Buscar

Diabetes Mellitus - RESUMO COM QUESTÕES A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que glicemia elevada é O diabetes mellitus é uma enfermidade associada ao aumento da Entre os cuidados necessários p

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 9 páginas

Prévia do material em texto

Diabete� Mellitu�
- O que é:
O diabetes melito, comumente designado como diabetes, abrange um grupo de doenças
metabólicas, caracterizadas por níveis elevados de glicose no sangue (hiperglicemia),
devido a defeitos na secreção ou na ação da insulina ou em ambas.
- As principais classificações do diabetes são:
Diabetes tipo 1, diabetes tipo 2, diabetes gestacional e diabetes melito em associação a
outras condições ou síndromes.
- Tipos de diabetes:
Tipo 1: Caracteriza-se pela destruição das células beta do pâncreas, devido a fatores
genéticos, imunológicos e, possivelmente, ambientais (p. ex., virais). São necessárias
injeções de insulina para controlar os níveis de glicemia.
Tipo 2: Resulta da diminuição da sensibilidade à insulina (resistência à insulina) ou da
diminuição na quantidade de insulina secretada. A resistência à insulina também pode levar
ao desenvolvimento da síndrome metabólica, uma constelação de sintomas, incluindo
hipertensão arterial, hipercolesterolemia, obesidade abdominal e outras anormalidades. O
diabetes tipo 2 é inicialmente tratado com dieta e exercícios físicos e, em seguida, com
agentes antidiabéticos orais, quando necessário. O diabetes tipo 2 tem início lento e
progressivo e ocorre mais frequentemente em clientes com mais de 30 anos de idade e
naqueles com obesidade.
- Manifestações clínicas:
4 P´s: Poliúria, polidipsia, polifagia, perda de peso inexplicável.
Fadiga e fraqueza, alterações súbitas da visão, formigamento ou dormência das mãos ou
dos pés, pele seca, lesões cutâneas ou feridas de cicatrização lenta e infecções
recorrentes.
- Diagnóstico:
Glicemia em jejum, hemoglobina glicada, TOTG.
O critério básico para o diagnóstico de diabetes consiste em um nível de glicemia
anormalmente elevado. Podem ser utilizados os níveis de glicose plasmática em jejum
(GPJ) (determinação do nível de glicemia realizada no laboratório após jejum de pelo
menos 8 horas), glicose plasmática aleatória e nível de glicose em 2 horas após a
administração de glicose (2 horas apóuma carga de glicose). O TTGO e o teste de
tolerância à glicose intravenosa (IV) não são mais recomendados para uso clínico de rotina.
- Tratamento:
A principal meta do tratamento do diabetes consiste em normalizar a atividade da insulina e
os níveis de glicemia para reduzir o desenvolvimento de complicações. A meta terapêutica
para o manejo do diabetes consiste em obter níveis de glicemia normais (euglicemia) sem
hipoglicemia, mantendo, ao mesmo tempo, uma alta qualidade de vida. O manejo do
diabetes inclui cinco componentes: terapia nutricional, exercício, monitoramento, tratamento
farmacológico e orientação.
- Insulinoterapia:
No diabetes melito do tipo 1, a insulina exógena precisa ser administrada durante toda a
vida, visto que o organismo perde a sua capacidade de produzir insulina. No diabetes melito
do tipo 2, a insulina pode ser necessária a longo prazo para controlar os níveis de glicemia
quando o planejamento das refeições e os agentes hipoglicemiantes orais são inefetivos, ou
quando ocorre deficiência de insulina.
1 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que glicemia elevada é o terceiro
fator, em importância, da causa de mortalidade prematura, superada apenas por
pressão arterial aumentada e uso de tabaco. Sobre Diabetes Mellitus (DM), assinale a
alternativa correta.
A) A hipertensão arterial é 2,4 vezes mais frequente nos indivíduos com diabetes,
chegando a ser 3,8 vezes menor nos indivíduos com menos de 44 anos de idade.
B) No tocante à prevenção secundária, busca-se proteger o indivíduo de desenvolver o
diabetes, tendo ela importante impacto por evitar ou diminuir novos casos.
C) Os fatores causais dos principais tipos de DM – genéticos, biológicos e ambientais –
ainda são amplamente conhecidos.
D) Concernente à classificação etiológica do DM1, a deficiência de insulina de natureza
idiopática é do tipo 1B.
2 - O diabetes mellitus é uma enfermidade associada ao aumento da prevalência de
doença coronariana e de complicações circulatórias. Com relação ao manejo de
complicações do DM, analise as assertivas e assinale a alternativa correta.
I. O uso do ácido acetilsalicílico (AAS) é evidência sólida na literatura e de amplo uso
clínico para a prevenção primária de eventos tromboembólicos, em indivíduos com
DM, visto que apresentam desregulação nos níveis de transdução do sinal
intracelular e do receptor, levando à adesão, ativação, desgranulação e agregação
hiper-reativas das plaquetas.
