A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
66 pág.
Aula-00-Dir-Previ-TEC-INSS-Ordem-Social-Seguridade-Social-v9

Pré-visualização | Página 4 de 19

Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 13 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
Previdenciária (SRP), por meio da Medida Provisória nº 222/04, convertida 
na Lei nº 11.098/05, integrando a estrutura do Ministério da Previdência 
Social. 
 (Técnico do Seguro Social – 2012 – FCC) O INSS, 
autarquia federal, resultou da fusão das seguintes autarquias: 
a) INAMPS e SINPAS 
b) IAPAS e INPS 
c) FUNABEM e CEME 
d) DATAPREV e LBA 
e) IAPAS e INAMPS 
Comentários: 
Alternativa B. O INSS, autarquia federal, vinculada ao Ministério da 
Previdência Social, foi criado por meio da fusão do IAPAS e INPS. 
 
2.2. Conceituação 
O tema seguridade social está previsto no Capítulo II do Título VIII da 
Constituição Federal de 1988. 
O Título VIII da CF/88 fala sobre a ordem social. 
Conforme determina o art. 193 da CF/88, a ordem social tem como base 
o primado do trabalho e como objetivo o bem-estar e justiça sociais. 
O bem-estar social previsto como objetivo da ordem social traz a ideia 
de colaboração, ou seja, sentido de solidariedade, que é a base do nosso sistema 
securitário. Dessa forma, saímos da ideia de um estado liberal, onde os 
indivíduos correm atrás dos seus direitos, cabendo ao Poder Público apenas a 
segurança dos seus cidadãos e a organização do Poder Judiciário, para termos 
a ideia de um estado do bem-estar social, onde direitos sociais passam a ser 
garantidos pelo Estado, como é o caso da saúde, assistência social e previdência 
social (ramos da seguridade social). 
Já a justiça social é objetivo de desenvolvimento nacional, sendo 
verdadeira diretriz de atuação para os nossos governantes, cujo intuito é a 
distribuição de riqueza nacional. Dessa forma, o conceito de justiça social está 
interligado com princípios do sistema securitário, como o princípio da 
seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços (será 
abordado posteriormente no nosso curso), além dos objetivos fundamentais da 
República Federativa do Brasil previstos no art. 3º, II e III da CF/88, que são a 
garantia de desenvolvimento nacional e a erradicação da pobreza e 
marginalização e redução das desigualdades sociais e regionais. 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 14 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
Nesse sentido de ordem social, ou seja, no sentido de bem-estar social e 
justiça social, temos a nossa seguridade social. 
O art. 194, caput, da CF/88 conceitua a seguridade social: 
“Art. 194. A seguridade social compreende um conjunto integrado de 
ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a 
assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à assistência 
social.” 
 
Dessa forma, ao analisarmos o conceito previsto no art. 194 da CF/88, 
percebemos novamente o sentido de solidariedade. 
Quando a CF/88 determina a necessidade de um conjunto integrado de 
ações, ou seja, ações de iniciativa dos Poderes Públicos e toda a sociedade, é 
pelo fato de que não é exclusividade do Poder Público prestar ações na área de 
saúde, assistência social e previdência social. Para que nós venhamos a atingir 
um fim comum em relação aos citados ramos, é necessária uma ação conjunta. 
Voltamos, portanto, ao objetivo do estado do bem-estar social, cujo 
sentido é de cooperação, ou seja, ideia de solidariedade. 
Para visualizarmos de forma prática a ideia de conjunto integrado de 
ações para chegarmos a um bem comum, utilizaremos o ramo da saúde. 
A saúde tem como política a redução do índice de doenças, além da 
diretriz de atendimento integral com prioridade às atividades preventivas. Ou 
seja, a saúde busca reduzir doenças prevenindo que as mesmas apareçam. 
Entretanto, para que isso aconteça (fim comum) é necessária a atuação do 
governo, por meio de campanhas publicitárias e fornecimento de atendimento 
e medicamentos, além da participação da população. 
Analisando o nosso cenário atual, vamos pegar o exemplo da paralisia 
infantil. Atualmente, o índice de paralisia infantil no país é zero. Como isso foi 
possível? Por meio da campanha do Zé Gotinha, fornecimento de vacinas pelo 
governo, além do esforço da população para levar as crianças nos postos de 
saúde para serem vacinadas. 
Seguridade 
Social
Conjunto 
integrado de 
ações
de iniciativa
Poderes Públicos 
Sociedade
destinado a 
assegurar os 
direitos relativos à
saúde
previdência
assistência social
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 15 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
Está aí o conceito de seguridade social: conjunto integrado de ações de 
iniciativa dos Poderes Públicos e toda a sociedade, destinadas a assegurar os 
direitos relativos à saúde, à previdência social e à assistência social. 
 (Técnico do Seguro Social – 2012 – FCC) É correto afirmar 
que a Seguridade Social compreende 
a) a Assistência Social, a Saúde e a Previdência Social 
b) a Assistência Social, o Trabalho e a Saúde 
c) o Sistema Tributário, o Lazer e a Previdência Social 
d) a Educação, a Previdência Social e a Assistência Social 
e) a Cultura, a Previdência Social e a Saúde 
Comentários: 
Alternativa A. A Seguridade Social compreende a saúde, previdência e 
assistência social. 
 
2.2.1. Saúde 
O tema saúde está previsto na CF/88 nos arts. 196 ao 200. 
Ao estudarmos o tema na CF/88, chegamos à conclusão de que a lógica 
do estudo dos artigos é a seguinte: estudaremos o art. 196; passaremos para 
o art. 198; voltaremos para o art. 197; estuaremos o art. 199 e, por fim, o art. 
200. 
Isso se deve ao fato de que o art. 199 ratifica a informação constante no 
art. 197. Portanto, estudaremos em conjunto ambos os artigos. 
O art. 196 possui três informações importantes. A primeira é a de que a 
saúde é direito de todos e dever do Estado. Se é um direito de todos e um 
dever do Estado é porque qualquer pessoa pode ter acesso a rede pública de 
saúde, ainda que possa pagar pelo seu próprio atendimento. Dessa forma, um 
hospital público não pode negar atendimento a um cidadão, tendo em vista a 
sua riqueza pessoal. 
A segunda informação é a de que a saúde possui uma política social 
e econômica diferenciada. A política da saúde visa à redução do risco de 
doença e de outros agravos. Essa política só será atingida se a diretriz da 
saúde de prioridade às atividades preventivas for seguida, além da participação 
da população (conceito de seguridade social). 
Por fim, o art. 196 determina (terceira informação) que é uma garantia 
constitucional de acesso universal e igualitário às ações e serviços para 
sua promoção, proteção e recuperação. Dessa forma, o meu atendimento 
na rede pública de saúde tem que ser o mesmo em relação ao de um mendigo. 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 16 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
 
 
Estudando o art. 198, verificamos que as ações e serviços públicos de 
saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um 
sistema único, organizado de acordo com as seguintes diretrizes: 
 Descentralização, com direção única em cada esfera de governo; 
 Atendimento integral, com prioridade para as atividades 
preventivas, sem prejuízo dos serviços assistenciais; 
 Participação da comunidade. 
 
 
Para entendermos a nossa rede regionalizada e hierarquizada, faz-se 
necessário entendermos a primeira diretriz da saúde

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.