIA (40-60 Ma.min) EM UM 
DETERMINADO TEMPO (20-25 min.) POIS PODE 
AQUECER MUITO A PELE OU A LESIONAR 
o COMO SE UTILIZA CORRENTE ELÉTRICA, SE UTILIZA 
SUBSTÂNCIAS QUE SÃO CARREGADAS OU 
NEGATIVAMENTE (ÂNIONS) OU POSITIVAMENTE 
(CÁTIONS) 
o SUBSTÂNCIAS QUE SÃO CARREGADAS SÃO 
HIDROSOLÚVEIS 
o NESSE CASO ESTARÁ UTILIZANDO UMA TÉCNICA 
QUE FORÇA A SUBSTÂNCIA A PASSAR POR 
AQUELAS VIAS INTERCELULARES E PORTANTO A 
PARTIR DISSO ELA PODE PENETRAR COM MAIS 
FACILIDADE 
Farmacologia Mariana Machado 
Ex.: LIDOCAÍNA (+) – É UM ANESTÉSICO LOCAL; VOCÊ 
COLOCA EM UMA DETERMINADA REGIÃO; COLOCANDO 
UM ELETRODO CARREGADO POSITIVAMENTE 
(ELETRODO ATIVO) EM CIMA DA REGIÃO QUE FOI 
ADMINISTRADA A LIDOCAÍNA E COLOCA UM ELETRODO 
PASSIVO EM UMA REGIÃO COM CERTA DISTÂNCIA DA 
REGIÃO ADMINISTRADA POR QUE SE COLOCAR MUITO 
PERTO, A SUBSTÂNCIA PASSA DE UMA REGIÃO PARA 
OUTRA PORQUE ELA VAI SER ATRAÍDA PELO POLO 
NEGATIVO; AO LIGAR O APARELHO, CARGA POSITIVA 
COM ELETRODO POSITIVO SE REPELEM E VAI “EM 
DIREÇÃO” AO ELETRODO NEGATIVO (CARGAS OPOSTAS 
SE ATRAEM) PROMOVENDO UMA ABSORÇÃO MAIS 
RÁPIDA POIS ESTARÁ EMPURRANDO ELETRICAMENTE A 
SUBSTÂNCIA PARA AUMENTAR A PENTRAÇÃO DELA DE 
FORMA MAIS RÁPIDA E EFICIENTE 
Ex.: DEXAMETASONA (-) – DE FORMA CONTRÁRIA, 
CARGA NEGATIVA COM NEGATIVO, SENDO FEITO A 
REPULSÃO DE IGUAL FORMA 
 
 
 
 
 
 
 FONOFORESE OU SONOFORESE 
o ULTRA-SOM (EFEITO MECÂNICO – QUE EMPURRA A 
SUBSTÂNCIA PARA PARTES MAIS PROFUNDAS DA 
PELE; E TÉRMICO – LEVA A HIDRATAR A REGIÃO E 
AUMENTAR A CIRCULAÇÃO AUMENTANDO A 
CAPACIDADE DE PENETRAÇÃO) 
Ex.: PESSOA COM ARTRITE REUMATÓIDE, VAI 
ADMINISTRAR UM ANTIINFLAMATÓRIO COM UMA 
TÉCNICA QUE AUMENTA A PENETRAÇÃO, NESSE 
CASO, A 
FONOFORESE 
 
 
 
 
VIAS SISTÊMICAS (ENTERAL) 
 MAIS UTILIZADA PELA POPULAÇÃO (PARTICULAMENTE 
A VIA ORAL DE ADMINISTRAÇÃO) 
 
 
 
 
 QUAISQUER UMA DAS VIAS ENTERAIS SÃO VIAS 
ADMINISTRADAS NO TRATO DIGESTÓRIO 
 VANTAGENS: 
 PRATICIDADE (VANTAGEM PARA A VIA ORAL, MAS 
NÃO TÃO VANTAJOSO PARA VIAS SUBLINGUAIS OU 
RETAL) 
 SEGURANÇA (TAMBÉM FOCADO NA VIA ORAL) 
 CUSTO 
 DESVANTAGENS: 
 HIDROSSOLUBILIDADE 
 DECOMPOSIÇÃO/IRRITAÇÃO ENTERAL 
 ABSORÇÃO IRREGULAR 
o DEPENDENDO SE HÁ ALGUMA PATOLOGIA 
o DEPENDE MUITO DA LIPOSSOLUBILIDADE DA 
SUBSTÂNCIA 
 EFEITO DE “PRIMEIRA PASSAGEM” 
 COOPERAÇÃO DO PACIENTE 
o PARTICULAMENTE NA VIA ORAL E SUBLINGUAL 
o A VIA RETAL É ADMINISTRADA GERALMENTE EM 
PACIENTES CUJA COOPERAÇÃO É REDUZIDA 
(PARTICULAMENTE NOS EXTREMOS DA VIDA) 
ABSORÇÃO 
 PASSAGEM DO FÁRMACO DO LOCAL DE 
ADMINISTRAÇÃO PARA A CIRCULAÇÃO 
Farmacologia Mariana Machado 
 ESSA PASSAGEM VAI DEPENDER DO LOCAL QUE FOR 
ADMINISTRADO A SUBSTÂNCIA E DAS 
CARACTERÍSTICAS DESSE LOCAL DE ADMINISTRAÇÃO 
ABSORÇÃO NA VIA ENTERAL 
 PARTICULAMENTE NA VIA ORAL, A ABSORÇÃO 
ACONTECE ATRAVÉS DO TRATO GASTROINTENSTINAL, 
PARTICULAMENTE NA REGIÃO DO TRATO DO 
INTESTINO DELGADO COM AS SUAS CAMADAS 
MUSCULARES 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 O FÁRMACO PASSA POR PROCESSOS EM QUE ELE É 
SOLUBILIZADO NESSA ÁREA E O FÁRMACO LIVRE É 
CAPAZ DE SER ABSORVIDO, OU SEJA, SAIR DO LOCAL 
QUE ELE FOI ADMINISTRADO E ENTRAR NA 
CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA  ABSORÇÃO 
 UMA CARACTERÍSTICA INTERESSANTE DO TRATO 
GASTROINTESTINAL, PARTICULAMENTE, DA REGIÃO 
INTESTINAL É QUE AS CÉLULAS (ENTERÓCITOS) SÃO 
JUSTAPOSTAS TENDO UM PEQUENO ESPAÇO ENTRE AS 
CÉLULAS E ELAS FORMAM BASICAMENTE UM TAPETE 
ENTÃO PARA A SUBSTÂNCIA