Buscar

Desenvolvimento social durante a adolescência

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Desenvolvimento social durante a adolescência 1
💡
Desenvolvimento social 
durante a adolescência 
Como ficam as relações durante a adolescência e quais mudanças dos 
adolescentes favorecem esses "conflitos"
Os adolescentes ficam mais assertivos, passam mais tempo fora de casa e 
diminuem o número de interações positivas com seus pais. A percepção 
que o adolescente tem de seus pais sofrem uma desidealização.
As relações tendem a se normalizar, diminuindo o número de conflitos 
produzidos.
Com o que costumam se relacionar os conflitos entre os jovens e os pais
Os conflitos produzidos costumam se relacionar com aspectos da vida 
cotidiana, pois enquanto os adolescentes consideram esses assuntos como 
aspecto de sua vida privada, seus pais ainda se consideram no direito de 
estabelecer regras.
Razões que podem justificar essa mudança nas relações familiares depois da 
puberdade
-Mudanças cognitivas: irão afetar a forma como pensam sobre si mesmos e 
sobre os demais. Questiona, as normas e regulamentações familiares, 
questionando-as
-Mais tempos com os iguais: A maior experiência em relações horizontais ou 
igualitárias os levam a desejar um tipo de relação semelhante em sua família. 
Os filhos vão ganhando poder e capacidade de influência, provocando uma 
diminuição de conflitos na adolescência média e tardia.
-Adolescente como um indivíduo isolado em seu mundo
Como funciona a busca pela a autonomia do adolescente
Ocorre um processo de individuação, os adolescentes experimentam um certa 
ambivalência, tem uma alternância entre condutas maduras e 
comportamentos infantis.
Desenvolvimento social durante a adolescência 2
O que pode querer dizer o amadurecimento emocional precoce
Em alguns casos, uma elevada autonomia emocional seja fruto de uma 
vinculação afetiva frágil da criança com seus pais.
Mas também é possível que , em outros caos, essa autonomia tenha surgido 
como consequência de mudanças próprias da adolescência, mesmo 
quando existia uma boa relação prévia com pais afetuosos.
Como o papel Moderador favorece o adolescente 
O papel moderador que o contexto familiar exerce na relação existente entre a 
autonomia emocional e a adaptação do adolescente é fundamental. Quando 
o meio familiar é mais favorável, traduz-se um série de consequências positivas.
Qual é um meio apropriado para o desenvolvimento da autonomia do 
adolescente
Um meio ótimo para o desenvolvimento e autonomia do adolescente é aquele 
em que as relações dos pais com os filhos combinam o afetos com o 
favorecimento da individualidade, mediante condutas que estimulam a 
autonomia cognitiva e a iniciativa própria.
Onde o controle e a supervisão entram no contexto da adolescencia
Controle e supervisão da conduta do adolescente são fundamentais durante 
essa etapa evolutiva, pois muitos dos problemas de conduta que surgem 
durante a adolescência estão relacionados com o escasso controle parental.
Conduta dos pais e o ''jeito'' aventureiro dos adolescentes
A adolescência é um período de exploração no qual os adolescentes 
necessitam ter experiências diversas que irão ajudá-los a construir sua 
identidade. A conduta educativa dos pais deve ser flexível.
Estilo parental: Democrático
Combinam a comunicação e o afeto com o controle não coercitivo, tem uma 
conduta respeitável na relação com os filhos, são os que mais favorecerão a 
adaptação de seus filhos, com o melhor desenvolvimento.
Estilo parental: Autoritário
Desenvolvimento social durante a adolescência 3
Se comportam de forma fria e excessivamente controladora, os filhos tendem a 
se revoltar, voltando-se excessivamente aos amigos buscando neles a 
oportunidade de manter interações de caráter mais igualitário.
Esses adolescentes tem uma probabilidade maior de desenvolver baixa auto 
estima, sintomas depressivos e um atitude hostil e de rejeição para com seus 
pais.
Estilo parental: Permissivo
Tem uma atitude calorosa e afetuosa com os filhos, porém não tem um controle 
de sua conduta.
