A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
66 pág.
Aula-00-Dir-Previ-TEC-INSS-Ordem-Social-Seguridade-Social-v9

Pré-visualização | Página 1 de 19

Aula 00 – Aula Demonstrativa 
Curso: Conhecimentos Específicos / Direito 
Previdenciário – Técnico INSS 
Professor: Bernardo Machado 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 2 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
 
Olá, queridos alunos! 
É com grande prazer que recebi o convite para fazer parte dessa equipe 
inovadora e competente do Curso Exponencial! 
Eu me chamo Bernardo de Campos Machado e atualmente ministro 
aulas presenciais e à distância de Direito Previdenciário em diversos cursos do 
eixo Rio x Porto Alegre e Rio x Belo Horizonte e ocupo o cargo de Auditor 
Fiscal da Receita Federal do Brasil no município do Rio de Janeiro (AFRFB). 
Fui aprovado, aos 23 anos de idade, no concurso de 2002 para Auditor 
Fiscal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), tomando posse e entrando 
em exercício no dia 13/01/2003 na cidade de São Bernardo do Campo-SP. A 
pergunta que deve ter surgido na cabeça de vocês é a seguinte: como um 
Auditor Fiscal do INSS se tornou Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil? 
Fácil a resposta. 
Em 2005, por meio da Medida Provisória nº 222, convertida na Lei nº 
11.098/05, foi criada a Secretaria da Receita Previdenciária (SRP), 
desincumbindo o INSS da tarefa de arrecadar, fiscalizar e cobrar suas 
contribuições. A SRP integrava a estrutura do Ministério da Previdência Social. 
A criação da SRP foi o passo necessário para a unificação do Fisco, ou seja, para 
a unificação entre a Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita 
Federal, o que efetivamente ocorreu em 16/03/2007, com a publicação da Lei 
nº 11.457/07. Nessa data, portanto, foi criada a Secretaria da Receita Federal 
do Brasil (RFB), órgão que tem a incumbência de arrecadar, fiscalizar e cobrar 
os tributos fazendários e as contribuições previdenciárias. 
Atualmente, exerço o cargo de Inspetor-Chefe Adjunto da Inspetoria da 
Receita Federal do Rio de Janeiro. Portanto, trabalho, atualmente, no meu dia 
a dia, com a legislação aduaneira, tendo pouca relação com às contribuições 
previdenciárias. Entretanto, o meu amor pelo Direito Previdenciário nunca 
diminuiu. Ter me afastado da fiscalização das contribuições previdenciárias 
apenas faz com que eu lembre com saudades da importante função social que 
eu tinha. Saber que fiscalizava as contribuições previdenciárias para que o valor 
arrecadado fosse revertido para pagamento de benefícios da previdência social 
muito me enobrece. Atualmente, tenho outra função social que é arrecadar 
tributos para fins de girar a máquina pública, função não menos importante do 
que a anterior, mas apenas com foco distinto. 
Dessa forma, utilizarei a minha experiência em trabalhar como Auditor 
Fiscal da Receita Federal do Brasil e os anos de magistério em cursos 
preparatórios para concurso público para repassar aos meus queridos alunos o 
conhecimento necessário para a aprovação no próximo concurso. 
O atual curso será direcionado para o cargo de Técnico do Seguro 
Social do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). 
APRESENTAÇÃO 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 3 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
A estrutura do nosso curso terá como base o edital da última prova para 
o cargo de Técnico do Seguro Social, a qual foi organizada pela Fundação Carlos 
Chagas - FCC (Edital de Abertura de inscrições nº 01/2011), aliado à resolução 
de questões de provas anteriores da citada banca organizadora, entre outras. 
A disposição das aulas, sempre buscando a objetividade (sem 
enrolação!), será feita por meio da junção de duas ideologias: abordagem 
teórica sobre o assunto, sempre tentando trazer o conteúdo de forma 
esquematizada, e aprofundamento por meio de exercícios de concursos 
anteriores que serão disponibilizados durante o estudo do tópico e ao final do 
nosso material. 
Estudar para concurso público requer planejamento e metodologia de 
estudo. Além da necessidade do conhecimento teórico, o concursando necessita 
ter, principalmente, o conhecimento da banca examinadora. Isso só é possível 
com a resolução de provas de concursos anteriores. Vamos citar como exemplo, 
na matéria de Direito Previdenciário, duas grandes bancas organizadoras de 
concurso público que são a CESPE/UnB e a ESAF. A primeira elabora as suas 
questões com base em casos práticos para que o aluno aplique o seu 
conhecimento teórico. Já a segunda é mais objetiva, cobrando, regra geral, 
apenas o conhecimento teórico, sem a necessidade de aplicação a casos 
concretos. 
Ademais, o curso está totalmente atualizado, com base na recente 
Portaria Interministerial MPS/MF nº 13/2015, de 09 de janeiro de 2015, e nas 
mais recentes alterações na legislação previdenciária introduzidas pela Lei nº 
13.063/14 e pela MP nº 664/14. 
Enfim, vamos iniciar a nossa empreitada nessa apaixonante matéria que 
é Direito Previdenciário. Estudem com toda disposição do mundo e, com certeza, 
vocês serão recompensados com a aprovação no próximo concurso para Técnico 
do Seguro Social. 
Contem comigo nessa jornada! Estarei à disposição no Fórum e no e-mail 
bernardo.machado@exponencialconcursos.com.br. 
 
 
 A nossa matéria, sem diminuir as demais que fazem parte do programa, 
é a que representa, aproximadamente, tomando como parâmetro a última prova 
elaborada pela Fundação Carlos Chagas (FCC) em 2012, 70% da quantidade de 
pontos possíveis para o concurso de Técnico do Seguro Social, ou seja, 40 das 
60 questões da última prova de Técnico do Seguro Social foram relativas a nossa 
matéria. Dessa forma, temos que dar uma atenção especial a matéria de 
Conhecimentos Específicos para o INSS!!! É importante apenas frisar que as 
Histórico e análise das provas 
de Conhecimentos Específicos para o INSS 
 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 4 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
demais também devem ser estudadas com afinco, pois, por mais que vocês 
gabaritem a prova de Conhecimentos Específicos (e vocês vão gabaritar!!!), 
uma pontuação elevada só será obtida se conjugarmos a pontuação obtida na 
nossa matéria e nas demais. 
 Particularmente, não considero a banca FCC das mais difíceis. No 
entanto, ela vem seguindo uma tendência de elaborar questões cobrando a 
parte teórica por meio de casos práticos. Dessa forma, seguem dois conselhos: 
1 - Tenha o maior domínio possível da matéria, pois assim você ficará mais 
seguro e não perderá muito tempo pensando na hora da prova; 
2 - Faça muitas questões para adquirir a “malandragem” necessária. Você 
aprenderá a selecionar o que ler dos enunciados e quais questões resolverá 
primeiro. 
Na tabela abaixo fizemos um RAIO-X das últimas três provas para o cargo 
de Técnico do Segurado Social do INSS com o objetivo de ajudar na orientação 
de seu estudo. Na última coluna está indicado em que aula cada assunto será 
tratado. 
ASSUNTO 
 
PROVAS TÉCNICO DO SEGURO 
SOCIAL-INSS 
(Quantidade de questões por 
assunto) 
AULA 
2012 2008 2005 Total 
História da Previdência 
Social 
1 3 4 0 
Seguridade Social 2 2 4 0 
Princípios Constitucionais 1 3 4 0 
Organização da Seguridade 
Social 
1 2 3 0 
Legislação Previdenciária 2 2 1 
Filiação e Inscrição 1 1 1 
Segurados do RGPS 2 10 3 15 1 e 2 
Financiamento da 
Seguridade Social 
3 3 3 
Salário de Contribuição 1 7 8 4 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS