A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
MAPA MENTAL 4

Pré-visualização | Página 1 de 1

GABRIELA CALDEIRA – MICROBIOLOGIA 
 
AGENTES INFECCIOSOS MUITO PEQUENOS 
 
ACELULARES  PARASITAS INTRACELULARES 
OBRIGATÓRIOS 
 
SÃO INSENSÍVEIS A AÇÃO DE ANTIBIÓTICOS 
 
FÁRMACOS ANTIVIRAIS: INIBEM A 
PENETRAÇÃO NO HOSPEDEIRO, A 
DUPLICAÇÃO DE ÁCIDOS NUCLÉICOS E A 
SÍNTESE DE PROTEINAS  SÃO PREJUDICIAIS 
AS CÉLULAS DO HOSPEDEIRO 
 
COMPOSIÇÃO: 
 CAPSÍDEO 
 NUCLEOCAPSÍDEO 
 ENVELOPE/ENVOLTÓRIO: 
CONTÉM PARTE DA MEMBRANA DA 
CÉLULA HOSPEDEIRA (LIPÍDEOS E 
PROTEÍNAS) E AS PROTEÍNAS VIRAIS 
QUE ENGLOBAM O MATERIAL 
GENÉTICO (DNA OU RNA). DETERMINA 
O TIPO DE HOSPEDEIRO. SENSÍVEL A 
ÁGUA E SABÃO 
 
MORFOLOGIA VIRAL É CLASSIFICADA 
DE ACORDO COM ARQUITETURA DO 
CAPSÍDEO: 
 ICOSAÉDRICA 
 HELICOIDAL 
 SIMETRIA COMPLEXA 
QUANDO UM HOSPEDEIRO É 
INFECTADO POR VÍRUS, O SISTEMA 
IMUNE É ESTIMULADO A PRODUZIR 
ANTICORPOS  INATIVAM O VIRUS E 
INTERROMPE A INFECÇÃO. PORÉM, ALGUNS 
VÍRUS PODEM ESCAPAR DOS ANTICORPOS. 
ESSES VÍRUS POSSUEM GENES COM ALTAS 
TAXAS DE MUTAÇÕES, ALTERANDO AS 
PROTEINAS DE SUPERFÍCIE 
 
 
DNA OU RNA 
 DNA FITA DUPLA: 
POLIOMA, PAPILOMA HERPES, 
POXVÍRUS, ADENOVÍRUS, 
HERPES VÍRUS, HEPATITE B 
 RNA FITA DUPLA: 
ROTAVÍRUS 
 RNA FITA SIMPLES: 
INFLUENZA, POLIOVÍRUS, 
FLAVIVÍRUS, CORONAVÍRUS, 
HIV 
 
CICLO DE VIDA LÍTICO: LISE E MORTE 
CELULAR DA CÉLULA HOSPEDEIRA 
 BACTERIÓFAGO RECONHECE RECEPTORES DE 
SUPERFÍCIE E SE LIGA: ADSORÇÃO/ADERÊNCIA: 
PENETRAÇÃO: INJETA O DNA VIRAL: 
DEGRADAÇÃO DO CROMOSSOMO 
HOSPEDEIRO: SÍNTESE PROTEICA E DE MATERIAL 
GENÉTICO PELA BACTÉRIA: MONTAGEM DOS 
COMPONENTES VIRAIS: ROMPIMENTO DA 
MEMBRANA CITOPLASMÁTICA: LIBERAÇÃO DAS 
PARTÍCULAS VIRAIS 
 
CICLO DE VIDA LISOGÊNICO: CÉLULA 
PERMANECE VIVA 
 ADSORÇÃO: PENETRAÇÃO: INSERÇÃO AO 
CROMOSSOMO HOSPEDEIRO: DUPLICAÇÃO DO 
MATERIAL GENÉTICO: INDUÇÃO AO CICLO 
LÍTICO: DEGRADAÇÃO DO CROMOSSOMO 
HOSPEDEIRO: SÍNTESE PROTEICA E DE MATERIAL 
GENÉTICO: MONTAGEM E LIBERAÇÃO DOS 
COMPONENTES VIRAIS 
 VIROLOGIA 
- VÍRUS DE RNA SOFREM INÚMERAS 
MUTAÇÕES DURANTE A DUPLICAÇÃO DO 
GENOMA 
- TRANSCRIPTASE REVERSA E RNA 
POLIMERASE NÃO APRESENTAM FUNÇÃO 
DE REPARO  SE OCORRER ERRO, A 
MUTAÇÃO É TRANSMITIDA P/ GERAÇÕES 
- TRATAMENTO: COQUETEIS

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.