Buscar

relação etinico-raciais

Prévia do material em texto

· Pergunta 1
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	(Adap. ENEM) Cada um dos argumentos abaixo nos mostram a perspectiva daqueles que são a favor das cotas para negros nas universidades brasileiras. Assinale a única alternativa que é discordante desta opinião:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
O acesso à universidade deve basear-se em um único critério: o de mérito. Não sendo assim, a qualidade acadêmica pode ficar ameaçada por alunos despreparados. Nesse sentido, a principal luta é a de reivindicar propostas que incluam maiores investimentos na Educação Básica.
	Respostas:
	a. 
Na luta por ações afirmativas e pelo Estatuto da Igualdade Racial, defende-se muito mais do que o aumento de vagas para o trabalho e o ensino; defende-se um projeto político contra a opressão e a favor do respeito às diferenças.
	
	b. 
O acesso à universidade deve basear-se em um único critério: o de mérito. Não sendo assim, a qualidade acadêmica pode ficar ameaçada por alunos despreparados. Nesse sentido, a principal luta é a de reivindicar propostas que incluam maiores investimentos na Educação Básica.
	
	c. 
A cota não tira direitos, mas rediscute a distribuição dos bens escassos da nação até que a distribuição igualitária dos serviços públicos seja alcançada.
	
	d. 
A utilização das expressões “raça” e “racismo” pelos que defendem o sistema de cotas está relacionada ao entendimento informal, e nunca ao purismo biológico; trata-se de um conceito político aplicado ao processo social construído sobre diferenças humanas e, portanto, um construto em que grupos sociais se identificam e são identificados.
	
	e. 
As universidades públicas no Brasil sempre operaram num velado sistema de cotas para brancos afortunados, visto que a metodologia dos vestibulares acaba por beneficiar os alunos egressos das escolas particulares e dos cursinhos caros.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa B
Comentário: Para aqueles que são contra a reserva de vagas exclusivas para negros nas universidades, o argumento da meritocracia é um dos mais fortes, no sentido de que os alunos brancos, por estarem mais preparados para as concorridas provas de vestibular, seriam potencialmente alunos mais competentes nas salas de aula; logo, a entrada de negros nessas vagas, antes ocupadas por brancos, traria, para as universidades, uma queda nos padrões de qualidade de ensino, como se o vestibular fosse realmente a maneira mais democrática de oferecer acesso aos bancos universitários.
	
	
	
· Pergunta 2
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Analise o gráfico seguinte:
Todas as alternativas abaixo são válidas para a explicação dos dados apresentados, exceto:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	d. 
As diferenças regionais apresentadas no gráfico acima não mostram relação com a condição social e econômica dos afrodescendentes no Brasil.
	Respostas:
	a. 
A distribuição racial nas diversas regiões brasileiras se dá de maneira desigual, concentrando-se pretos e pardos nas regiões mais pobres do país.
	
	b. 
Nas regiões Norte e Nordeste, os brancos estão em minoria, com 23,6% e 28,8%, respectivamente.
	
	c. 
A região Nordeste é a que apresenta o maior número de pretos, e a região Sul, o menor número de pardos, em relação ao restante do país.
	
	d. 
As diferenças regionais apresentadas no gráfico acima não mostram relação com a condição social e econômica dos afrodescendentes no Brasil.
	
	e. 
Pode-se afirmar que a região Centro-Oeste é a mais próxima à média da população brasileira no quesito distribuição racial.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa D
Comentário: Existe uma relação direta entre a distribuição racial brasileira e a pobreza ou riqueza das diversas regiões do país, numa lógica que coloca nas regiões mais pobres, Norte e Nordeste, a maior concentração de pretos e pardos e, inversamente, os brancos em maioria nas regiões mais ricas, a saber, Sul e Sudeste.
	
	
	
· Pergunta 3
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	As afirmações abaixo apresentam definições adequadas para o termo “etnia”, exceto:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	e. 
Agrupamento de pessoas ou de um setor da população, com aspectos físicos comuns.
	Respostas:
	a. 
As relações sociais entre sujeitos que consideram ter uma origem comum em contraste com grupos diferentes dentro de uma sociedade abrangente.
	
	b. 
Um grupo possuidor de algum grau de coerência e solidariedade, composto por pessoas conscientes, pelo menos em forma latente, de terem origens e interesses comuns.
	
	c. 
Carrega conteúdos significativos definidos pelo sujeito a partir de suas experiências subjetivas, ou seja, suas práticas cotidianas.
	
	d. 
A atribuição étnica pode ser endógena, que parte do próprio sujeito, ou exógena, quando é atribuída por outros grupos.
	
	e. 
Agrupamento de pessoas ou de um setor da população, com aspectos físicos comuns.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa E
Comentário: O termo “etnia” não diz respeito apenas a um agrupamento de pessoas ou setor da população, mas uma agregação consciente de pessoas unidas ou proximamente relacionadas por experiências compartilhadas. Também não importam os aspectos físicos comuns, mas a origem e os interesses comuns.
	
	
	
· Pergunta 4
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	As explicações abaixo se referem ao que se definiu como “racismo científico”:
I - Ideologia construída no século XIX, que procurou diferenciar os indivíduos e grupos sociais em hierarquias, sendo uns superiores aos outros.
II - Doutrina científica que passou a definir uma ordem natural da realidade social.
III - Teoria que assume a igualdade entre todos os seres humanos, independentemente de cor, origem, gênero, idade, classe social etc.
IV - Suas explicações associam as características fisiológicas, como cor de pele, de cabelo e traços exteriores, ao status social determinado a cada grupo.
V - Vertente que trouxe para o plano da natureza a lógica e a organização dos grupos sociais.
VI - Foi uma doutrina que serviu de base para a publicação da Declaração Universal dos Direitos do Homem.
Assinale apenas as afirmações corretas:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
I, II, IV e V.
	Respostas:
	a. 
I, III, IV, V e VI.
	
	b. 
I, II, IV e V.
	
	c. 
I, II, III, IV e V.
	
	d. 
III e VI.
	
	e. 
III, IV, V e VI.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa B
Comentário: O racismo científico não concebe a vida social enquanto uma realidade igualitária, mas, ao contrário, como uma diferenciação hierarquizada dos grupos sociais. Uma das intenções desses estudos racialistas era provocar uma "naturalização" da organização social vigente, procurando associar a características biológicas (do campo da natureza, portanto), o lugar social estabelecido para brancos e negros, burgueses e proletariados, ricos e pobres, enfim, aos segmentos sociais presentes nas sociedades europeia e brasileira do século XIX. A Declaração Universal dos Direitos do Homem foi publicada em 1948 pela ONU (Organização das Nações Unidas) como uma resposta contra as ideologias racistas do século XIX.
	
	
	
· Pergunta 5
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Assinale a alternativa que não apresenta uma justificativa válida para a importância dos movimentos negros no Brasil:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	e. 
Os negros aceitaram passivamente sua escravidão, não havendo registros na história sobre a organização de movimentos negros ao longo da história colonial, imperial e republicana brasileira.
	Respostas:
	a. 
O fato da abolição da escravidão ter sido apenas uma formalidade legal de grupos conservadores e poderosos não deu aos negros o acesso real aos direitos fundamentais, como emprego, saúde e educação.
	
	b. 
Os negros precisaram garantir, após a abolição, por meio de um longo processo de luta e movimentos sociais intensos, a construção da igualdade de fato.
	
	c. 
Os quilombos podem ser considerados um dos principais movimentos negros no Brasil.
	
	d. 
A movimentação, a reação e a resistência que fazem parte da história do negro brasileiro foram essenciais na implantação de ações afirmativaspara as populações afrodescendentes no país.
	
	e. 
Os negros aceitaram passivamente sua escravidão, não havendo registros na história sobre a organização de movimentos negros ao longo da história colonial, imperial e republicana brasileira.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa E
Comentário: Os negros nunca apresentaram uma postura passiva diante de sua escravização. Apesar dos inúmeros movimentos negros ocorridos ao longo da história do Brasil terem sido, muitas vezes, "apagados" de nossos livros, o fato é que foram esses movimentos que forçaram a aprovação de várias leis antirracistas em vigor atualmente no Brasil.
	
	
	
· Pergunta 6
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Com relação à abordagem do termo “raça” sob uma perspectiva política, podemos dizer que:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
Trata-se do uso que a comunidade militante afrodescendente faz desse termo na luta por seus direitos e contra toda forma de discriminação e racismo.
	Respostas:
	a. 
Trata-se do uso que a comunidade militante afrodescendente faz desse termo na luta por seus direitos e contra toda forma de discriminação e racismo.
	
	b. 
Diz respeito aos aspectos físicos, à aparência exterior herdada e transmitida hereditariamente pelos grupos sociais.
	
	c. 
Diz respeito às cotas separadas para os afrodescendentes, a partir da aprovação do Estatuto da Igualdade Racial no Brasil.
	
	d. 
Segundo o que estudamos em nossa disciplina, não podemos utilizar o termo “raça” em hipótese alguma, pois raças humanas não existem.
	
	e. 
Quando utilizamos o termo “raça”, estamos sendo racistas.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa A
Comentário: A abordagem política do termo “raça” enfatiza as circunstâncias em que tal conceito é utilizado, se positiva ou negativamente, daí o uso político do termo pelo movimento negro para definir os anseios e as lutas dos negros na sociedade brasileira.
	
