A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Relatório Aferição de vidrarias

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE DE FORTALEZA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
Curso de Farmácia
Calibração de materiais volumétricos
Thaís Maria de Sousa Mororó Menezes
20 de fev de 2022
Sumário
Introdução 2
Desenvolvimento teórico 2
Objetivos 4
Objetivo principal 4
Objetivos específicos 4
Metodologia 5
Reagentes 5
Vidrarias 5
Equipamentos 5
Resultado e discussão 6
Considerações finais 8
Bibliografia 9
1
Introdução
Desenvolvimento teórico
As vidrarias volumétricas são utensílios de laboratórios elaborados para medir com um alto grau de
exatidão se manipuladas corretamente. Dentre essas, as mais comuns e sempre encontradas em
laboratórios de análises estão a bureta, a pipeta volumétrica e o balão volumétrico, que são
utilizados para titulações, transferência de líquidos e preparo de soluções, respectivamente. Por
causa desta característica as vidrarias volumétricas precisam de um maior cuidado no seu manuseio,
pois, por exemplo, se um balão volumétrico for aquecido o calor vai causar tensões no vidro e alterar
o volume do balão.
Para reduzir os erros e consequentemente aumentar a exatidão e conhecer melhor a precisão das
medições, as vidrarias volumétricas devem ser frequentemente calibradas e/ou aferidas. Esse
procedimento pode ser feito por empresas e/ou pelo o analista antes de cada análise, sendo sempre
realizado com atenção para ocorrer a menor quantidade de erros possíveis. A técnica é realizada a
partir da relação massa e volume expressa na densidade(1) e geralmente é utilizada água destilada
(tabela 1).
● d = m / v (1)
Onde: d é a densidade em g/ml, m a massa da água em gramas e v o volume do líquido, ou
seja o volume da vidraria, em ml.
Tabela 1 : Densidade absoluta da água em várias temperaturas.
T/°C Densidade
(gml-1)
T/°C Densidade
(gml-1)
T/°C Densidade
(gml-1)
0 0,999841 10 0,999700 20 0,998203
1 0,999900 11 0,999605 21 0,997992
2 0,999941 12 0,999498 22 0,997770
3 0,999965 13 0,999377 23 0,997538
4 0,999973 14 0,999244 24 0,997296
5 0,999965 15 0,999099 25 0,997044
6 0,999941 16 0,998943 26 0,996783
7 0,999902 17 0,998774 27 0,996512
8 0,999849 18 0,998585 28 0,996232
9 0,999781 19 0,998405 29 0,995944
2
A aferição é realizada pelo menos em duplicata e após os resultados é calculado o erro
relativo(Er)(2), que não deve ultrapassar 0,1%, a média(Vm) (3) é o desvio padrão(S)(4).
Er = [(V1 –V2)/Vm] ×100 (3)
Onde: V1 e V2 são os volumes obtidos por cada vez que foi realizado o teste, Vm a média
desses valores
Vm = V1 + V2 +...+ Vn / n (4)
Onde : Vm é a média dos valores obtidos no testes
(5)
Onde : S é o desvio padrão, ∑ ( Xi - X-)2 é o somatório dos valores obtidos menos a média
elevado ao quadrado e n a quantidade de valores.
3
Objetivos
Objetivo principal
Calibrar as vidrarias corretas no preparo da solução.
Objetivos específicos
Caracterizar a Interpretar dados experimentais fundamentando-se na sua organização e
avaliação.
Adotar procedimentos adequados de segurança durante toda permanência no laboratório.
4
Metodologia
Materiais utilizados
Reagentes
- H2O ( água destilada).
Vidrarias
- Balão volumétrico de 25ml: Utilizando para o preparo de soluções;
- Erlenmeyer: Geralmente utilizado para titulações, mas pode ser utilizado para misturas de
soluções;
- Béquer: Utilizado para diluir sólidos em líquidos, para reações de soluções, para reações de
precipitação, para a pessagem de substâncias.
Equipamentos
- Termômetro de mercúrio;
- Balança analítica : Marte, modelo AY220;
- Pipeta de Pasteur ;
- Piceta.
5
Resultados e discussão
Utilizando o termômetro de mercúrio, foi verificado que a temperatura da água utilizada no
procedimento era de 23°c e segundo a tabela 1 a sua densidade era de 0,997538 gml-1
Os valores obtidos através das pesagens estão representados na tabela 2.
