Buscar

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
ASPECTOS HISTÓRICOS DA PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PARTE 2:
Entre 1800 a 1900.
Os avanços da sociedade industrializada, das ciências apoiadas pelos modelos científicos, dos modos de produção do trabalho e suas implicações sobre a educação e a família refletem na necessidade de se compreender melhor a essência do comportamento psíquico do sujeito.
O modelo dualista da ciência da época produz uma cisão entre a filosofia e a biologia, influenciando o surgimento da ciência do comportamento humano: Psicologia.
PARTE 3: Primeiras possibilidades de compreensão do desenvolvimento mental ( Séc. XIX)
FUNCIONALISMO
· Ponto central está na ação ou na conduta humana.
· Como a mente funciona no meio em que se insere.
ASSOCIACIONISMO
Nós vamos ver a relação entre o sujeito e o meio (reforça nosso comportamento: como somos incentivados). Sendo que o meio é o determinador dos modelos.
É o controle sobre o meio e os efeitos que reforça a conduta e a forma de agir de cada sujeito.
· Comportamento é moderado pelo ambiente (meio).
· Leis do condicionamento (efeito, exercício disposição).
ESTRUTURALISMO
Onde a relação cérebro X mente, passa a atuar. Esses processos começam a surgir no âmbito da percepção, da memória e pensamento. Que são processos mentais decorrentes da estrutura, da qual habita a relação cérebro x mente. 
· O conceito de MENTE.
· A base da mente são seus processos elementares.
Estudaram a psicologia no, as principais fontes dessa teoria está no século XIX:
· FUNCIONALISMO, 
· AMBIENTALISMO 
· ESTRUTALISMO
Vendo elas se transformarem em processo científicos e fundados, para o entendimento, o que é psicologia.
PARTE 4: CORRENTES TEÓRICAS DA PSICOLOGIA DO SÉCULO XX
Primeiras possibilidades de compreensão do desenvolvimento mental (Séc. XX)
INATISMO
· Ponto central está na ação humana inata.
· O funcionamento da mente pronto desde o nascimento.
COMPORTAMENTALISMO (Behavorismo)
· Comportamento é modelado pelo ambiente.
· Leis do condicionamento (efeito, exercício, disposição)
GESTALT
· Integridade da mente.
· O todo é maior que soma de todas as suas partes.
PARTE 5: CORRENTE TEÓRICA DA PSICOLOGIA VOLTADA PARA OS ESTUDOS DO INCONSCIENTE E DA AFETIVIDADE.
Na busca da compreensão das relações geradas da psique humana, os debates entre razão e emoção, afeto e cognição possibilitam o surgimento de abordagens onde estes conteúdos se interligam.
Freud e Erikson são alguns desses estudiosos.
PARTE 6: CORRENTES TEÓRICAS DA PSICOLOGIA VOLTADAS PARA AS INTERAÇÕES SOCIAIS.
A psicologia da infância proporcionando um novo olhar sobre o desenvolvimento (Séc. XX)
Sociointeracionismo de Wallon (Francês)
· Ponto central está na alternância afetivo-cognitiva.
· A criança é um ser biologicamente social desde o nascimento.
Teoria histórico-cultural de Vygotsky (Russo)
· O humano atua sobre o meio, transforma-o, transforma a si e o outro ser.
· Apropriação da produção humana historicamente produzida pelo indivíduo.
· 
Construtivismo Piagetiano
· O sujeito constrói sua mente em um processo ativo e adaptativo com os objetos.
· A mente está em constante processo de equilíbrio.
A ciência do desenvolvimento mental no século XXI Ciência e tecnologia
O processamento da informação
· Ponto central está na maneira com que o cérebro processa as informações.
· O funcionamento da mente baseia-se em processos simbólicos. 
Gardner e as múltiplas inteligências
· A mente é local de múltiplas inteligências.
· Sistema de funcionamento individual mas integrado ao todo.
A resolução de problemas e a inteligência.
· Inteligência adaptativa e as experiências sociais.
· Relação entre o interno e o externo.
O princípio de que o ser humano não é um sujeito acabado ao nascimento: ele se constitui ao longo de seu desenvolvimento e de maneira tão peculiar e única que exige um estudo organizado, para serem conhecidas as formas e as condições em que um sujeito vai se formando ao longo de sua vida.
