Buscar

EXERCÍCIO 5 - Práticas de Ensino de Escrita Ensino e Avaliação

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 5 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

EXERCÍCIO 5
PRÁTICAS DE ENSINO DE ESCRITA ENSINO E AVALIAÇÃO
1. 
Um dos objetivos da aula de Língua Portuguesa é:
Resposta incorreta.
A. 
Ensinar as nomenclaturas da gramática normativa aos alunos.
Nessa perspectiva, o objeto central de ensino é o texto, e não a Gramática Normativa.
Resposta incorreta.
B. 
Treinar os alunos para escreverem boas redações escolares.
Essa pedagogia não considera o ensino da prática de produção de textos um treinamento, mas um processo de trabalho com textos em construção. Além disso, o objetivo é que os alunos saibam escrever gêneros diversos não se limitando às redações escolares.
Resposta incorreta.
C. 
Trabalhar apenas com temáticas e gêneros textuais familiares aos alunos.
Um dos objetivos da escola é a ampliação do repertório de letramentos dos alunos. Ou seja, o interessante é partir do que lhes é familiar para expandir para práticas desconhecidas, alargando seus repertórios.
Você acertou!
D. 
Formar alunos capazes de produzir textos de modo seguro e autoral, não apenas em situações cotidianas da esfera privada, como em esferas públicas de atuação.
Sim! Um dos objetivos da aula de LP é a formação de sujeitos autores, que participem ativamente de diferentes esferas sociais.
Resposta incorreta.
E. 
Mostrar a importância de se escrever textos sem desvios gramaticais.
A revisão gramatical é uma das etapas de revisão do texto, mas não a mais importante. Nessa pedagogia, o foco é no sentido, não na forma.
2. 
O que são textos autênticos?
Resposta incorreta.
A. 
Textos literários adaptados para o nível dos alunos.
Textos autênticos não são adaptados, eles mantêm sua forma e suporte originais.
Você acertou!
B. 
Textos que não são criados especificamente para fins de sala de aula. Apresentam autor e contexto histórico.
Sim. São textos que circulam em diferentes esferas e são utilizadas para discussão em sala de aula. Contudo, não são adaptados para fins pedagógicos.
Resposta incorreta.
C. 
Textos modificados para que incluam as estruturas gramaticais que estão sendo trabalhadas em aula.
Os textos autênticos não são modificados. O trabalho com textos autênticos tem por objetivo expor os alunos a textos que realmente circulam por outras esferas de letramento. O foco não é no ensino de estruturas gramaticais, embora a reflexão linguística seja uma parte importante no estudo do texto.
Resposta incorreta.
D. 
Fragmentos de textos encontrados em livros didáticos.
Não. Textos autênticos mantêm sua forma e suporte originais.
Resposta incorreta.
E. 
São somente os textos produzidos em aula pelos alunos.
Embora os textos dos alunos possam ser usados como materiais de leitura autêntica em aula, não são somente os textos produzidos pelos alunos que são autênticos.
3. 
O que significa o eixo uso-reflexão-uso?
Você acertou!
A. 
Significa que a produção de discursos é tanto o ponto de partida como a finalidade do ensino de LP.
Sim. O eixo entende que se parte da reflexão do uso da linguagem para a construção de novas capacidades, que possibilitam um uso cada vez mais complexo de diferentes padrões das linguagens.
Resposta incorreta.
B. 
Significa que a linguagem só pode ser usada após a reflexão linguística.
Não, afinal a reflexão já parte do uso.
Resposta incorreta.
C. 
Significa que o uso anterior à reflexão é incorreto e deve ser corrigido.
Não, a reflexão não tem o objetivo de correção, mas de construir novas capacidades, possibilitando um uso cada vez mais complexo de diferentes padrões das linguagens.
Resposta incorreta.
D. 
Significa que não precisamos refletir sobre a linguagem para produzir textos.
Ao contrário, a reflexão sobre o uso é fundamental para ampliarmos nossas práticas.
Resposta incorreta.
E. 
Significa que não é possível construir novas capacidades pela reflexão.
É justamente por meio da reflexão que podemos construir novas capacidades, que possibilitam um uso cada vez mais complexo de diferentes padrões de linguagens.
4. 
Por que é fundamental que os textos dos alunos sejam publicados?
Resposta incorreta.
A. 
Para que outras pessoas possam avaliar a correção gramatical dos textos.
O texto é publicado para que tenha um contexto efetivo de interlocução. O objeto da publicidade não é a correção gramatical.
Resposta incorreta.
B. 
Para facilitar a revisão em pares e do professor, já que o texto estará disponível on-line.
A revisão é uma etapa anterior à publicação dos textos. Quanto ao suporte, os textos não precisam ser necessariamente publicados on-line, existem diversas maneiras de tornarmos os textos públicos. O mural da escola ou a criação de uma revista também podem ser espaços interessantes.
Resposta incorreta.
C. 
Para restringir seu repertório de letramento a práticas institucionais de escrita.
Tornar seus textos públicos permite que o aluno encontre novos interlocutores e espaços de interação, ou seja, alarga seu repertório de letramentos.
Resposta incorreta.
D. 
Para que fiquem arquivados em um ambiente seguro.
O suporte selecionado não será necessariamente um ambiente seguro, no sentido de manter o texto lá por um longo período, como em um meio impresso, por exemplo. Contudo, o armazenamento não é o foco quando pensamos na publicidade dos textos.
Você acertou!
E. 
Para que se reconheçam como autores com interlocutores reais.
Sim. Esse reconhecimento é fundamental para os alunos perceberem o uso da língua como forma de participação em contextos sociais mais públicos, letrados.
5. 
Como a avaliação é entendida em uma perspectiva formativa?
Resposta incorreta.
A. 
Como forma de testar o conhecimento gramatical dos alunos.
Não. Provas fechadas que testam a memorização de formas gramaticais são incoerentes com os objetivos dessa pedagogia.
Você acertou!
B. 
Como atividade processual, contínua, que possibilita diagnosticar as dificuldades enfrentadas pelos alunos.
Sim! O processo de avaliação deve ser coerente com a abordagem de ensino. Nesse caso, a avaliação serve como diagnóstico para professor e alunos repensarem suas práticas e melhorarem junto os processos de ensino e aprendizagem.
Resposta incorreta.
C. 
Como função exclusiva do professor.
Não. A avaliação é um compromisso de todos os participantes do processo.
Resposta incorreta.
D. 
Como momento de confrontar o texto do aluno a um texto ideal.
Não. O texto do aluno não deve ser confrontado a um texto ideal. Pelo contrário, a avaliação deve incidir sobre os aspectos da competência de produção que foram focalizados na unidade.
Resposta incorreta.
E. 
Como atividade pontual, que deve ocorrer somente no fim do período letivo.
A avaliação deve ser realizada constantemente para prover um acúmulo de informações que permitam ao grupo e a cada um redirecionar suas ações para preservar o funcionamento da turma como uma comunidade colaborativa de aprendizagem.

Outros materiais