Buscar

OFICINA LITERÁRIA

Prévia do material em texto

Aluno: 
	Matr.: 
	Disc.: OFICINA LITERÁRIA 
	2023.3 EAD (G) / EX
		Prezado (a) Aluno(a),
Você fará agora seu EXERCÍCIO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.
Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.
	
	 
		
	
		1.
		O texto literário distingue-se notadamente pelo fato de:
	
	
	
	transformar a realidade, servindo-se dela como modelo
	
	
	Não ser subjetivo
	
	
	Impedir um diálogo com a realidade, já que não tem relação com ela
	
	
	ser composto de uma linguagem denotativa, que impede a plurissignificação
	
	
	nele predominar a função referencial da linguagem
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Leia o fragmento transcrito a seguir e depois escolha a alternativa correta:
Diferentes períodos históricos construíram um Homero e um Shakespeare "diferentes", de acordo com seus interesses e preocupações próprios, encontrando-se em seus textos elementos a serem valorizados ou desvalorizados, embora não necessariamente os mesmos. Todas as obras literárias, em outras palavras, são "reescritas", mesmo que inconscientemente, pelas sociedades que as leem; na verdade, não há releitura de uma obra que não seja também uma "reescritura". (EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2006. pp.15 e 17)
 
	
	
	
	a leitura de um texto literário por uma dada sociedade e cultura em uma dada época implica uma nova construção de sentido para esse texto, a ponto dessa releitura poder ser igualmente considerada uma reescritura. 
	
	
	a interpretação e depreensão dos significados de um texto literário não se alteram ao longo do tempo.
	
	
	somente os textos com problemas de elaboração suscitam questionamentos aos seus leitores; os textos bem escritos são lidos de forma estável e uniforme por todos os seus leitores.
	
	
	o texto literário goza de total autonomia em relação a fatores extraliterários e sua leitura não sofre a interferência de elementos históricos, sociais ou culturais.
	
	
	todos os leitores de todas as épocas, sociedades e culturas leem de forma uniforme os textos literários. 
	
Explicação:
A resposta correta é a leitura de um texto literário por uma dada sociedade e cultura em uma dada época implica uma nova construção de sentido para esse texto, a ponto dessa releitura poder ser igualmente considerada uma reescritura. 
	
	
	
	 
		
	
		3.
		"Denotação é a linguagem informativa, comum a todos. Tem por objetivo expressar um conhecimento prático, científico. Nesse tipo de linguagem, as palavras são sempre empregadas em estado real." Qual das frases deixa de atender o conceito de DENOTAÇÃO
	
	
	
	O mar está poluído.
	
	
	O sol do meio-dia faz mal à pele.
	
	
	O coração é um órgão do sistema circulatório.
	
	
	A frieza do olhar não se esconde.
	
	
	O mar relaxa o corpo e a mente.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		4.
		O texto pode ser classificado como:
	
	
	
	um elemento do processo comunicativo que apresenta um entrelaçamento de idéias desconexas.
	
	
	um elemento do processo comunicativo que apresenta um entrelaçamento de ideias, sem compromisso com a sua extensão final
	
	
	um elemento do processo comunicativo que apresenta um desapego pela significação e com a lógica
	
	
	um elemento do processo comunicativo que apresenta um entrelaçamento de pontuação sofisticadamente empregada
	
	
	um elemento do processo comunicativo que apresenta um entrelaçamento de ideias, as quais são costuradas através das palavras.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		5.
		"A saudade é o bolso onde a alma guarda aquilo que ela provou e aprovou. [...] A saudade é o rosto da eternidade refletido no rio do tempo". (Rubem Alves). Esta definição de saudade revela:
	
	
	
	O uso conotativo, pois traz uma definição técnica do sentimento da saudade.
	
	
	O uso conotativo da linguagem, pois a definição de saudade é poética.
	
	
	O uso denotativo, pois a definição de saudade é a que pode ser encontrada no dicionário.
	
