Buscar

Estou compartilhando o arquivo 'Estudo dirigido - Anne' com você

Prévia do material em texto

Turma: 04 NUT2 AM 
Docente: Anne Karoline Pereira Brito 
Grupo: 5 
Discentes: Angela da Silva Sousa, Bianca Asevedo da Silva, Franciele de 
Souza, Jade Barbosa Gama dos Santos, Letícia Machado Pereira 
Silva, Luana Araújo Pina, Maira Giovana Silva Chaves, Maria Eduarda 
Ribeiro Carvalho De Souza, Vanessa Pádua Santos, Yasmin Lima dos Reis 
 
1. Água exerce papel fundamental na manutenção da homeostase orgânica. 
Descreva as suas principais funções. 
 
• Dentre essas funções, podemos destacar: 
• Seu papel como solvente, garantindo um meio propício para a realização da 
grande maioria das reações químicas. 
• Papel primordial na eliminação de substâncias tóxicas. 
• Importante componente do plasma sanguíneo, sendo responsável, portanto, 
pelo transporte de nutrientes, oxigênio e sais minerais para as células. 
• Participação em processos fisiológicos. 
• Proteção de algumas estruturas do corpo. 
• Faz parte da composição de nossas células, tecidos e órgãos. 
 
2. Quais são e quais as principais características dos compartimentos de 
água no nosso organismo? 
 
A água do organismo está distribuída em dois grandes compartimentos. Elas são o 
intracelular (LIC) e o extracelular (LEC). A água do interior das células (líquido ou 
compartimento intracelular) corresponde a cerca de 40% do total do peso do indivíduo, 
enquanto a água do líquido extracelular corresponde a 20%. O compartimento 
extracelular corresponde à água do plasma sanguíneo (4%) e à água do líquido 
intersticial (16%). 
 
3. O que é equilíbrio osmótico? Quais os mecanismos que o caracterizam? 
Resposta: Equilíbrio osmótico trata-se do equilíbrio da água entre compartimentos 
intra e extracelulares. O equilíbrio osmótico ocorre pela saída natural da água de 
ambientes muito concentrados para menos concentrados. É um mecanismo de 
extrema importância para as células. 
Caracteriza-se quando temos uma situação em que uma solução mais concentrada 
está de um lado de uma membrana seletivamente permeável, e, do outro lado, há 
uma solução menos concentrada. A solução mais concentrada apresenta maior 
concentração de soluto e menor concentração de água, enquanto a menos 
concentrada apresenta maior concentração de água livre e menor concentração de 
soluto. 
Assim, a água difunde-se através da membrana, indo do meio menos concentrado 
para o meio mais concentrado. A difusão da água acontece até o momento em que a 
concentração dos dois lados da membrana esteja igual. 
 
4. Quais as consequências da modificação do equilíbrio hidroeletrolítico? 
Os distúrbios hidroeletrolíticos ocorrem quando a pessoa perde grandes quantidades 
de líquidos e eletrólitos, como acontece, por exemplo, no suor excessivo, na poliúria 
(excesso de urina), nos vômitos e na diarreia. Um desequilíbrio severo dos eletrólitos 
pode causar complicações neurológicas e cardíacas graves e, se não reconhecido e 
tratado prontamente, pode ser fatal. 
 
5. O que é pressão coloidosmótica? 
Pressão coloidosmótica é a força de atração que a água exerce pelas proteínas. A 
pressão que esta em sentido contrário, impedindo que proteínas e hemácias sejam 
filtradas para cápsula de bowman, ou seja, as células grandes do nosso sangue não 
passam para filtração por conta da pressão coloidosmótica. 
 
6. Quais os principais eletrólitos que compõem os líquidos corporais? 
Como eles participam do controle de líquidos nos compartimentos 
corporais? 
Os principais eletrólitos celulares são o potássio, magnésio, fosfato, sulfato, 
bicarbonato e quantidades menores de sódio, cloreto e cálcio. Para funcionar 
adequadamente, o organismo precisa manter a concentração dos eletrólitos em cada 
um dos compartimentos dentro de limites muito estreitos. Ele o faz deslocando os 
eletrólitos para dentro ou para fora das células. Os rins filtram os eletrólitos presentes 
no sangue e excretam uma quantidade suficiente dos mesmos na urina para manter 
um equilíbrio entre a ingestão e a eliminação diárias. Além, de desempenhar um papel 
importante no equilíbrio ácido básico. 
7. Caracterize “osmose” e “pressão osmótica”. 
 
A osmose se caracteriza pela passagem de solvente do meio menos concentrado para 
o mais concentrado. Já a pressão osmótica é força exercida contrária a osmose, 
quando a pressão exercida vai contra o meio mais concentrado, ocorrendo o bloqueio 
da osmose.

Continue navegando