Buscar

39 Revisão Reais P2 - Direito do promitente comprador

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Revisão Reais P2
· Direito do promitente comprador
Art. 1417/CC. Mediante promessa de compra e venda, em que se não pactuou arrependimento, celebrada por instrumento público ou particular, e registrada no Cartório de Registro de Imóveis, adquire o promitente comprador direito real à aquisição do imóvel.
Trata-se de uma espécie de contrato preliminar, bilateral, pelo qual as partes, ou uma delas, compromete(m)-se a realização de um contrato definido de compra e venda, ou seja, ele deixa evidente que os contratantes têm vontade, consciente e inequívoca, de realizar a avença.
Sujeitos da relação: 
Promitente vendedor, cedente ou concedente
Promitente Comprador, cessionário
Objeto:
Imóvel
Obs.: Por se tratar de um bem imóvel precisará ter registro lavrado em cartório de bens imóveis em escritura pública ou particular.
Finalidade:
Aquisição de imóvel
Obs.: Uma das principais características deste instituto é a irretratabilidade do negócio, não podendo haver, portanto, cláusula de arrependimento.
Art. 1.418/CC
“O promitente comprador, titular de direito real, pode exigir do promitente vendedor, ou de terceiros, a quem os direitos deste forem cedidos, a outorga da escritura definitiva de compra e venda, conforme o disposto no instrumento preliminar; e, se houver recusa, requerer ao juiz a adjudicação do imóvel.”
Atingindo o contrato o seu termo e tendo o promitente comprador adimplido todas as suas obrigações, assim, ele tem direito a exigir do promitente vendedor que lhe outorgue a escritura definitiva. Em caso de recusa, faculta-lhe a tutela jurisdicional para obtenção da satisfação de sua pretensão resistida através da ação de adjudicação compulsória, para obter a outorga da escritura definitiva.
Obs.: Adjudicação compulsória é o ato do juiz (sentença) pelo qual é determinada a transferência de uma coisa do patrimônio de alguém para outra pessoa.

Continue navegando