	
	O uso denotativo da linguagem, pois a definição de saudade é poética.
	
	
	O uso denotativo, pois traz uma definição figurada do sentimento da saudade.
	
Explicação:
A definição de saudade é uma definição poética, elaborada por meio de metáforas, como é próprio da linguagem conotativa.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Assinale a alternativa que contenha o termo que melhor preencha a lacuna do texto que se segue:
"_________ é invenção, criação, imaginação, fingimento, é o cerne da literatura feita com palavras."
	
	
	
	terceto
	
	
	ficção
	
	
	crítica
	
	
	análise
	
	
	poesia
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Leia o poema Isto do poeta português Fernando Pessoa, abaixo transcrito, e depois escolha a alternativa correta. 
ISTO       
"Dizem que finjo ou minto / Tudo que escrevo. Não. / Eu simplesmente sinto / Com a imaginação. / Não uso o coração. / Tudo o que sonho ou passo, / O que me falha ou finda, / É como que um terraço / Sobre outra coisa ainda. / Essa coisa é que é linda. / Por isso escrevo em meio / Do que não está ao pé, / Livre do meu enleio, / Sério do que não é. / Sentir? Sinta quem lê!"     Fernando Pessoa. 
No poema acima, o termo terraço encontra-se empregado em seu sentido:
	
	
	
	etimológico.
	
	
	conotativo.
	
	
	original.
	
	
	denotativo.
	
	
	literal.
	
Explicação:
A resposta correta é: conotativo.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		A conotação e a denotação são dois níveis de concretização dos sentidos num texto. No caso do texto literário, predomina:
	
	
	
	a conotação.
	
	
	a denotação.
	
	
	a palavra sem ambiguidades.
	
	
	o sentido primeiro de cada palavra.
	
	
	a palavra nova, ainda não dicionarizada.
	
Explicação:
O texto literário é conotativo, pois não se trata de um texto com finalidades cotidianas, voltado para a comunicação imediata e prática. O plano da expressão ocupa centralidade na literatura. Nesse caso, as palavras e as construções linguísticas estão sempre a serviço da máxima expressividade.
		Aluno: 
	Matr
	Disc.: OFICINA LITERÁRIA 
	2023.3 EAD (G) / EX
		Prezado (a) Aluno(a),
Você fará agora seu EXERCÍCIO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.
Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.
	
	 
		
	
		1.
		Leia o poema que se segue e responda à questão, tendo em vista o que se estudou sobre literatura e ideologia.
 O último pajé
Cheio de angústia e de rancor, calado, Solene e só, a fronte carrancuda, Morre o velho Pajé, crucificado Na sua dor, tragicamente muda. Vê-se-lhe aos pés, disperso e profanado, O troféu dos avós: a flecha aguda, O terrível tacape ensangüentado, Que outrora erguia aquela mão sanhuda. Vencida a sua raça tão valente, Errante, perseguida cruelmente, Ao estertor das matas derrubadas! 'Tupã mentiu!' e erguendo as mãos sagradas, Dobra o joelho e a calva sobranceira Para beijar a terra brasileira." Péthion de Villar. A morte do pajé. 1978.
Algumas palavras usadas pelo autor revelam a sua ótica em relação à situação do indígena numa terra colonizada. Qual seria essa ótica?
	
	
	
	Simpatia à causa indígena, marcada por termos de conotação negativa
	
	
	Fidelidade ao colonizador, introduzida por palavras elogiosas a ele
	
	
	Insensibilidade, caracterizada pela ausência de vocábulos que exprima sentimentos
	
	
	Apóio à realidade do Brasil colônia
	
	
	Vergonha da herança indígena no Brasil.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		O processo mimético é capaz de estabelecer diferentes interpretaçõesdo texto. Em relação ao que foi dito, podemos afirmar que:
	
	
	
	A afirmação é correta, pois para que uma obra literária sobreviva ela, é constituída por uma linguagem impenetrável
	
	
	Isso acontece, pois o texto literário em relação à linguagem, mas não à leitura
	
	
	A afirmação é incorreta, pois para que uma obra literária sobreviva, é constituída por uma linguagem impenetrável
	
	
	A afirmação é invalida, pois a linguagem do texto literário é incalculável
	
	
	Isso acontece pois a linguagem do texto literário é ambígua e sofre constante atualização
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		3.
		É por meio da mimese que as realidades ficcionais tomam forma e ganham existência. Em O cortiço, romance naturalista de Aluísio Azevedo, por exemplo, há um universo de representação muito detalhado. Pensando nisso, assinale a alternativa que apresenta o único elemento que não é um produto da mimese:
	
	
	
	O tempo.
	
	
	O espaço.
	
	
	O autor.
	
	
	Os personagens.
	
	
	O narrador.
	
Explicação:
O autor não pertence ao universo de representação, ao contrário do narrador, este sim um elemento ficcional, assim como o tempo, o espaço e os personagens de uma narrativa.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Carta XIII ¿ Ao Rei D. João IV ¿ 4 de abril de 1654 "(...) Tornando aos índios do Pará, dos quais, como dizia, se serve quem ali governa como se foram seus escravos, e os traz quase todos ocupados em seus interesses, principalmente no dos tabacos, obriga-me a consciência a manifestar a V.M. os grandes pecados que por ocasião deste serviço se cometem. Primeiramente nenhum destes índios vai senão violentado e por força, e o trabalho é excessivo, e em que todos os anos morrem muitos, por ser venenosíssimo o vapor do tabaco: o rigor com que são tratados é mais que de escravos; os nomes que lhes chamam e que eles muito sentem, feiíssimos; o comer é quase nenhum; a paga tão limitada que não satisfaz a menor parte do tempo nem do trabalho; e como os tabacos se lavram sempre em terras fortes e novas, e muito distante das aldeias, estão os índios ausentes de suas mulheres, e ordinariamente eles e elas em mau estado, e os filhos sem quem os sustente, porque não têm os pais tempo para fazer suas roças, com que as aldeias estão sempre em grandíssima fome e miséria. Também assim ausentes e divididos não podem os índios ser doutrinados, e vivem sem conhecimento da fé, nem ouvem missa nem a têm para a ouvir, nem se confessam pela Quaresma, nem recebem nenhum outro sacramento, ainda na morte; e assim morrem e se vão ao Inferno, sem haver quem tenha cuidado de seus corpos nem de suas almas, sendo juntamente causa estas crueldades de que muitos índios já cristãos se ausentam de suas povoações, e se vão para a gentilidade, e de que os gentios do sertão não queiram vir para nós, temendo-se do trabalho a que os obrigam, a que eles de nenhum modo são costumados, e assim se vêm a perder as conversões e os já convertidos; e os que governam são os primeiros que se perdem, e os segundos serão os que os consentem; e isto é o que cá se faz hoje e o que se fez até agora.¿ Padre Antonio Vieira. Carta XIII. 1949 A partir desse fragmento, podemos perceber que Padre Antonio Vieira:
	
	
	
	Transforma a realidade que o cerca, para compor uma imagem literária
	
	
	Assume a noção de que o índio é um ser inferior
	
	
	Baseia-se na realidade para isolar-se dela
	
	
	Assume uma postura abstrata, afastando o texto da realidade
	
	
	Baseia-se na realidade que vive e tece um discurso de denúncia
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		5.
		O que é cultura?
	
	
	
	Trata-se de um conjunto de normas, símbolos e mitos particulares a cada indivíduo isoladamente
	
	
	Não se pode definir cultura, já que é um elemento de difícil percepção na sociedade humana
	
	
	Trata-se de um conjunto de normas, símbolos e mitos impostos a um grupo por meio da validação da vontade de poucos
	
	
	Trata-se de um conjunto de normas, símbolos e mitos que procura aceitação por um grupo
	
	
	Trata-se de um conjunto de normas, símbolos e mitos e imagens validado na aceitação e adoção por parte de um grupo
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Leia o poema abaixo, intitulado "Poema tirado de uma notícia de jornal", do poeta Manuel Bandeira e depois escolha a opção correta. 
"João Gostoso era carregador de feira-livre e morava no morro da Babilônia num barracão sem número. / Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro / Bebeu / Cantou / Dançou / Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado."
	
	
	
	O personagem João Gostoso é o alterego do autor, levando a vida que ele gostaria de levar.
	
	
	O poema dissimula as verdadeiras condições de existência do povo, idealizando-as.
	
	
	O poema não tem nenhuma relação com a realidade.
	
	
	O poema limita-se a oferecer ao leitor uma forma de entretenimento lúdico.
	
	
	O poema traz para o universo lírico e para a reflexão do leitor aspectos do real concreto.
	
Explicação:
A resposta correta é: O poema traz para o universo lírico e para a reflexão do leitor aspectos do real concreto.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		A mimese para Aristóteles, filósofo grego discípulo de Platão, era:
	
	
	
	A representação dos estados da alma.
	
	
	Imitação das aparências, por meio da qual a essência se distanciava.
	
	
	A representação das essências, uma forma de conhecimento, por meio do qual o real se revelava.
	
	
	Um simulacro que afastava o homem das verdades.
	
	
	Algo perigoso que induzia ao engano e à confusão por meio da representação das aparências.
	
Explicação:
Para Aristóteles, as artes miméticas contribuíam com o conhecimento do homem. A imitação para Aristóteles é natural ao homem, é prazerosa e também fonte de aprendizado.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		A mimese é um conceito filosófico que busca explicar o processo por meio do qual as artes se realizam. A mimese literária se dá por meio das palavras e nem sempre foi concebida de modo positivo. Platão e Aristóteles, por exemplo, divergiam, pois para Platão, a mimese era:
	
	
	
	Necessária à construção da República ideal.
	
	
	Uma forma de comunicação entre a verdade contida no mundo das ideias e as aparências do mundo sensível.
	
	
	Uma forma de representar as essências., portanto, uma forma de conhecimento
	
	
	Uma forma de representar as aparências, portanto, uma forma de conhecimento.
	
	
	Uma forma de distanciamento da verdade por se tratar de uma cópia da cópia.
	
Explicação:
A mimese platônica, ao contrário da aristotélica, considerava que a representação proposta pelos poetas distanciava o homem da verdade e do conhecimento. Por se tratar de uma cópia da cópia, ou seja, por imitar a partir do mundo das aparências.
	
	
	
	
		1.
		Assinale a opção que caracteriza acertadamente a epopeia.
	
	
	
	A epopeia assim como a écloga são composições líricas com ambientação, personagens e temática pastoril.
	
	
	A epopeia constituiu a principal forma de manifestação do gênero lírico na literatura clássica.
	
	
	A epopeia pertence ao gênero dramático.
	
	
	A comédia e a epopeia representam o povo e as classes populares de forma fiel e objetiva. 
	
	
	A epopeia é uma narrativa de caráter heroico e grandioso, que expressa os valores e a visão de mundo da classe aristocrática e guerreira.
	
Explicação:
A resposta correta é: A epopeia é uma narrativa de caráter heroico e grandioso, que expressa os valores e a visão de mundo da classe aristocrática e guerreira.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		É correto dizer que a Epopéia é
	
	
	
	uma narrativa literária, compromissada com o riso
	
	
	uma narrativa curta, com forte traço cômico.
	
	
	uma narrativa curta, extremamente objetiva
	
	
	uma narrativa longa cujo objetivo é informar
	
	
	uma narrativa longa de caráter heróico e grandioso
	
Explicação:
A epopéia constitui uma manifestação do gênero narrativo, típicada antiguidade, que conheceu na Ilíada e na Odisseia de Homero e na Eneida de Virgílio as suas principais realizações, sendo reconhecida pela narrativa longa, que versa sobre acontecimentos grandiosos e que tem como figura central um herói que encarna a visão de mundo, os valores e os anseios da coletividade.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		"No universo narrativo da epopeia, o homem não tem espaço como ser único, ou seja, como portador de uma individualidade, pois o texto épico é o espaço de representação da coletividade.". Podemos afirmar sobre esse gênero literário que:
	
	
	
	É sempre de pequena extensão, e baseava-se em assunto ainda menos significativo.
	
	
	Gira em torno de um episódio histórico menos relevante, e por isso não transcendia os limites nacionais e mesmo regionais.
	
	
	Os acontecimentos narrados, na epopeia, são históricos e situados em um passado muito distante.
	
	
	Gira em torno de um episódio histórico menos relevante, mas baseava-se em assunto ainda menos significativo.
	
	
	Os acontecimentos narrados, na epopeia, são históricos e por isso não transcendia os limites nacionais e mesmo regionais.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Assinale a alternativa que identifica corretamente a modalidade de passado que é representada na epopeia.
	
	
	
	O passado heroico distante, dos ancestrais fundadores da nação, em que se encontram os primórdios da história da nação.
	
	
	O passado recente, porque pode ser alvo de uma investigação meticulosa.
	
	
	O passado, não como tempo cronológico, mas como tempo psicológico e subjetivo.
	
	
	O passado pessoal de cada indivíduo. 
	
	
	O passado livremente reconstruído pela imaginação.
	
Explicação:
A resposta correta é: O passado heroico distante, dos ancestrais fundadores da nação, em que se encontram os primórdios da história da nação.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Sobre o herói épico, NÃO podemos afirmar que:
	
	
	
	Seja proveniente da classe escrava ou mais pobre da sociedade
	
	
	Ele reúne em si características positivas.
	
	
	Ele inspira seu povo devido à natureza de seus feitos.
	
	
	Ele é corajoso e não recua diante do perigo.
	
	
	Ele seja bem intencionado em seus atos.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Em relação à epopéia, podemos dizer que a sua força criadora está na memória e que a sua fonte é a lenda, já que:
	
	
	
	A epopéia rompe com a memória para, por conseguinte romper o paradigma do real e criar sobre o imaginário nacional
	
	
	O autor épico cuida das relações dentro do texto para que o leitor possa acompanhar o seu desenvolvimento, sem prejuízo
	
	
	O autor precisa da falta dela - do esquecimento - para criar a ficção
	
	
	A epopéia reabilita o passado ao resgatá-lo, lançando mão da memória. Não importa a experiência pessoal. O que vale é a lenda nacional
	
	
	O autor épico não pode esquecer-se da seqüência de fatos que compõem a narrativa que se confirma atemporal
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Sobre as marcas do gênero Épico clássico tradicional. É incorreto afirmar que:
	
	
	
	O herói representa e exalta sua nação.
	
	
	O herói questiona e critica os valores que exaltam a nação.
	
	
	As epopéias têm como temas recorrentes as guerras, viagens e aventuras.
	
	
	Há uma fusão entre o elemento histórico e o elemento maravilhoso.
	
	
	O herói busca A superação dos limites humanos.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		8.
		O ____________deve apresentar originalidade: Ele deve ser um modelo, suscitar a admiração ou o desgosto, o amor ou o ódio. É preciso provocar uma reação forte no íntimo do leitor(...). O personagem deve ter certa proximidade com o leitor. Para que o leitor se identifique com o personagem, deve haver características comuns e gerais, próprias de todo ser humano (amor, sensibilidade, etc.).
Marque a alternativa que contenha o vocábulo que preencha corretamente a lacuna:
	
	
	
	enredo.
	
	
	personagem
	
	
	herói
	
	
	clímax
	
	
	narrador
	
	 
		
	
		1.
		Leia o texto a seguir:
Capitães d' areia, Jorge Amado - Crianças ladronas
As aventuras sinistras dos "Capitães da Areia" - A cidade infestada por crianças que vivem do furto - urge uma providência do Juiz de Menores e do chefe de polícia - ontem houve mais um assalto Já por várias vezes o nosso jornal, que é sem dúvida o órgão das mais legítimas aspirações da população baiana, tem trazido noticias sobre a atividade criminosa dos "Capitães da Areia", nome pelo qual é conhecido o grupo de meninos assaltantes e ladrões que infestam a nossa urbe. Essas crianças que tão cedo se dedicaram à tenebrosa carreira do crime não têm moradia certa ou pelo menos a sua moradia ainda não foi localizada. Como também ainda não foi localizado o local onde escondem o produto dos seus assaltos, que se tornam diários, fazendo Jus a unia Imediata providência do Juiz de Menores e do dr. Chefe de Polícia.
http://www.culturabrasil.org/zip/capitaesdeareia.pdf
O fragmento apresentado faz parte da obra Capitães d'areia, de Jorge Amado. Após a leitura, que característica do romance, enquanto gênero literário, predomina no texto?
	
	
	
	A representação dos diversos segmentos sociais. Dentre eles, o submundo dos ladrões.
	
	
	  A representação das aventuras de alguns meninos.
   
	
	
	A representação da elite baiana.
  
	
	
	A representação da falta de habilidade da justiça brasileira, pois não consegue localizar os menores infratores.
	
	
	 A representação das inquietações daqueles que fazem parte da aristocracia baiana.
 
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Leia as afirmações que seguem:
I. O romance é uma das expressões do gênero narrativo. Trata-se de uma narrativa longa, em prosa e dividida geralmente em capítulos.
II. Podemos dizer que o romance é uma espécie de fechadura dada ao leitor, na qual ele poderá mirar a vida cotidiana das personagens, os seus conflitos íntimos e os seus pequenos dramas pessoais, familiares e amorosos. O romance também acolhe temas sociais, políticos e históricos.
III. A estrutura do romance é concisa. Tende a não apresentar conflitos secundários, mas a ser configurada em torno de um só conflito.
Assinale a alternativa que traz as afirmações corretas:
	
	
	
	Todas as afirmações estão corretas.
	
	
	Apenas I está correta.
	
	
	Apenas I e II estão corretas.
	
	
	Apenas II está correta.
	
	
	Apenas II e III estão corretas
	
Explicação:
As afirmações I e II trazem afirmações corretas sobre o gênero romance. A III, no entanto, ao apontá-lo como portador de uma estrutura concisa e ao reduzi-lo a um só conflito, coloca-o dentro de uma definição que seria própria do conto.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Enquanto a epopeia encontra-se presa ao passado e vive da memória, nutrindo-se de mitos e lendas que o resgatam, o romance:
	
	
	
	privilegia a especulação sobre o futuro, como ele pode vir ser, utópico ou distópico.
	
	
	representa o presente, os fatos atuais constituindo sua principal fonte de criação.
	
	
	está assinalado pelo embate ético.
	
	
	discute as origens remotas dos problemas atuais.
	
	
	representa o sonho, a fantasia, o universo imaginário.
	
Explicação:
A resposta correta é: representa o presente, os fatos atuais constituindo sua principal fonte de criação.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Qual é a estrutura básica do romance? Marque a alternativa que contenha os elementos dessa estrutura:
 
	
	
	
	Ação , tempo, narração (narrador) e foco narrativo ou ponto de vista do narrador.
	
	
	Ação , tempo, espaço, e crítica social ou ponto de vista do narrador.
	
	
	Ação , tempo, espaço, narração (narrador) e foco narrativo ou ponto de vista do narrador.
	
	
	Ação, foco narrativo ou ponto de vista do narrador, tempo e rima.
	
	
	Narração (narrador) e foco narrativo ou ponto de vista do narrador.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		5.
		TEXTO I
Eu amo a rua. Esse sentimento de naturezatoda íntima não vos seria revelado por mim se não julgasse, e razões não tivesse para julgar, que este amor assim absoluto e assim exagerado é partilhado por todos vós. Nós somos irmãos, nós nos sentimos parecidos e iguais; nas cidades, nas aldeias, nos povoados, não porque soframos, com a dor e os desprazeres, a lei e a polícia, mas porque nos une, nivela e agremia o amor da rua. É este mesmo o sentimento imperturbável e indissolúvel, o único que, como a própria vida, resiste às idades e às épocas. RIO, J. A alma encantadora das ruas. São Paulo: Companhia das Letras, 2008 (fragmento)
TEXTO II
 A rua dava-lhe uma força de fisionomia, mais consciência dela. Como se sentia estar no seu reino, na região em que era rainha e imperatriz. O olhar cobiçoso dos homens e o de inveja das mulheres acabavam o sentimento de sua personalidade, exaltavam-no até. Dirigiu-se para a rua do Catete com o seu passo miúdo e sólido. [...] No caminho trocou cumprimento com as raparigas pobres, ela continuou o seu caminho arrepanhando as saias que nem uma duquesaatravessando os seus domínios. BARRETO, L. Um e outro. In: Clara dos anjos. Rio de Janeiro: Ed Mérito(fragmento)
 A experiência urbana é um tema recorrente em crônicas, contos e romances do séculoXIX e do XX muitos dos quais elegem a rua para explorar essa experiência. Nos fragmentos I e II, a rua é vista, respectivamente, como lugar que:
	
	
	
	propicia o sentido de comunidade e a exibição pessoal
	
	
	promove o anonimato e a segregação social
	
	
	possibilita vínculos pessoais duradouros e encontros casuais
	
	
	desperta sensações contraditórias e desejos de reconhecimento
	
	
	favorece o cultivo da intimidade e a exposição dos dotes físicos
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		6.
		O enredo constitui um dos elementos básicos do romance e pode ser definido da seguinte forma:
	
	
	
	também conhecido como trama ou intriga, designa a forma como os acontecimentos encontram-se organizados e articulados uns aos outros ao longo da narrativa.
	
	
	refere-se às fontes consultadas pelo autor para construir a sua estória.
	
	
	é o agente da narrativa, podendo ser protagonista, antagonista ou secundário.
	
	
	também conhecido como desfecho, designa a forma como a estória termina.
	
	
	é também conhecido como foco narrativo e o narrador pode fazê-lo em primeira ou terceira pessoa.
	
Explicação:
A resposta certa é: também conhecido como trama ou intriga, designa a forma como os acontecimentos encontram-se organizados e articulados uns aos outros ao longo da narrativa.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		   Leia as afirmativas e escolha uma das opções apresentadas.
I-             No romance, o narrador é peça fundamental.
II-            O narrador fala de seu tempo, revelando a ideologia de sua época.
	
	
	
	       A afirmativa I está incorreta e a II está correta.
	
	
	       A afirmativa I está correta e a II justifica a primeira.
   
	
	
	  As afirmativas I e II estão incorretas.
	
	
	   Apenas, a afirmativa I está correta.
	
	
	  A afirmativa I está correta, mas a afirmativa II não a justifica.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Enquanto a epopeia restringe-se à representação dos valores da aristocracia, o romance:
	
	
	
	restringe-se à representação dos interesses econômicos da burguesia.
	
	
	restringe-se à representação dos interesses políticos das elites sociais.
	
	
	restringe-se à problematização das questões existenciais.
	
	
	representa e problematiza os valores de diferentes segmentos sociais.
	
	
	restringe-se à representação dos valores da igreja.
	
Explicação:
A resposta correta é: representa e problematiza os valores de diferentes segmentos sociais.