II. O uso de outros antiplaquetários, como, ticagrelor e clopidogrel, é indicado apenas
em casos em que a estratégia de antiagregação plaquetária deve ser intensificada, ou
seja, em indivíduos com alto risco, incluindo aqueles com doença aterosclerótica
clínica e eventos cardiovasculares prévios (prevenção secundária).
III. A presença de comorbidade como a hipertensão arterial aumenta os riscos de
evento cardiovascular, com isso é necessário um bom manejo dos níveis pressóricos
em pacientes com diabetes visando a redução de desfechos tanto micro como
macrovasculares.
a) Apenas uma assertiva está correta.
b) Apenas uma assertiva está incorreta.
c) Todas as assertivas estão corretas.
d) Todas as assertivas estão incorretas.
3 - Entre os cuidados necessários para com o paciente diabético refere a orientação
da automonitorização da glicemia capilar (AMGC), sobre o uso do glicosímetro e
AMGC. Assinale a alternativa correta.
a) A medição de sete glicemia capilar (GC) ao dia (pré e pós-prandial e ao deitar) por 3
dias pode ser bastante útil na avaliação do perfil glicêmico como um todo em
indivíduos em insulinoterapia.
b) A AMGC é preconizada a paciente em uso de insulinoterapia e em pacientes com
DM1 tratados apenas com antidiabéticos orais, pois a monitorização ocasional pode
causar descompensação metabólica ou instabilidade do controle glicêmico.
c) A maioria dos glicosímetros utilizados quantifica a dosagem de HbA1c após sofrer
ação enzimática da fita reagente com o sangue capilar.
d) O uso de uma gota de sangue capilar basta para realização do teste na fita
biossensora, para isso a primeira gota deve ser desprezada para que a
concentração de glicose seja medida através de um sinal elétrico transduzido para o
transmissor.
4 - Os estudos consideram a necessidade de que as equipes de Atenção Básica
estejam atentas, não apenas para os sintomas de diabetes mellitus (DM), mas
também, para seus fatores de risco (hábitos alimentares não saudáveis, sedentarismo
e obesidade), como estratégia importante para a identificação precoce de casos de
DM. Nesse sentido:
A) Sinais e sintomas como: fadiga, fraqueza, letargia, visão turva, prurido vulvar ou
cutâneo, balanopostite; são considerados, específicos para diabetes.
B) O DM tipo 2 costuma ter início insidioso e sintomas mais brandos.
C) O termo "DM tipo 1" é usado para designar uma deficiência relativa de insulina, isto
é, há um estado de resistência à ação da insulina, associado a um defeito na sua
secreção.
D) Geralmente, a suspeita do DM tipo 1 é feita pela presença de uma complicação
tardia, como proteinúria, retinopatia, neuropatia periférica, doença arteriosclerótica
ou então por infecções de repetição.
E) O técnico de enfermagem deve realizar consulta de enfermagem para pessoas com
maior risco para desenvolver DM tipo 2, abordando fatores de risco, estratificação do
risco cardiovascular
5 - É o tipo menos comum e surge desde o nascimento, sendo considerada uma
doença autoimune, já que o próprio sistema imune ataca as células do pâncreas
responsáveis por produzir a insulina. Assim, a insulina não é produzida, a glicose não
é transportada para as células e acaba se acumulando no sangue. De acordo com os
diferentes tipos de diabetes, o trecho acima refere-se: É o tipo menos comum e surge
desde o nascimento, sendo considerada uma doença autoimune, já que o próprio
sistema imune ataca as células do pâncreas responsáveis por produzir a insulina.
Assim, a insulina não é produzida, a glicose não é transportada para as células e
acabase acumulando no sangue. De acordo com os diferentes tipos de diabetes, o
trecho acima refere-se:
A) Diabetes tipo 1
B) Diabetes tipo 2
C) Diabetes tipo 3
D) Diabetes gestacional
E) Pré-diabetes
6 - Os sinais e sintomas característicos que levantam a suspeita de diabetes são os
“quatro Ps”. Embora possam estar presentes no DM tipo 2, esses sinais são mais
agudos no tipo 1, podendo progredir para cetose, desidratação e acidose metabólica,
especialmente na presença de estresse agudo. Os “quatro Ps” a que se refere a
suspeita de diabetes são
A) poliúria, polidipsia, polifagia e prurido.
B) poliúria, polidipsia, polifagia e perda inexplicada de peso.
C) poliúria, polidipsia, polifagia e porfiria.
D) poliúria, polidipsia, porfiria e prurido.
7 - Diabetes mellitus é o nome dado a um grupo de distúrbios metabólicos que
resultam em níveis elevados de glicose no sangue (açúcar alto no sangue). Sobre as
características e complicações dessa patologia, assinale com V as afirmativas
verdadeiras e com F as falsas.
( ) A retinopatia diabética é uma forma de cegueira irreversível. Ela é assintomática
nas suas fases iniciais, mas evolui ao longo dos anos.
