A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
24 G2 - Custos Frota

Pré-visualização | Página 2 de 3

IPVA/Seguro=R$ 7 200, por ano Custo do óleo=R$8,00/litro 
Salário do motorista=R$ 1 650,00 Volume de óleo=24litros 
Encargos+ benefícios=80% (0,8) Troca de óleo a cada 6 000km 
Jornada de trabalho=200/mês Combustível=R$2,05/litro 
 Rendimento do combustível=4,2km/litro 
 Manutenção=R$400 em média a cada 8000km 
Lavagem e Lubrificação=R$120 em média a 
cada 4000km 
 
 
Resolução: 
a) Cálculo dos custos fixos unitários 
CDepreciação= R$240000− R$80000
60meses
=
mês
R$ 2 666,67 
CRem.Capital=R$240000 x 0,01a.m.=
mês
R$ 2 400,00 
CAdm=
R$
mês 3600
9veículos
=
mês
R$ 400 (por veículo) 
CIPVA/Seg.=	
   R$7200
12meses
= 
mês
R$ 600,00 
CSal.=R$1650x1,80= 
mês
R$ 2 970,00 (obs.: 100% + 80% = 180% = 1,80) 
CUSTO FIXO MENSAL = 
mês
R$ 9 036,67 
 
CUSTO FIXO Unitário =
R$
mês 9036,67
200 hmês
= R$
h
45,18 
 
b) Cálculo dos custos variáveis unitários 
CPneu=10x R$1350+ R$385
75000km+ 40000km
= 0,151 
CÓleoMotor=
R$
L 8x24L
6000km
= 0,032 
CComb=
R$
L 2,05
4, 2 kmL
= 0,480 
CManut= R$400
8000km
= 0,050 
CLav/Lub= R$120
4000km
= 0,030 
 
CUSTO VARIÁVELUNITÁRIO = 0,743 
 
km
R$
km
R$
km
R$
km
R$
km
R$
km
R$
3 – Custos com transporte terceirizado 
Quando se contrata uma empresa de transporte de carga o valor pago pelo transporte é o frete. Este valor 
depende, além da distância e da quantidade (volume ou peso) a ser transportada e do tipo da carga (se 
granel, neo granel, carga geral, de dimensões excepcionais, valiosa, carga perecível, refrigerada, tóxica, 
explosiva, radioativa, de risco biológico, etc.) também envolve especificidades do destino e do trajeto. 
Não iremos abordar neste capítulo cargas perigosas, perecíveis, etc. Iremos apenas examinar as 
situações mais usuais de transporte de carga. 
Na composição típica de tarifas de frete são considerados o Frete-peso, o Frete-valor (ad-valorem), o 
Gerenciamento do Riscos (GRIS), outras taxas e pedágio. 
O Frete-peso é a parcela da tarifa que tem por finalidade remunerar o transporte do bem entre os pontos 
de origem e de destino (custos operacionais + lucro). No início deste capítulo vimos os custos 
operacionais associados a um transporte rodoviário de carga. 
O Frete-valor (ad-valorem) é uma parcela proporcional ao valor da mercadoria transportada, tem como 
finalidade resguardar o transportador de riscos de acidentes e avarias (seguro RCTR C). Muitas vezes o 
valor do frete é apenas calculado pelo valor da mercadoria. 
O Gerenciamento do Riscos (GRIS) está ligado ao risco de roubo de cargas, incluindo o seguro 
facultativo de desvio de carga (RCF-DC) calculado como um percentual sobre o valor da carga. 
A outras taxas que podem ser incluídas se destinam a remunerar os serviços adicionais necessários à 
prestação dos serviços, podendo incluir taxa de despacho, coleta e entrega (no caso de serviço 
fracionando). 
O pedágio também é incluído quando faz parte da rota a ser seguida pela carga. 
A Figura 1 mostra uma pesquisa feita pelo Centro de Estudos em Logística – CEL onde cada ponto do 
gráfico (do tipo dispersão) indica um transporte (dado pela distância percorrida e o valor pago por 
tonelada transportada) realizado por uma carreta com carga seca, sendo somente uma entrega feita em 
cada viagem. Este tipo de pesquisa fornece um indicativo das tarifas médias de frete praticadas em 
determinada região e trajeto e de sua dispersão (grande variação em torno da linha ajustada). 
 
Figura 1: Tarifas médias de frete rodoviário. 
Fonte: Painel de fretes – CEL/COPPEAD (2006). 
Para entender o significado das equações apresentadas no gráfico vamos ver um exemplo de sua 
utilização. 
Exemplo 3 
Calcular o valor de frete estimado para uma carga seca de 25 t que deve ser transportada por carreta por 
uma distância de 1 100 km, considerando que a empresa não contrata autônomos. Será portanto utilizada 
a equação y = 0,077x + 13,922. 
Resolução: 
Para facilitar o entendimento recomenda-se reescrever a equação utilizando as unidades de medida. 
Tarifa de frete por tonelada = R$
t.km
0,077. distância + 13,922 
Calcula-se então a tarifa de frete. 
Tarifa de frete por tonelada = R$
t.km
0,077. distância + R$
t
 13,922= R$
t.km
0,077 x 1100km + R$
t
 13,922 
Tarifa de frete por tonelada = R$
t
 84,70 + R$
t
 13,922 = R$
t
 98,62 
Para calcular o valor do frete utiliza-se a tarifa obtida e o total de peso a transportar. 
R$
t
Frete = R$
t
 98,62 x 25 t = R$ 2 465,50 
Vejamos agora exemplos de transporte ferroviário de carga através de dois exemplos: um de cálculo de 
frete peso para o caso de granel sólido (farelo de soja) e outro de cálculo de frete por unidade 
transportada (transporte de contêineres). 
Exemplo 4 
A Tabela 1 apresenta um tarifário de frete ferroviário da ALL – América Latina Logística de 2008 para 
farelo de milho/farelo de soja/milho/soja/feijão/trigo. Calcule quanto se pagaria de frete para transportar 
600 t de farelo de soja de Porto Alegre a São Paulo (considere 1 100 km). 
Tabela 1: Tarifário da ALL para farelo de milho/farelo de soja/milho/soja/feijão/trigo 
Faixas Quilométricas Tarifa 
Até 400km 0,07919 
de 401km a 800km 0,07130 
de 801km a 1600km 0,05529 
de 1601km EM DIANTE 0,03924 
Parcela Fixa 12,68 
Fonte: ALL – Tabela Tarifária para transporte ferroviário em vigor desde 4/8/2008. 
Resolução: 
FreteParcelaFIXA = 12,68 x 600 t = R$ 7 608,00 
FreteParcelaVARIÁVEL = 0,07130 x 600 t x 1100 km = R$ 47 058,00 
FRETE TOTAL = FreteParcelaFIXA + FreteParcelaVARIÁVEL = R$ 7 608,00 + R$ 47 058,00 = R$ 54 666,00 
Resposta: Frete é R$ 54 666,00 
Este valor de frete foi para carga do tipo granel. 
Vamos agora ver um exemplo de cálculo de frete para cargas que são por unidade e não por tonelada. 
R$
t.km
R$
t.km
R$
t.km
R$
t.km
R$
t
R$
t
R$
t.km
Exemplo 5 
Considere que uma empresa precisa transportar 30 contêineres de 40’ com carga de Porto Alegre a São 
Paulo (considere 1100km) e optou pelo modal ferroviário. 
Calcule quanto se deve pagar de frete considerando a tabela de tarifas de frete mostrada a seguir. 
Contêiner PARCELA 
FIXA Até 400km 401 a 800km 801 a 1600km 
Mais de 
1600km 
 
40’ 
250,44 2,15 1,81 1,37 1,06 
 
20’ 
125,20 1,05 0,91 0,72 0,53 
 
Resolução: 
FreteParcelaFIXA = 250,44 x 30 contêiner = R$ 7 513,20 
FreteParcelaVARIÁVEL = 1,37 x 30 contêiner x 1100 km = R$ 45 210,00 
FRETE TOTAL = FreteParcelaFIXA + FreteParcelaVARIÁVEL = R$ 7 513,20 + R$ 45 210,00 = R$ 52 723,20 
Resposta: Frete é R$ 52 723,20 
 
Os valores de fretes cobrados também dependem do tipo de veículo, especialmente para o caso de 
veículo com lotação completa e uma entrega por viagem. A tabela a seguir mostra as tarifas médias de 
frete rodoviário por veículo, uma entrega por viagem, levantadas pelo CEL – Centro de Estudos em 
Logística para cinco tipos de veículos. Nesta pesquisa foram consideradas apenas rotas maiores que 200 
km. 
Quadro 3: Tarifas médias de frete rodoviário por veículo. 
Veículo Rodotrem Bitrem Carreta Truck Toco 
Tarifa média ( ) 0,082 0,088 0,097 0,111 0,119 
Fonte: Painel de fretes – CEL/COPPEAD (2006) 
conteiner
R$
kmconteiner
R
.
$
kmconteiner
R
.
$
kmconteiner
R
.
$
kmconteiner
R
.
$
conteiner
R$
kmconteiner
R
.
$
kmconteiner
R
.
$
kmconteiner
R
.
$
kmconteiner
R
.
$
conteiner
R$
kmconteiner
R
.
$
R$
t.km
Os valores de fretes cobrados também dependem da região onde ocorre o transporte e do sentido da 
viagem. A tabela a seguir mostra as tarifas médias de frete rodoviário para uma carreta, uma entrega por 
viagem, levantadas pelo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.