A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
vascularização da pelve

Pré-visualização | Página 1 de 1

Delimitação e descrição Pélvica Vascularização da Pelve
- O diafragma separa de maneira contundente o tórax e abdômen. No entanto, entre pelve e abdômen isso não ocorre pois há uma continuidade. 
- A pelve vai se subdividir em pelve falsa (superior) e verdadeira (inferior). A pelve falsa é assim chamada pois não abriga de fato estruturas pélvicas e sim estruturas abdominais como a alça intestinal. 
- A pelve começa na abertura entre as espinhas ilíacas. A pelve verdadeira vai começar na região da abertura pélvica superior 
- Ligamentos vão dar origem a forames isquiáticos maior e menor 
Assoalho pélvico 
- O assoalho pélvico é formado por estruturas musculo faciais que vão proporcionar um fundo para a pelve que sustenta os órgãos. A baixo desse grupamento muscular que é chamado de diafragma pélvico ou assoalho. Chamar de diafragma significa que é uma musculatura que possui passagem de estruturas. 
- Existe mais abaixo uma camada de pele, tecido adiposo e lâmina delgadas que formam o chamado períneo. O períneo também é a região onde há a estruturas dos órgãos reprodutores externos como vulva, parte da vagina, clitóris, raiz do pênis, região da fenda anal e parte terminal. A região do períneo vai ser irrigada pela A. pudenda interna. Sendo assim, o assoalho pélvico não pode ser chamado de períneo. 
- Na parte do ‘’teto’’ da pelve há o M. iliopsoas 
- Piriforme tende a comprimir o ciático e um dos maiores causadores da dor ciática (sai pelo forame isquiático maior)
- Virilha: região inguinal 
- As estruturas que saem da pelve para coxa passam pelo ligamento inguinal. Artéria e veias ilíacas externas viram femoral e vão para região de membro inferior. A ilíaca interna entra na pelve. 
Artérias pélvicas 
- Tudo começa pela aorta e ao fim divide-se em ilíacas interna e externa. A interna entra para a pelve. 
- No caso masculino as artérias testiculares apenas passam pela pelve, já que os testículos se localizam externamente. 
- A. retal superior vem da mesentérica inferior. 
Estruturas viscerais da pelve: útero, ovário, bexiga
A drenagem da artéria gonadal (ováricas e testiculares) pelo lado esquerdo não é pela cava e sim pela V. renal. 
Divisões da ilíaca interna 
- Ela vai se dividir em um tronco anterior e um posterior. 
- O tronco posterior vai para parte posterior contribuindo para musculatura dos glúteos. O tronco anterior vai ser o mais responsável pela irrigação da pelve e vai dividir-se em: 
· A. uterina: vai para útero
· A. vesical superior: vai para bexiga 
· A. umbilical: faz sua trajetória e depois fibrosa. Ela fibrosa pois ela fazia a comunicação com as estruturas maternas e com a retirada da placenta e corte do cordão umbilical o que ficou dentro da pelve fibrosa. 
· A. cística: vai para a vesícula biliar 
· A. pudenda interna: passa pelo forame isquiático maior 
· A. glútea inferior
· A. retal média 
A. retal inferior vem da pudenda interna 
- A. pudenda externa vem da ilíaca externa. 
- Homem não vai ter artéria vaginal e uterina assim como mulher não vai ter A. do ducto deferente. 
Veias pélvicas 
- Possui a mesma trajetória, topografia e mesma nomenclatura das artérias. 
- Importância: plexo hemorroidário. 
- A pudenda interna participa do plexo hemorroidário da região do períneo. 
- O útero é uma estrutura mediana que possui certa mobilidade. Durante a gravidez ele cresce no abdome. Começa na pelve verdadeira e a partir do tempo vai subindo para pelve falsa e depois abdome. Começa a comprimir estruturas no entorno como bexiga, vasos, etc. a compressão de veias como cava oi ilíaca a drenagem fica comprometida. Por isso é comum gravidas serem mais propensas a varizes de membro inferior. 
- Recomendado: decúbito lateral esquerdo comprimir aorta ao invés da cava e facilita retorno venoso. 
- Varizes na região anal hemorroidas devido a congestão pélvica 
Reto 
- O reto é uma estrutura pélvica 
- Nele há 3 artérias retais, a A. retal superior que vem da mesentérica inferior, a A. retal media vem da ilíaca interna diretamente e A. retal inferior que sai da pudenda interna. 
Bexiga 
- A. vesical superior 
Estruturas femininas 
- O útero fica atras da bexiga.
- Os ureteres vêm do rim um de cada lado passando ao lado do útero para chegar à bexiga. 
- Quando o ureter está indo para a bexiga as artérias que estão indo para o útero (A. uterinas) cruzam com o ureter. 
- Cuidado em histerectomia: não puxar junto o ureter com as artérias uterinas e acabar seccionando. 
- Artérias vaginais 
Linfonodos pélvicos 
Períneo 
Fernanda Daumas – 2º período Medicina