Buscar

Tipos de Choque

Esta é uma pré-visualização de arquivo. Entre para ver o arquivo original

Choques
Prof. Anderson Ribeiro
Choque           definido como uma situação de
HIPOPERFUSÃO TECIDUAL, secundária ao
desiquilíbrio entre a oferta e demanda de
oxigênio ou na incapacidade da célula utilizar
o oxigênio, resultante em metabolismo
anaeróbio, cuja energia produzida é
insuficiente para suprir o desempenho das
células, resultando em disfunção dos órgãos
vitais.
Estados de Choque
São Classificados de acordo com a Etiologia e o padrão
Hemodinâmico.
São eles:
Choque Cardiogênico
Choque Hipovolêmico
Choque Séptico
Choque Neurogênico
Choque Anafilático
Choque Cardiogênico
Definido, pela incapacidade do
miocárdio em realizar o DC eficaz para
proporcionar a demanda metabólica do
organismo, caracterizando uma
situação de hipoperfusão tecidual.
Principais Causas
IAM
Lesões de Valvares
Arritmias Cardíacas e distúrbios de condução
Miocardites
Miocardiopatias em fase terminal
Depressão miocárdica por sepse ou pós‐cirúrgico
Rejeição ao Transplante.
Características
Redução do DC decorrente da
contratilidade miocárdica diminuída,
ocasionando hipotensão arterial e
queda da perfusão coronariana e
orgânica.
Drogas Vasoativas
Dobutamina
Dopamina
Nitroglicerina
Choque Hipovolêmico
Definido, como um distúrbio agudo da
circulação, caracterizado pela queda do
volume circulante efetivo, ocasionando
o desequilíbrio entre a oferta e
consumo de oxigênio para os tecidos.
Classificação do
Choque Hipovolêmico
Redução efetiva de líquidos:
Leve: redução do volume de sangue menor
que 20%
Moderado: Redução de 20 a 40% do volume
do sangue
Grave: déficit maior que 40% do volume do
sangue
Causas
Desidratação: queimaduras, perdas gastrientestinais (
diarreia persistente, vômito maciço, pancreatite),
diaforese excessiva causada por febre e exercícios,
com a privação de líquidos.
Sequestro de Líquidos e eletrólitos: perda
gastrintestinais e renais ( DM descompensada,
poliúria, alta dosagem de diuréticos)
Hemorragias: Rupturas de Vasos ou órgãos, perda de
sangue após trauma‐cirúrgico, complicação
obstétricas.
Tratamento
Cristaloides
Coloides
Hemocomponentes / Hemoderivados
Fármacos Vasoativos
Choque Séptico
Resulta na incapacidade do organismo
em realizar as necessidades metabólicas
e hemodinâmicas decorrente da
presença de bactérias, vírus e fungos na
corrente sanguínea.
Principais agentes etiológicos
Bactéria:
✔ Gram‐negativa 41%
✔ Gram‐ positiva 33%
✔ Fungo 5%
Localização da fonte
Pulmão / Trato Respiratório ( 65,6%)
Trato Urinário (5,6%)
Abdome / Feridas cirúrgicas (4,9%)
Corrente Sanguínea (2,5%)
Locais desconhecidos ( 11,3%)
Tratamento
Identificar e eliminar a causa da
infecção, a restauração perfusão
tecidual e a normatização da disfunção
metabólica, por meio do
restabelecimento da volemia e do uso
de fármacos vasoativos, manutenção da
ventilação e oxigenação eficiente.
Drogas Vasoativos
Dopamina
Norepinefrina
Dobutamina
Choque Anafilático
Resposta do sistema imunológico a um
agente estranho ( alérgeno).
Sinais e Sintomas
� Dificuldade em respirar com chiado;
� Coceira e vermelhidão na pele;
� Inchaço da boca, olhos e nariz;
� Sensação de bola na garganta;
� Dor abdominal, náuseas e vômitos;
� Aumento dos batimentos cardíacos;
� Tonturas e sensação de desmaio;
� Suores intensos;
� Confusão.
� Edema de Glote em casos graves
Tratamento
Deve ser feito o mais depressa possível,
com a injeção de adrenalina e o uso de
uma máscara de oxigênio para ajudar
na respiração.
Choque Neurogênico
 Tipo de choque distributivo ou
vasogênico, no qual há perda do tônus
simpático que causa a hipovolemia
relativa, isto é, a perda do equilíbrio
entre as estimulações parassimpática e
simpática.
Causas
Lesões cerebrais: concussão cerebral ou contusão
das regiões basais;
Lesão raquimedular;
Movimento brusco do pcte com TRM – transitório;
Anestesia espinhal;
Anestesia geral profunda;
Ação depressora de medicamentos;
Síncope vasovagal;
Estados hipoglicemiantes – choque insulínico
Sinais e Sintomas
Pele quente, seca e rosada;
Bradisfígmia;
Bradicardia;
Hipotensão;
Nível de consciência : alerta e orientado.
Tratamento
Reposição de líquidos ( cristalóides e colóides)
Vasopressores: Noradrenalina, dopamina,
dobutamina.
Parassimpáticolítico: Atropina

Teste o Premium para desbloquear

Aproveite todos os benefícios por 3 dias sem pagar! 😉
Já tem cadastro?

Continue navegando

Outros materiais