( ) Hipoglicemia é a diminuição dos níveis glicêmicos, sem sinais e sintomas, para
valores abaixo de 99 mg/dL.
( ) O diagnóstico do diabetes ocorre quando em dois exames com jejum adequado
e realizados em dias diferentes, o valor de glicemia está igual ou superior a 126
mg/dL.
( ) A síndrome hiperosmolar é um estado de hipoglicemia grave, é mais comum em
pessoas com diabetes tipo I.
Assinale a sequência correta.
A) V F F V
B) V F V F
C) F V F V
D) F V V F
8 - O Diabetes Mellitus atinge proporções epidêmicas, com estimativa de 425 milhões
de pessoas doentes mundialmente. (Sociedade Brasileira de Diabetes, 2019)
Sobre o Diabetes Mellitus, é INCORRETO afirmar que:
A) A quantidade de tecido adiposo visceral acumulada na região abdominal apresenta
relação direta com o grau de resistência à insulina.
B) O tratamento atual do Diabetes Mellitus tipo 2 no jovem preconiza a entrada de
farmacoterapia (metformina) desde o início, juntamente com modificações no estilo
de vida.
C) Frequentemente, a cetoacidose diabética consiste na manifestação inicial do
Diabetes Mellitus tipo 2.
D) Embora a maioria dos pacientes com Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1) tenha peso
normal, a presença de sobrepeso e obesidade não exclui o diagnóstico da doença.
9 - O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) corresponde a 90 a 95% de todos os casos de DM.
Possui etiologia complexa e multifatorial, envolvendo componentes genético e
ambiental. Analise as assertivas e assinale a alternativa correta.
I. O desenvolvimento e a perpetuação da hiperglicemia ocorrem concomitantemente
com diversas alterações metabólicas, como resistência dos tecidos periféricos à ação
da insulina, aumento da produção hepática de glicose, disfunção incretínica, aumento
de lipólise, entre outras.
II. Os principais fatores de risco para DM2 são história familiar da doença, avançar da
idade, obesidade, sedentarismo, diagnóstico prévio de pré-diabetes ou diabetes
mellitus gestacional (DMG) e presença de componentes da síndrome metabólica.
III. Os sintomas dito clássicos de hiperglicemia são poliúria, polidipsia, polifagia e
emagrecimento inexplicado.
a) Apenas uma assertiva está correta.
b) Apenas uma assertiva está incorreta.
c) Todas as assertivas estão corretas.
d) Todas as assertivas estão incorretas.
10- Cerca de 50% da população com diabetes não sabe que é portadora da doença.
Por isso, testes de rastreamento são indicados em indivíduos adultos assintomáticos
que apresentem excesso de peso (IMC > 25) e fatores de risco tais como:
a) idade > 30 anos;
b) HDL > 45 mg/dl;
c) fadiga habitual;
d) pressão arterial ≤ 120x80 mmHg;
e) história de doença cardiovascular.
11 - De acordo com o Caderno de Atenção Básica nº 36 - Diabetes Mellitus (DM), sobre
os critérios para rastreamento de DM em adultos assintomáticos, analisar os itens
abaixo:
I. Excesso de peso (IMC >25kg/m²).
II. História de pai ou mãe com diabetes.
III. Hipertensão arterial.
IV. Síndrome de ovários policísticos.
Estão CORRETOS:
a) Somente os itens I e II.
b) Somente os itens I e III.
c) Somente os itens II, III e IV.
d) Todos os itens.
12 - Algumas ações podem prevenir o diabetes e suas complicações. Essas ações
podem ter como alvo rastrear quem tem alto risco para desenvolver a doença
(prevenção primária) e assim iniciar cuidados preventivos; além de rastrear quem tem
diabetes, mas não sabe (prevenção secundária), a fim de oferecer o tratamento mais
precoce. A probabilidade de apresentar diabetes ou um estado intermediário de
glicemia depende da presença de fatores de risco. O público-alvo para o
rastreamento do DM (Diabetes Mellitus) preconizado pela Associação Americana de
Diabetes, segundo o CAB nº 36 (Caderno de Atenção Básica – Diabetes Mellitus)
encontra-se corretamente descrito em qual das alternativas a seguir?
a) Excesso de peso (IMC > 25kg/m²) e história de diabetes gestacional ou
recém-nascido com mais de 4 kg; ou Idade < 45 anos; ou Risco cardiovascular
moderado.
b) Excesso de peso (IMC > 25kg/m²) e história de pai ou mãe com diabetes; ou Idade ≥
45 anos; ou Risco cardiovascular moderado.
c) Excesso de peso (IMC > 25kg/m²) e história de pai ou mãe com diabetes; ou Idade ≥
45 anos; ou Risco cardiovascular leve.
d) Excesso de peso (IMC > 25kg/m²) e síndrome de ovários policísticos; ou Idade ≥ 45
anos; ou Risco cardiovascular leve.
e) Excesso de peso (IMC < 25kg/m²) e inatividade física; ou Idade ≥ 45 anos; ou Risco
cardiovascular moderado.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes