renzo piano
34 pág.

renzo piano

Disciplina:Projetos Contemporâneos3 materiais34 seguidores
Pré-visualização1 página
RENZO PIANO
“A ARQUITETURA É COMO UM

ICEBERG”.

RENZO PIANO
NOME: RENZO PIANO

NASCEU: 14 DE SETEMBRO DE 1937- GÊNOVA.

NACIONALIDADE: ITALIANO

FORMAÇÃO: UNIVERSIDADE POLITÉCNICO DE

MILÃO

PREMIO: CONCURSO INTERNACINAL CENTRO

GEOGERS POMPIDOU.(1971- PARIS)

SUAS OBRAS POSSUEM UMA ENORME DIVERSIDADE DE ESCALAS,

EXPERIMENTA MATERIAIS INOVADORES. PIANO É UM GRANDE PRODUTOR

DA ARQUITETURA ECO-TECH PRESENTE NAS DUAS OBRAS QUE SERÃO

APRESENTADAS.

CENTRO CULTURAL

 JEAN-MARIE TJIBAOU
NOUMÉA, NOVA CALEDÔNIA, 1991-8

 FOI DEDICADA A JEAN-
MARIE TJIBAOU,

 MORREU EM 1989
ENQUANTO LIDERAVA A

LUTA PELA AUTONOMIA DO

GOVERNO FRANCÊS DE SEU

PAÍS, TAMBÉM ÀS ORIGENS

CULTURAIS

 BUSCA DE IDENTIDADE DOS
KANAK POVOS NATIVOS DA

NOVA CALEDÔNIA E NO

PACÍFICO SUL.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

IMPLANTAÇÃO DA OBRA

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

O CENTRO EM SI É

SEMELHANTE AO DAS

ALDEIAS EM QUE AS

TRIBOS DE KANAK

MORAM, QUE

DISTINGUEM AS

DIFERENTES FUNÇÕES

E HIERARQUIAS DAS

TRIBOS .

O COMPLEXO É

FORMADO POR DEZ

CABANAS DE

DIMENÇÕES DIVERSAS,

VOLTADAS PARA A BAÍA

DA NOUMÉA E LIGADAS

POR UM CAMINHO

PARA PEDESTRES QUE

SE ESTENDE ENTRE OS

JARDINS AO LONGO

DAS VIAS DE SERVIÇO.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

O CENTRO CULTURAL É DIVIDIDO EM 3 ZONAS MONOTEMÁTICAS

A PRIMEIRA É ÁREA

EXPOSITIVA HOSPEDA A

COLEÇÀO PERMANENTE

SOBRE A CULTURA E A

HISTÓRIA DA

COMUNIDADE KANAK,

COM OBRAS DE ARTISTAS

CALEDÔNIOS, PAPUÁSIOS

E MAORIS.

A SEGUNDA

ZONA É

RESERVADA

AOS

ESCRITÓRIOS, À

BIBLIOTECA E

AO AUDITÓRIO.

E A TERCEIRA FOI

DESTINADA ÀS

ATIVIDADES

PROMOVIDAS PELO

CENTRO, COMO CURSOS

DE MÚSICA, DANÇA,

PINTURA, ESCULTURA, E

UM JARDIM DE

INFÂNCIA.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

O CENTRO CULTURAL É DIVIDIDO EM 3 ZONAS MONOTEMÁTICAS

A PRIMEIRA É ÁREA

EXPOSITIVA HOSPEDA A

COLEÇÀO PERMANENTE

SOBRE A CULTURA E A

HISTÓRIA DA

COMUNIDADE KANAK,

COM OBRAS DE ARTISTAS

CALEDÔNIOS, PAPUÁSIOS

E MAORIS.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

O CENTRO CULTURAL É DIVIDIDO EM 3 ZONAS MONOTEMÁTICAS

A SEGUNDA ZONA

É RESERVADA AOS

ESCRITÓRIOS, À

BIBLIOTECA E AO

AUDITÓRIO.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

O CENTRO CULTURAL É DIVIDIDO EM 3 ZONAS MONOTEMÁTICAS

E A TERCEIRA FOI

DESTINADA ÀS

ATIVIDADES

PROMOVIDAS PELO

CENTRO, COMO CURSOS

DE MÚSICA, DANÇA,

PINTURA, ESCULTURA, E

UM JARDIM DE

INFÂNCIA.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

 O ACESSO NÃO É FEITO DE

MANEIRA FRONTAL, MAS ATRAVÉS

DE UM CAMINHO PARALELO À

COSTA E AO EDIFÍCIO QUE SOBE,

SERPENTEANTE, AO PROMONTÓRIO E

ACABA EM UMA PRAÇA ELEVADA, À

ENTRADA DO CENTRO CULTURAL.

AS CABANAS, CONSTRUÍDAS

HARMONIZAM-SE COM A

PAISAGEM DE PINHEIROS

COLUNARES, BUSCANDO UM

ENRAIZAMENTO NO AMBIENTE

CIRCUNDANTE.

OS VENTOS DAS MONÇÕES

OCEÂNICAS PROVENIENTES DO

PACÍFICO, CRIAM VIBRAÇÕES

LEVES, PRODUZINDO UM SOM

SEMELHANTE AO DAS ÁRVORES

BALAÇADAS PELO VENTO.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

A IDENTIDADE DOS EDIFÍCIOS

TEM RELAÇÃO COM A

PAISAGEM NATURAL.

ENTRE O TEMPESTUOSO

OCEANO PACÍFICO E UMA

LAGOA CALMA.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

A DUPLA CAMADA DE

PELE TAMBÉM FILTRA O

AR QUENTE PARA CIMA

FUNCIONANDO

SEMELHANTE AO DE

UMA CHAMINÉ.

ISSO TAMBÉM AJUDA EM

UMA MELHOR INSOLÇÃO

NA OBRA.

A FACHADA EXTERIOR DO

LADO DO MAR FILTRAR O

VENTO EM UMA SEGUNDA

CAMADA DE PELE,

JÁ A FACHADA INTERIOR DE

GRELHAS DE VIDRO QUE AO

ABRIR E FECHAR DE ACORDO

COM A VELOCIDADE DO

VENTO, PERMITE QUE O

VENTO FLUA ATRAVÉS DA

CONSTRUÇÃO(VENTILAÇÃO

NATURAL).

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

AS CABANAS, FORAM

CONSTRUÍDAS COM

ARMAÇÕES E TÁBUAS

DE MADEIRA.

A ESTRUTURA RECURVADA

É FEITA COM RIPAS DE

IROCO, (UM TIPO DE

MADEIRA QUE É

IMPERMEÁVEL A

APODRECER E PODE

SUPORTAR VENTOS DO

CICLONE DE FORÇA)

SEM EMPREGAR MODELOS PRÉ-

CONSTRUÍDOS, E SIM O ENCONTRO

ENTRE A IDENTIDADE KANAK DE

MANEIRA ALTEMENTE SUGESTIVA,

INTEGRANDO AS PECULIARIDADES DA

ILHA AOS ASPECTOS CIENTÍFICOS DO

CONSTRUIR.

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

O Centro em si é semelhante ao das aldeias

ACADEMIA DE CIÊNCIAS

DA CALIFÓRNIA
SÃO FRANCISCO,EUA, 2000- 8

É UM AMBIENTE DE TRABALHO ECOLÓGICO, REALIZADO COM AS

MAIS AVANÇADAS TECNOLÓGIAS PARA O PROJETO SUSTENTÁVEL.

TAMBÉM SE CARACTERIZA PELA COEXISTÊNCIA DE FUNÇÕES

EXPOSITIVAS EDUCATIVAS E DE PESQUISA.

 TEM COMO CARACTERISTICAS:
- 10 MIL M² DE COBERTURA VIVA ABSORVEM 14 MILHÕES DE LITROS

DE ÁGUA PLUVIAL POR ANO

- 213 MIL KWH GERADOS POR ANO POR 55 MIL CÉLULAS

FOTOVOLTAICAS (5% A 10% DO CONSUMO DO PRÉDIO)

-12 MIL TONELADAS DE AÇO RECICLADAS E USADAS NA ESTRUTURA

METÁLICA DO NOVO PRÉDIO

-50% DE MADEIRA CERTIFICADA

-50% DO CONCRETO E DO AÇO SÃO RECICLADOS DE OUTRAS

CONSTRUÇÕES E PROJETOS.

-90% DE ESPAÇOS DE OCUPAÇÃO INTENSA, ILUMINADOS

NATURALMENTE

-ISOLAMENTO TERMO ACÚSTICO FEITO COM ALGODÃO DE JEANS

RECICLADO

-CUSTO: US$ 429 MILHÕES

-STATUS: INAUGURADO (2008)

ACADEMIA DE CIÊNCIAS DA CALIFÓRNIA

SÃO FRANCISCO, CALIFÓRNIA, EUA

IMPLANTAÇÃO

O MUSEU É CONSTRUÍDO

COM UMA ESTRUTURA

MISTA DE AÇO E

CONCRETO.

FEITA DE VIDRO

CONTÍNUA, PROTEGIDA

POR SISTEMAS DE

SOMBREAMENTO

REGULÁVEIS.

CLARABÓIAS

CIRCULARES

FORNECEM

LUZ E RETIRA

O CALOR DO

INTERIOR.

DA COBERTURA ONDULANTE FLUIRÁ O AR FRESCO DA PRAÇA

ABERTA PARA O CENTRO DO EDIFÍCIO, VENTILANDO

NATURALMENTE OS ESPAÇOS DE EXPOSIÇÕES ADJACENTES.

AS CLARABÓIAS NO TELHADO IRÃO ABRIR E FECHAR

AUTOMATICAMENTE PARA EXPELIR O AR QUENTE ATRAVÉS DO

TOPO DOS DOMUS.

O DIÁLAGO COM A

NATUREZA

CIRCUNDANTE

EMPREENDIDO PELO

ARQUITETO GENOVÊS

É DESENVOLVIDO

PELA COBERTURA

VERDE ONDULADA:

RECOBERTA POR UMA

CAMADA SUTIL DE

TERRA PLANTADA

COM 1,7 MILHÃO DE

MUDAS.

NÍVEL DE PLANTA

SUBSTRATO(MATERIAL

ORGÂNICO E INORGÂNICO)

FOLHA DE FILTRO

CAMADA DE DRENAGEM

BARREIRA DE RAIZ

IMPERMEABILIZAÇÕA

TELHADO DE CONCRETO

O TELHADO VERDE FORNECE

UMA CAMADA DE

ISOLAMENTO TERMICO,

REDUZINDO AS

NECESSIDADES DE ENERGIA

PARA AR-CONDICIONADO,

REDUZINDO O CONSUMO DE

ENERGIA POR UMIDIFICAÇÃO

EM 95%.

PÓRTICO, COMPOSTO POR

55MIL CÉLULAS

FOTOVOLTAICAS, POSICIONADAS

NO ANDAR DA COBERTURA E

CAPAZES DE FORNRCER MAIS

DE 5% DA ENERGIA ELÉTRICA

NECESSÁRIA AO

FUNCIONAMENTO COMPLETO

DO MUSEU.

PAREDES SÃO FEITAS DE JEANS

RECICLADO PARA ISOLAMENTO TÉRMICO;

PLANETÁRIO

GALERIA ÁFRICA

AQUÁRIO - Resíduos de
Nitrato purificam
os sistemas
naturais,
assegurando que a
água do aquário
possa ser reciclada.

A ÁGUA SALGADA PARA O

AQUÁRIO SERÁ CANALIZADA

A PARTIR DO OCEANO

PACÍFICO, MINIMIZANDO O

USO DE ÁGUA POTÁVEL

PARA OS SISTEMAS DO

AQUÁRIO;

COMPARAÇÃO
O CONCEITO QUE RENZO ADOTA NAS DUAS OBRAS É DE

NÃO AGREDIR A PAISAGEM ATRAVÉS DE UMA

ARQUITETURA QUE SE INTEGRA COM A NATUREZA, OU

SEJA, SUSTENTÁVEL.

Uso de
materiais
locais,
soluciona a
insolação e
o vento dos
ciclones.

Transporte
subterrâneo

Estrutura
vertical,
releitura
das cabanas

Estrutura horizontal
elevado do chão.

Alto uso de tecnologia
em sua construção.

BIBLIOGRAFIA

http://escavocaescavoca.blogspot.com.br

 http://www.vitruvius.com.br

 http://www.revistaau.com.br

 http://www.archdaily.com.br

 COLEÇÃO FOLHA GRANDES ARQUITETOS:RENZO PIANO

ALUNAS

ANA PAULA JOCK

MELISSA BASSOLI NEVES

NATALIA SÁ

GIOVANA SIMÕES

GRAZIELE HIPLLER

PRISCILA BECK