Buscar

RESUMO 7

Prévia do material em texto

RESUMO
 LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR
O ligamento cicatriza sozinho?
O ligamento cruzado anterior (LCA) é um dos principais ligamentos estabilizadores do joelho. É uma estrutura forte localizada no centro do joelho que vai do fêmur (osso da coxa) até a tíbia(osso da perna). Ele é responsável principalmente pelo controle dos movimentos de rotação do joelho e também é o principal restritor que impede que a tíbia desloque para frente em relação ao Fêmur. Infelizmente, quando este ligamento é lesionado, ele não cicatriza sozinho no local correto, o que na maioria das vezes leva à sensação de instabilidade e insegurança no joelho.
A reconstrução do LCA é um procedimento cirúrgico comumente realizado e, com os recentes avanços na cirurgia vídeo-artroscópica, pode ser realizada com incisões menores e com baixas taxas de complicações.
Lesão
O ligamento cruzado anterior é o mais frequentemente lesado no joelho. A ruptura deste ligamento geralmente ocorre com a rotação do joelho, principalmente em movimentos de mudança de direção e desaceleração. Sendo bastante frequente em atividades esportivas como o futebol, handebol, basquete e esqui entre outras. Ocorrem muitas vezes sem a necessidade do impacto ou colisão com outra pessoa, sendo apenas decorrentes da torção do joelho.
Com frequência, outras estruturas como o menisco, cartilagem ou outros ligamentos também podem ser danificadas ao mesmo tempo e isso exige uma avaliação cuidadosa.
Sintomas
No  momento da lesão pode existir uma dor importante e até a sensação de um estalido. O joelho pode inchar bastante logo após a torção e na maioria das vezes é necessário abandonar a partida ou atividade que estava realizando.
Apesar da dor mais intensa no momento da lesão, essa tende a reduzir após uma ou duas semanas com uso de anti-inflamatórios, gelo e fisioterapia. O retorno às atividades esportivas não é recomendada sem indicação médica e é comum notar momentos de falseio, com insegurança do joelho, principalmente ao girar sobre o mesmo. A tentativa de voltar a atividades esportivas pode gerar novos entorses pela falta de estabilidade do joelho e outras lesões que não estavam presentes no momento inicial.
Diagnóstico
O diagnóstico pode ser feito com a história e o exame físico, que revela instabilidade do joelho. Algumas vezes, se o paciente estiver com muita dor no joelho machucado pode prejudicar a avaliação da estabilidade do joelho pelo exame manual. O exame de  ressonância magnética é útil para confirmar o diagnóstico, bem como procurar por danos em outras estruturas dentro do joelho.
Tratamento
Curto prazo (após o trauma assim que possível)
	Repouso
	Gelo
	Fisioterapia
Longo prazo
Nem todos que tem uma lesão do ligamento cruzado anterior precisam de cirurgia. Algumas pessoas podem compensar o ligamento lesionado com exercícios de fortalecimento. Porém, a maioria das pessoas irá se beneficiar da cirurgia para melhorar a estabilidade do joelho, conseguindo voltar às atividades normais e reduzindo o risco de novas lesões do joelho. Isso depende de diversos fatores que devem ser discutidos com seu médico para tomada de uma decisão individualizada.
Cirurgia
As técnicas cirúrgicas melhoraram significativamente na última década. A recuperação é mais rápida e as complicações raras.
A cirurgia é realizada através de vídeo-artroscopia. O ligamento rompido é reconstruído como uma nova estrutura feita a partir de um tendão (enxerto). Os tendões mais utilizados para reconstrução do LCA são os tendões grácil e semitendíneo, tendão patelar e o tendão quadricipital. Existe uma grande gama de detalhes técnicos que podem variar e devem ser discutidos de forma individualizada para cada caso.
Reabilitação
Fisioterapia é uma parte integrante do tratamento e é recomendado para começar o mais cedo possível.
Em geral, o paciente utiliza muletas por aproximadamente 3 semanas e permite-se o retorno à corrida entre 3 e 4 meses. O retorno às atividades esportivas de forma integral sem limitações depende de uma boa reabilitação e geralmente demora no mínimo 6 meses, porém com ótimos resultados. A reabilitação será supervisionada por um fisioterapeuta e envolverá atividades como bicicleta ergométrica, natação, exercícios proprioceptivos e fortalecimento muscular. Sem uma fisioterapia adequada o resultado pode ser comprometido.

Continue navegando