Parte 1: Vydgotsky: vida e obra
Podemos dizer que cada homem aprende a ser um homem. O que a natureza lhe d[a quando nasce não lhe basta para viver na sociedade. é lhe preciso ainda entrar em relação com os fenômenos do mundo circundante, através de outros homens, isto é, num processo de comunicação com eles. (Leontiv, 1977.)
Psicologia Sócio-histórica
· Vygotski( 1896, Orsha)
· Educação judaica
· Gomel
· Governo czarista: Território de Assentamento (massacres, segregação)
· Interesse em filosofia, poesia e teatro
· Cota para admissão de judeus no ensino superior.
· Universidade de Moscou: Meducuba e Direito
· História e Filosofia (Universidade do Povo de Shanjavsky)
· Dissertação de mestrado - Hamlet
· Leitura de obras psicológicas internacionais
· 1917 - Conclusão de estudos universitários
· 1917-1924 – Gomel
· Laboratório psicológico
· 1920 - guerra cívil, tuberculose
· 1924 - Instituto de Psicologia Experimental de Kornilov, Moscou
· Educação de crianças surdas e cegas
· 1925 - Psicologia da arte
· 1926 - Psicologia pedagógica
· 1927 - 1934 Várias outras publicações disponíveis em:
· Em 1924, Vygotsky mudou-se para Moscou, trabalhando primeiro no Instituto de Estudos das Deficiências, por ele criado.
· Ao mesmo tempo, dirigiu um departamento de educação de crianças deficiente físicas e retardadas mentais, em Narcompros (Comitês Populares de Educação), além de dar cursos na Academia Krupskaya de Educação Comunista, na Segunda Universidade Estadual de Moscou (posteriormente chamada de Instituto Pedagógico Estadual de Moscou) e no Instituto Pedagógico Hertzen, em Leningrado.
· Entre 1925 e 1934, Vygotsky reuniu em torno de si um grande grupo de jovens cientistas, que trabalhavam nas áreas da psicologia e no estudo das anormalidades físicas e mentais.
· Simultaneamente, o interesse pela medicina levou Vygotsky a fazer o curso de medicina, primeiro no Instituto Médico, em Moscou, e posteriormente em Kharkov, onde também deu um curso de psicologia na Academia de Psiconeurologia da Ucrânia.
· Um pouco antes de sua morte, Vygotsky foi convidado para dirigir o departamento de psicologia no Instituto Soviético de Medicina Experimental.
· Morreu de tuberculose em 11 de junho de 1934.
· Laboratório psicológico
· 1920 - guerra cívil, tuberculose
· 1924 - Instituto de Psicologia Experimentak de Kornilov, Moscou
· Educação de crianças surdas e cegas
· 1925 - Psicologia da arte
· 1926 - Psicologia pedagógica
· 1927 – 1934(ele faleceu, com 38 anos )
VÝGOTSKYE A SUA VISÃO DA REALIDADE
· A Psicologia materialista procurava entender os fenômenos e o psiquismo humano a partir da interação dos aspectos biológicos e sociais no desenvolvimento
· O homem, em uma relação dialética, era ao mesmo tempo produto e produtor das relações sociais
· Propõe a superação do modo dualista de ver a realidade para colocar a realidade em movimento com as condições de vida concreta da sociedade.
BAES EPISTEMOLÓGICAS DE VYGOTSKY
Existe um ciclo de produção, essa produção produz objetos e beneficia o social, de maneira racional.
PRODUÇÃO=OBJETOS=SOCIAL=RACIONAL
Sobre as bases marxistas se assentam os princípios da sua visão acerca da construção de uma ciência psicológica
· os fenômenos devem ser estudados em permanente transformação;
Exemplo: Desenvolvimento humano(baseadas a símbolos conceituais) e tecnologia educativa (EAD, internet).
· ao transformar a natureza com a sua atividade, o homem transforma também a si mesmo;
Exemplo: As formas como nosso memória e raciocínio são modificados pelo uso do computador (escrita), calculadora, celular, etc.
· o conhecimento(estudo, formação de conceitos é bem diferente de lembrar e compreender) (TV =CONSUMO =CONSUMO DE COMPRA, a partir do modo de produção))só pode ser construído a partir da essência dos fenômenos e não da aparência, ou seja, é preciso conhecer sua gênese;
Exemplo: As formas modernas de vida produzem uma reestruturação da atividade da família, a saber tem-se a sensação de ser mais rápidos nos resultados mas nos torna menos pacientes com o tempo.
· a consciência é determinadapelo modo de vida concreto dos sujeitos.
Exemplo A vida moderna se traduz na rapidez e superficialidade dos fenômenos, assim, temos voltado a pensar em formas de vida menos agitadas ligadas ao natural e cultural
Trabalho (objetos de instrumentos) humano transforma a natureza, os homens e a nós mesmos.
Tecnologias instrumentais > Novos códigos simbólicos > Funcionamento cognitivo mais elaborado.
Portanto, pode-se verificar que a forma da criança adquirir conhecimento e consciência é através da participação ativa nos elementos simbólicos da sociedade.
A linguagem faz com que a criança aprenda a pensar e falar conforme a sua cultura. O pensamento e a linguagem são construídos nas interações com os outros sociais e pela imitação.
TRABALHO- PRODUÇÃO > TRANSMITIDA - FORMAR PESSOAS QUE SAIBAM PRODUZIR E UTILIZAR O CONHECIMENTO. Para que formem novas pessoas com saber, sobre a vida. Não repetindo o certo e o errado de forma impensado (ignorante).
O PROCESSO DE HUMANIZAÇÃO
Segundo Vygotsky, existem alguns traços característicos do comportamento humano:
· qualquer comportamento de um animal conserva uma ligação direta(o que se vê e o que se sente) com os motivos biológicos;
· o comportamento humano não é determinado por estímulos imediatos;
· existem diferenças nas fontes do comportamento do homem e do animal.
Para Vygotsky,
"o sistema de atividade da criança(transformando no ser adulto) é determinado em cada estágio específico, tanto pelo seu grau de desenvolvimento orgânico quanto pelo grau e domínio no uso de instrumentos(cultural)" (1988, p.23)
Dessa maneira, o desenvolvimento da criança depende tanto da sua maturação biológico como da sua maturação intelectual.
PARTE 1: A CULTURA
PARTE 2: SIGNIFICAÇÃO
A FUNÇÃO DO INSTRUMENTO, DO SÍMBOLO E DA LINGUAGEM NO DESENVOLVIMENTO HUMANO
Brinquedo: é a criação para uma ideia. Objeto terá forma, cor, tamanho. Essas 3 relações vão estimular a criança. Ela vai sentir, perceber, as características desses objetos. E terá a sua atenção. Para estimular as funções psicológicas dessa criança. 
Um dos aspectos centrais na produção da Psicologia histórico-cultural envolve as formas tipicamente humanas de atividade que estão relacionadas a um processo criativo e transformador da realidade cultural.
A cultura e a criação de objetos culturais são as marcas dessa transformação.
BRINQUEDO é o objeto
BRINCADEIRA é uma atividade
BRINQUEDO não brinca
O que faz com o que as crianças se apropriem das formas humanas. é a atividade da brincadeira, não o objeto.
A brincadeira e um instrumento da cultura.
valendo-se do conhecimento dessa imaturidade, cria objetos com a intenção de estimular essas habilidades à medida que a criança domina seus movimentos corporais. Ou seja, os objetos culturais têm como principal função o estímulo às áreas cerebrais para que elas possam se desenvolver.
Interagindo com esses objetos, a criança sente e percebe suas formas, e essa atividade gera satisfação nela e no adulto que a estimula na interação da continuidade desse processo dinâmico.
A cultura, sabendo e valendo-se do conhecimento dessa imaturidade, cria objetos com a intenção de estimular essas habilidades à medida que a criança domina seus movimentos corporais. Ou seja, os objetos culturais têm como principal função o estímulo às áreas cerebrais para que eles possam se desenvolver.
Interagindo com esses objetos, a criança sente e percebe suas formas, e essa atividade gera satisfação nela e no adulto que a estimula na interação da continuidade desse processo dinâmico.
PARTE 1: A FUNÇÃO INSTRUMENTAL
Função Instrumental
· os objetos e as relações são fortalecidos por desafios gradativamente mais elaborados, causando o avanço do desenvolvimento infantil.
· os objetos novos apresentados crescem em complexidade e desafio aos processos cognitivos da criança.
· Esses instrumentos de estimulação levam a criança a construir formas mais elaboradas de atividade e a isso chamamos inteligência prática.
O papel da Linguagem no desenvolvimento
· A criança fará uso da linguagem como um instrumento de socialização e constituição de um modo de agir cada vez mais próximo do modo de agir dos adultos colocados em sua volta
· Esse processo dinâmico e não repetitivo estimula e atrai o desenvolvimento intelectual e social para a participação social.
PARTE 2: O PAPEL DA LINGUAGEM E DA FALA NO DESENVOLVIMENTO HUMANO
· Enquanto fala e interage com os objetos, a criança vai construindo representações entre essas funções, até que possa comunicar por si mesma o que está querendo e agindo.
· O momento em que ela produz a sua própria linguagem é caracterizado por Vygotsky como o mais importante na história do seu desenvolvimento cognitivo
"O momento de maior significação no curso do desenvolvimento intelectual, que dá origem às formas puramente humanas de inteligência prática e abstrata, acontece quando a fala e a atividade prática, então duas linhas completamente independentes de desenvolvimento, convergem. "
A FORMAÇÃO DE CONCEITOS ELEMENTARES
Para a criança construir os conceitos sobre o mundo ao seu redor, ela precisa interagir com esse mundo e suas representações. O ambiente que cerca a criança foi construído historicamente e é conceituado. Os homens, ao organizarem as cidades, as casas, seus espaços e costumes, foram organizando a sociedade em categorias e realizando agrupamentos.
PARTE 1: OS SUJEITOS DE INTERAÇÃO COMO MEDIADORES DE CONCEITOS
A criança vai construindo significados a partir das interações mediadas pelos adultos. Com o tempo, a criança passa a utilizar-se de gestos e palavras para se fazer compreender e também para controlar as suas próprias ações. A mediação passa a ocorrer, portanto, não somente de forma externa, mas internamente, pois a criança, ao controlar as suas ações, está regulando os seus comportamentos através da utilização dos significados apropriados dos gestos e palavras.
PARTE 2: A TOMADA DE CONSCIÊNCIA PELA CRIANÇA DA ORGANIZAÇÃO SOCIAL
O conceito de zona de desenvolvimento próximo, com o qual Vygotsky procurou demonstrar quem para haver uma apropriação da palavra e de seu significado, o adulto, detentor dos saberes culturais, deverá se aproximar dos significados já construídos pela criança, mediando para além, de onde ela está, mas de modo que ele possa alcançar se o conceito trazido estiver contextualizado com a realidade da criança: "o aprendizado humano pressupõe uma natureza social específica e um processo do qual a criança penetra na vida intelectual daqueles que o cercam" (1994, p.115).
PARTE 3: O PAPEL DA LINGUAGEM NA ESTRUTURAÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL
O processo de desenvolvimento caracteriza-se como o domínio do uso de instrumentos e a combinação de instrumentos e signos para realização da atividade psicológica.
Quando é pequena, a criança usa os instrumentos para resolver os problemas. à medida que ela vai crescendo, as operações vão mudando. A operação das atividades começa a ser mediada pelos signos que vão sendo internalizados. A criança vai aperfeiçoando sua linguagem, seus métodos de memorização na construção de conceitos.
A FORMAÇÃO DE CONCEITOS CIENTÍFICOS
PARTE 1: O PAPEL DA ESCOLA E OS CONCEITOS CIENTÍFICOS
A humanidade gerou ações, elaborou instrumentos e a linguagem, ao longo da história, para uma melhor organização do meio. Conhecer os processos que os homens utilizaram para a construção dos seus saberes, desde os mais elementares até os mais complexos é uma maneira de entender o funcionamento da mente humana e do modo de construção dos conhecimentos científicos.
O DESENVOLVIMENTO MENTAL SEGUNDO PIAGET
PARTE 1: INTRODUÇÃO
Vamos estudar sua obre a partir de três aspectos:
· a produção histórica de seu pensamento, buscando uma fundamentação epistemológica sobre o sujeito, dessa forma criando um profundo estudo sobre o desenvolvimento mental desde a infância até a idade adulta;
· a maneira como essas etapas (da infância até a idade adulta) estão estruturadas e de que forma esse desenvolvimento é construído pelo individuo;
· os principaisconceitos pertinentes à teoria piagetiana e como esses conceitos levam à construção de um referencial teórico de caráter epistemológico.
PARTE 2: O modelo Piagetiano
Metodologia investigativa: Método clínico.
Conceitos Básicos
· Ação é a fonte do conhecimento
· Relativismo genético
· Dialética da equilibração

Continue navegando