	
	
· Pergunta 7
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	O ano de 2011 foi definido como Ano Internacional dos Afrodescendentes pela Organização das Nações Unidas (ONU). Qual foi considerada uma das principais intenções para esse lançamento, segundo o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, opinião amplamente divulgada pela grande mídia?
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
Despertar, na comunidade internacional, o interesse em ampliar os direitos fundamentais aos afrodescendentes.
	Respostas:
	a. 
Desconstruir o mito da democracia racial no Brasil.
	
	b. 
Despertar, na comunidade internacional, o interesse em ampliar os direitos fundamentais aos afrodescendentes.
	
	c. 
Combater toda forma de apartheid nos países africanos.
	
	d. 
Promover um debate entre os países desenvolvidos sobre as diversas formas de racismo presentes nas relações sociais.
	
	e. 
Fazer um levantamento estatístico em âmbito mundial sobre a condição social e econômica dos afrodescendentes.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa B
Comentário: O interesse da ONU nesse tipo de iniciativa é ampliar o acesso da população afrodescendente aos direitos fundamentais, como saúde, educação, moradia, saneamento, isonomia salarial etc., direitos esses que, muitas vezes, lhes são sistematicamente negados em qualquer país do mundo.
	
	
	
· Pergunta 8
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	O livro “Casa Grande e Senzala”, de Gilberto Freire, proporcionou um novo entendimento do processo de miscigenação no Brasil, desenvolvendo o conceito do mito da democracia racial, em que:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
A miscigenação toma contornos positivos, com ênfase nas qualidades do povo brasileiro.
	Respostas:
	a. 
A miscigenação toma contornos positivos, com ênfase nas qualidades do povo brasileiro.
	
	b. 
É confirmado o pensamento eugenista de que a miscigenação tornou o Brasil um país sem possibilidade de progresso.
	
	c. 
A segregação seria uma política pública adequada para um país miscigenado.
	
	d. 
A democracia política e social garantiria a promoção da igualdade racial.
	
	e. 
Negros e brancos teriam os mesmos direitos sociais, sendo excluídos os índios, pela especificidade de articulação desta população.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa correta A.
Comentário: O mito da democracia racial desencadeou um pensamento positivo do processo de miscigenação no Brasil, em decorrência das influências dos grupos étnicos, na cultura, na alimentação e nos hábitos da população brasileira. Desta forma o mito da democracia racial desmistificou a ideologia eugenista e sua defesa da manutenção do branqueamento.
	
	
	
· Pergunta 9
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Os principais aspectos que definem a identidade étnica são:
I - atribuição categorial exógena ou endógena;
II - dimensão relacional e de fronteira;
III - ancestralidade;
IV - símbolos identitários comuns;
V - realce ou saliência conforme a interação social;
VI - essência e substancialidade.   
Assinale apenas as afirmações corretas:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c. 
I, II, III, IV e V.
	Respostas:
	a. 
I, III, IV, V e VI.
	
	b. 
II, III, IV e V.
	
	c. 
I, II, III, IV e V.
	
	d. 
I, II, III, IV e VI.
	
	e. 
III, IV, V e VI.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa C
Comentário: A afirmação VI está incorreta, pois a identidade étnica não pode ser compreendida de maneira estática, como se o grupo étnico possuísse uma essência ou uma substância essencial, fixa e imutável; essa definição é dinâmica, processual e se refaz à medida que novas inter-relações acontecem entre os sujeitos.
	
	
	
· Pergunta 10
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Todas as afirmações abaixo apresentam justificativas que explicam por que o termo “raça” não pode ser compreendido segundo uma perspectiva biológica, exceto:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	d. 
Todas as raças humanas devem ser respeitadas e merecem tratamento específico da lei.
	Respostas:
	a. 
Segundo os estudos mais recentes da genética, não existem raças – somos uma única raça humana.
	
	b. 
A explicação dada pela biologia para o termo “raça” faz parte das concepções construídas pelo chamado “racismo científico” durante o século XIX.
	
	c. 
Não se pode atribuir características determinadas pela natureza a aspectos que são resultados de um processo cultural.
	
	d. 
Todas as raças humanas devem ser respeitadas e merecem tratamento específico da lei.
	
	e. 
A perspectiva racialista pressupõe uma hierarquização entre as diferentes raças, o que é inconcebível para qualquer área do conhecimento.
	Comentário da resposta:
	Resposta: Alternativa D
Comentário: Se estamos afirmando que as raças humanas não existem, a afirmação contida na alternativa "d" apresenta uma contradição, visto que somos uma única raça humana.

Continue navegando