Buscar

Educação das Relações Étnicos Raciais

Prévia do material em texto

UNAMA- Universidade da Amazônia 
Pedagogia 
 
Educação das Relações Étnicos – Raciais 
 
 Professor Executor: Luiz Felipe de Queiroga Aguiar 
 Josivania Maria Alves 
 Nome do Tutor: Alcides Marttorely de Santana 
 Ana Paula Ferreira Mendes 
 Aluna: Poliane Morais Noronha 
 Matricula: 04097013 
 
 
Teresa é uma professora com bastante experiencia e que sempre foi visível às 
questões da inclusão e das problemáticas sociais, ela tomou por base as Leis de nº 
10.693 de 9 de janeiro de 2003 e a Lei nº 11.645 de 10 de março de 2008 que 
estabelece as diretrizes da educação nacional a obrigatoriedade da temática “História 
e Cultura Afro-brasileira e Indígena”, para organizar um projeto interdisciplinar. Esse 
projeto de intervenção visa trabalhar o tema: Jogos e Brincadeiras Afro-Brasileira e 
indígena, e o objetivo geral é: Explorar a cultura e a origem dos povos Afro e Indígena 
no Brasil. 
Considerando que a dança é um elemento importante na cultura afro-
brasileira e indígena, mas que outros aspectos culturais também devem ser 
considerados, sugere-se a utilização de brincadeiras e jogos de raízes africanas e 
indígenas como atividade de abertura, seguindo a proposta do tex to para 
pesqu isa, pode-se ap l i car, por exemp lo, o j ogo da onça, de o r igem 
indígena. Nesse jogo, um participante é escolhido para ser a onça, 
enquanto os dema is se d iv idem em grupos e se escondem na f lo res ta. 
O ob jet ivo da onça é encontrar e capturar as presas, que devem fugir e se 
proteger. Esse jogo, além de se r d ive r t i do e es t imu lante para as cr ianças, 
p romov e o conhec imento sobre acultura indígena e a relação com 
a natureza. Outra opção é o jogo da capoeira, de or igem af ro -bras i l e i r a . 
Nesse jogo , os par t i c ipantes se mov imentam ao som de instrumentos 
musicais e de palmas, representando uma luta corporal estilizada. 
 Além de trabalhar o ritmo e a coordenação motora, o jogo da capoeira apresenta 
aspectos da cultura afro-brasileira e da história da resistência dos escravos. 
Em resumo, a utilização de jogos e brincadeiras de raízes africanas e 
indígenas pode ser uma forma lúdica e eficaz de introduzir a temática de 
História e Cultura Afro-brasileira e Indígena do ano letivo. 
 Essa aplicação didática permite que as crianças explorem o elemento cultural de 
forma envolvente, promovendo a criatividade, o conhecimento, a sensibilidade cultural 
e a aprendizagem significativa. 
 Além disso, é uma oportunidade para estabelecer uma conexão entre a sala de 
aula e a comunidade, valorizando as tradições locais e estimulando a participação 
ativa dos alunos no processo de ensino-aprendizagem. 
 
Referências 
SANTOS, Santa Marli P. dos. Os jogos, brinquedos e dinâmicas – 
Metodologia lúdico vivencial, coletânea de jogos, brinquedos e dinâmicas. 3 ed. – 
Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. 
SANTOS, Santa Marli Pirez dos. (Org). O lúdico na formação do educador. 
Petrópolis: Vozes, 1997. 
MARANHÃO, Fabiano. Jogos africanos e afro-brasileiros nas aulas de 
Educação Física: processos educativos das relações étnico-raciais. São Carlos: 
UFSCar, 2009.

Continue navegando