Não sabe dizer não nem estabelecer limite de diretrizes a seus filhos.
São indulgentes e não fazem valer autoridade ou a imposição de controles 
ou restrições.
Estilo parental: Indiferente
Nesse estilo os adolescentes não têm controle e afeto no contexto familiar, 
desenvolvendo problemas tanto na externalização (agressividade, condutas 
antissocias, consumo de drogas, escassa competência social) como de 
internalização (baixa auto estima, problemas psicológicos)
Como o divórcio dos pais pode afetar o adolescênte
Podem apresentar dificuldades em amadurecer e ter problemas de conduta
Como é marcada a amizade durante a adolescência
Como consequência da maturação cognitiva e do tempo que dedicam para 
falar sobre si mesmos, os adolescentes irão compreender-se melhor, o que 
repercutirá no fato de que as relações com os amigos estejam marcadas pela 
reciprocidade e que a partir da adolescência os amigos apoiem e ajudem uns 
aos outros, mostrando um maior comportamento pró-social 
Quando surgem as amizades íntimas e como funcionam 
As amizades íntimas irão se transformar em um fenômeno típico da 
adolescência precoce e média, que irá perdendo força durante a adolescência 
tardia.
Os amigos íntimos compartilham pensamentos, sentimentos, expectativas de 
futuro, conhecem as preocupações do outro e se apoiam mutuamente.
Qual a diferença entre a amizade íntima das meninas e dos meninos
Desenvolvimento social durante a adolescência 4
As amizades íntimas das meninas são mais precoces e mais intensas do que a 
dos meninos, que são pouco mais relutantes em dividir seus sentimentos e mais 
voltados para a realização ou planejamento de atividades conjuntas.
O que indica ter amigos durante a adolescência
Ter amigos é um indicador de boas habilidades interpessoais e um sinal de um 
bom ajustamento psicológico (ter amigos para compartilhar segredos e 
sentimentos)
Qual um dos fatores de risco para o surgimento de condutas problemáticas e 
antissocias
A influência dos iguais é um dos fatores de risco que mais se destacam para o 
surgimento de condutas problemáticas e antissociais durante a adolescência, 
pois a suscetibilidade á pressão dos iguais é maior durante a adolescência 
inicial.
Á medida que os adolescentes vão construindo sua identidade e ficando mais 
autônomos, tornam-se mais capazes de resistir á pressão do grupo.
Diferenças entre os gêneros no conformismo diante dos iguais
As meninas se mostram mais conformistas que os meninos, elas estabelecem 
relações mais íntimas entre elas e mostram-se mais preocupadas por pertencer 
ao grupo e ajustar-se a suas expectativas.
Papel dos amigos íntimos no conformismo diante dos iguais
Os amigos íntimos terão mais capacidade de influir do que aqueles que são 
somente amigos superficiais.
Como o status social interfere no conformismo 
O status social do adolescente que exerce a influência é decisivo, pois os 
adolescentes tenderão a imitar e a utilizar modelos de conduta daqueles 
companheiros que admiram e percebem como habilidosos e populares
Influência complementar pais + amigos no conformismo
Os pais e amigos não competem entre si, mas representam influências 
complementares que satisfazem diferentes necessidades do jovem.
Os adolescentes costumam se incorporar a grupos formados por companheiros 
que têm uma origem social e alguns valores muito parecidos com os seus e os 
de sua família.
Evolução do grupo: etapa 1
Desenvolvimento social durante a adolescência 5
Sequência de evolução do grupo de iguais se dá em quatro etapas:
Turma formada por membros do mesmo sexo, continuação do grupo de amigos 
dos anos escolares, membros da mesma idade e provavelmente do mesmo 
colégio e vizinhança.
Características: companheirismo muito claro, grupo bastante fechado, pouco 
permeável a outros sujeitos, e se veem e interagem diariamente
Evolução do grupo: etapa 2
Interação entre turmas unissexuais
Evolução do grupo: etapa 3
ase de transição na qual as relações entre os grupos de sexos diferentes vãotornando-se mais frequentes, forma-se a turma mista a partir do agrupamento 
das turmas unissexuais. Membros de ambos os sexos.
Os meninos do grupo são um pouco mais velhos, relação entre seus membros 
um pouco menos íntima. Seus contatos não são tão cotidianos, e eles se 
reúnem de forma mais esporádica do que a turma unissexual.
A turma mista cumpre a função de regular e estruturar as relações sociais, 
facilitando também o 
surgimento das relações 
heterossexuais, pois serve de claro aprendizado na relação com os membros do 
outro sexo. Favorece a interação com maior variedade de sujeitos, aumentando 
a heterogeneidade da turma e estimulando o desenvolvimento do autoconceito 
e da identidade.
Evolução do grupo: etapa 4
Desintegração da turma, que passa a se transformar em uma série de casais 
relacionados entre si, que cada vez se reúnem com menos frequência
Início das relações de casal
É no contexto do grupo ou da turma mista que os adolescentes começarão a 
manter seus primeiros encontros. Eles começarão a ter encontros fora da 
proteção do grupo.
O momento do início parece determinado, fundamentalmente, por fatores 
sociais, já que a maturação mais ou menos precoce não influi muito na 
precocidade dessas relações.
Desenvolvimento social durante a adolescência 6
As relações de casal durante a adolescência precoce 
satisfazem quatro tipos de 
necessidades: sexuais, de afiliação, de afeição e de dar e receber apoio. 
As primeiras relações que os adolescentes estabelecem servirão para satisfazer 
fundamentalmente as necessidades sexuais e de afiliação (companhia, 
diversão), mas, à medida que vai transcorrendo a adolescência, essas relações 
serão mais estáveis, e o casal irá subindo na hierarquia de figuras de apego.
Conduta sexual
Hoje se observa no ocidente uma maior liberdade e permissividade nas atitudes 
e condutas sexuais entre os adolescentes. A maioria dos estudos indica uma 
maior frequência e precocidade nas relações heterossexuais.
Podemos dizer que existem dois padrões de conduta sexual, um masculino e 
outro feminino.
O masculino estaria definido por uma maior precocidade, promiscuidade e uma 
maior valorização do coito, que representa um importante sinal de prestígio 
diante do grupo de iguais. O padrão feminino mostra uma atividade sexual mais 
reduzida, menos gratificante e que gera mais sentimentos de culpa, nas 
meninas, a conduta sexual está mais integrada em outros componentes 
socioemocionais, por isso há uma maior vinculação entre sexualidade e 
afetividade.
O alto grau de intimidade que os adolescentes alcançam em suas relações de 
amizade, unido à necessidades afetivas e sexuais desse período, faz com que 
as relações homossexuais não sejam tão incomuns entre os adolescentes. 
Também vamos nos deparar com o caso contrário; meninos e meninas que, 
apesar de manterem relações heterossexuais, começarão a formar uma 
identidade e uma orientação de caráter homossexual.
Contextos educativos durante a adolescência
Os novos interesses sexuais, os conflitos com os pais, os transtornos 
emocionais ou os desenganos amorosos são considerados como potenciais 
perturbadores da motivação do adolescente para com a escola.
Fatores que produzem essa clara falta de ajuste: mudança da escola do ensino 
fundamental para a do ensino médio, mudanças no funcionamento da sala de 
aula, deterioramento nas relações entre professor e aluno, aumento da 
competitividade entre os adolescentes.
Desenvolvimento social durante a adolescência 7
 Quais os fatores que fazem com que alguns se adaptem melhor e mostrem 
uma boa trajetória acadêmica.
Alguns dos fatores protetores estão ligados às características familiares, como 
uma boa relação com pais que apoiam a autonomia e individuação de seus 
filhos e que se interessam e se envolvem em suas questões escolares.
Além disso, as características da escola, assim como o comportamento e o 
estilo docente dos professores, também podem servir como um importante fator 
de proteção

Continue navegando