Tabela 2 - Massas referentes ao erlenmeyer e erlenmeyer mais adição de água
Me Me1 Me2 Me3 Me4
71,8922 g 96,6028 g 121,2448 g 145,8776 g 170,5482 g
A partir das massa da tabela 1 foi possível determinar a massa de água utilizada em cada medição
(tabela 3). Sendo:
● M1 = Me1 - Me
M1 = 96,6028 - 71,8922
M1 = 71,8922 g
● M2 = Me2 -Me1
M2= 121,2448 - 96,6028
M2 = 24,6420 g
● M3 = Me3 -Me2
M3 = 145,8776 - 121,2448
M3 = 24,6228 g
● M4 = Me4 -Me3
M4 = 170,5482 - 145,8776
M4 = 24,6706 g
Tabela 3- valores das massas de água em cada medição
M1 M2 M3 M4
24,7106 g 24,6420 g 24,6228 g 24,6706 g
A partir do cálculo da densidade e conhecimento das massas de água e da densidade foi possível
determinar os volumes, apresentados na tabela 4:
● d = m / v → v = m /d
Onde:
d = densidade
m = massa
V = Volume
Logo:
a. Volume 1:
V1= M1/ d
V1= 24,7106 / 0,997538
V1= 24,7716 ml
b. Volume 2:
V2= M2/ d
6
V2= 24,6420 / 0,997538
V2= 24,7028 ml
c. Volume 3:
V3= M3/ d
V3= 24,6228 / 0,997538
V3= 24,6836 ml
d. Volume 4:
V4= M4/ d
V4= 24,6706 / 0,997538
V4= 24,7315 ml
Tabela dos volumes, média e desvio padrão
V1 V2 V3 V4 Média S
24,7716 ml 24,7028 ml 24,6836 ml 24,7315 ml 24,7224 ml +- 0,03827
Tabela 4 - volumes medidos no balão
V1 V2 V3 V4
24,7716 ml 24,7028 ml 24,6836 ml 24,7315 ml
Com os resultados foi calculado a média, o erro relativo e o desvio padrão do balão volumétrico
aferido, representados na tabela 5.
● Cálculo da média (Vm):
Vm = V1 + V2 + V3 + V4/ 4
Vm = 24,7716 + 24,7028 + 24,6836 + 24,7315/ 4
Vm = 24,7224 ml
● Desvio padrão(s)
s= √ Σ [(24,7716 - 24,7224)2 + (24,7028 - 24,7224)2+(24,6836 - 24,7224)2 + ( 24,7315 -
24,7224)2]/ 4 -1
s = +/- 0,03827
● Erros:
○ Erro absoluto:
Ea= Xreferência- Xmedido
Ea= 25,00 ml - 24,7224 ml
Ea= 0,2776 ml
○ Erro percentual:
Ea%= (Ea / Xreferência) .100
E%= (0,2776 / 25,00) .100
E%= 0,01110 .100
E%= 1,11 %
7
Considerações finais
Pode-se concluir que o balão volumétrico aferido tem o volume médio de 24,7274 ml com um desvio
padrão para mais ou para menos de 0,03837, um valor considerado pequeno. A vidraria também
apresenta um erro absoluto de 0,2776 ml e um erro percentual de 1,1%, um percentual no qual a
vidraria ainda pode ser considerada exata,visto que não apresenta um erro maior que 5%.
Dessa forma, todos os objetivos foram concluídos com sucesso, visto que as práticas foram realizadas
com processos de segurança adequada, os cálculos e relações feitos corretamente e o objetivo
principal de aferir a vidraria também foi atingido.
8
Bibliografia
CALIBRAÇÃO DE VIDRARIAS. Raek calibração e ensaios. Disponível em: <
https://www.raekcalibracao.com.br/calibracao-vidrarias >. Acesso em: 20 de fev de 2022 as 14:21
HARRIS, Daniel C. Análise química quantitativa. 9° edição. Rio de Janeiro,2017.
SPECIAL GLASS VIDRARIAS E EQUIPAMENTOS. Aferição e calibração de vidrarias. Special Glass. Disponível em:<
https://www.specialglass.com.br/afericao-e-calibracao-vidrarias > acesso em 20 de fev de 2022 as 14:15
9
https://www.raekcalibracao.com.br/calibracao-vidrarias
https://www.specialglass.com.br/afericao-e-calibracao-vidrarias

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.