Buscar

ISS

Prévia do material em texto

O ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) é um tributo municipal previsto no art. 156, III, da Constituição Federal e regulamentado mais especificamente pela Lei Complementar nº 116/2003. Ele incide sobre ao fato gerador que é a prestação de serviços de diversas naturezas, e no município de Belém com fato gerador a prestação, por empresa ou profissional autônomo, com ou sem estabelecimento fixo, como por exemplo serviços de plano de saúde, limpeza e drenagem de portos, administração de fundos mútuos, entre outros previstos no art. 21 da Lei Municipal 7.056/77.
Em Belém do Pará, o ISS é arrecadado pela Secretaria Municipal de Finanças (SEFIN). Ressalta-se que no município de Belém, conforme o art. 29, § 1º, da supramencionada lei, a responsabilidade pela retenção na fonte e recolhimento do ISSQN, excluídas as pessoas físicas, é atribuída a todas as pessoas referidas no art. 29, inc. I a XIII, estabelecidas no Município, compreendendo qualquer de seus estabelecimentos, , mesmo as que gozem de isenção ou imunidade, inclusive os órgãos, empresas e entidades da Administração Pública Direta e Indireta, as empresas individuais, os condomínios, as associações, sindicatos e cartórios notariais e de registro. 
Outrossim, esse imposto é devido anualmente sobre a prestação dos serviços constantes de lista específica (Art. 21 da Lei 7.056/77), ainda que tais serviços não se constituam como atividade preponderante do prestador. A alíquota do ISS utilizada em Belém é de 5%. 
Ressalta-se que no município de Belém, conforme o art. 29, § 1º, da supramencionada lei, a responsabilidade pela retenção na fonte e recolhimento do ISSQN, excluídas as pessoas físicas, é atribuída a todas as pessoas referidas no art. 29, inc. I a XIII, estabelecidas no Município, compreendendo qualquer de seus estabelecimentos, , mesmo as que gozem de isenção ou imunidade, inclusive os órgãos, empresas e entidades da Administração Pública Direta e Indireta, as empresas individuais, os condomínios, as associações, sindicatos e cartórios notariais e de registro. 
Ademais, o ISSQN Pessoa Jurídica (ISS/PJ) é retido na fonte pagadora, nos termos da legislação vigente, sendo recolhido, em favor da Fazenda Municipal, a cada dia 10 do mês subsequente ao pagamento, crédito, remessa ou entrega à retenção.
O ISSQN Pessoa Física (ISS/PF) é lançado anualmente e, normalmente, tem seu calendário de pagamento a partir de abril, fixado pelo calendário fiscal publicado pela Sefin.
No que se refere à isenção do Imposto de Sobre Serviço de Qualquer natureza, tem-se os seguintes isentos previstos na Lei 7.933/98, veja-se:
1. Ambulantes, feirantes e os permissionários de mercados (autorizados pela Prefeitura de Belém),
2. Órgãos de classe,
3. Associações culturais, esportivas ou recreativas e entidades religiosas,
4. Associações filantrópicas,
5. Artista, artífice ou artesão que exerça a atividade na própria residência,
6. Atividades teatrais, inclusive concertos e recitais,
7. Exposições de arte e cultura, espetáculos de circo (em caráter temporário), as competições esportivas, de destreza física ou intelectual (em caráter não profissional) - Redação atribuída pelo Art. 6º da Lei 8.491/2005.
8. Entidades educacionais, com pelo menos 10% de suas matrículas para concessão de bolsas de estudo integrais a estudantes, através de convênio com a Secretaria de Educação Municipal,
9. Profissionais autônomos, que tenham iniciado suas atividades a menos de três anos.
Conclui-se, portanto, o ISS é essencial para financiar serviços públicos locais, como saúde, educação e infraestrutura. Sua análise pode destacar a relevância do imposto para o equilíbrio financeiro das prefeituras.

Continue navegando

Outros materiais