A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
lâminas prova pratica - prova Parasitologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
*
Parasitologia - Práticas
 - Este é um roteiro para simples revisão das lâminas que foram vistas e estudas nas Aulas Práticas da disciplina, serve apenas como referência e ajuda na hora dos estudos;
Bibliografia recomendada: NEVES, D. P. – Parasitologia humana. 11ª edição. Rio de Janeiro, Brasil, Atheneu, 2005.
Organizado pela Monitora de Parasitologia:
 Aurenice Arruda – Biomedicina
BONS ESTUDOS!
*
*
1ª Aula Prática
Características observadas:
 Possui 4 esporozoítos;
 Forma Esférica;
 Forma álcool-ácido resistente.
Espécie/ Agente Etiológico: Cryptosporidium parvum
Forma Evolutiva (F.E.): Oocisto
*
*
1ª Aula Prática
Características observadas:
Possui 2 esporocistos no interior; - Cada esporocisto é formado 
por 4 esporozoitos;
- Forma álcool-ácido resistente. 
Espécie/ Agente Etiológico: Isospora belli
Forma Evolutiva (F.E.): Oocisto
*
*
1ª Aula Prática
Características observadas:
 Possui 2 esporocistos no interior; - Cada esporocisto é formado 
por 4 esporozoitos;
- Forma álcool-ácido resistente.
Espécie/ Agente Etiológico: Isospora belli
Forma Evolutiva (F.E.): Oocisto
Mais Imagens
*
*
- Amebíase
1ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Entamoeba histolytica/ Entamoeba dispar
Forma Evolutiva (F.E.): Cisto
Características observadas:
 Presença de 1 a 4 núcleos;
- Presença de cariossoma ou endossoma no interior do núcleo;
 Formato arredondado;
 Membrana cística;
 Corpos cromatóides em forma
de bastão ou charuto;
Dica: Ao mexer no micrômetro a membrana cística torna-se refringente (brilha).
OBS.: E. histolytica/ E. dispar são morfologicamente indistinguíveis, por isso é colocado as duas espécies. Mas a única patogênica é a E. histolytica
*
*
- Amebíase
1ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Entamoeba histolytica
Forma Evolutiva (F.E.): Trofozoíto
Características observadas:
 Presença de um único núcleo com 
cariossoma central;
 Pleomófico;
 Citoplasma dividido em Endoplasma e Ectoplasma;
 Forma pseudópodes.
*
*
1ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Entamoeba coli
Forma Evolutiva (F.E.): Cisto
OBS.: Entamoeba coli é um comensal ao contrário da Entamoeba histolytica que é patogênica.
Características observadas:
 Presença de 5 a 8 núcleos;
 Presença de cariossoma ou endossoma no interior do núcleo;
 Formato esférica;
 Membrana cística;
 Corpos cromatóides em forma
de agulha.
Dica: A Entamoeba coli além de apresentar um número
 maior de núcleos, eles vão estar voltados para a periferia 
celular e observamos um espaço no citoplasma
*
*
- Giardíase
1ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Giardia lamblia
Forma Evolutiva (F.E.): Cisto
Características observadas:
 Presença de 2 ou 4 núcleos;
 Presença de Axonemas;
 Forma oval ou elíptico;
 Presença de Corpos parabasais;
*
*
- Giardíase
1ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Giardia lamblia
Forma Evolutiva (F.E.): Trofozoíto
Características observadas:
 Formato de “Pêra” = Piriforme;
 Possui umDisco Adesivo;
 Possui 4 Pares de Flagelos;
 Apresenta Simetria Bilateral;
*
*
- Leishmaniose
2ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Leishmania sp.
Forma Evolutiva (F.E.): Promastigota
Características observadas:
 Flagelo longo e livre na região anterior;
 Núcleo central;
 Presença de Cinetoplasto na região anterior ao núcleo;
*
*
2ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Família Trypanosomatidae
Forma Evolutiva (F.E.): Amastigota
OBS.: A Forma Evolutiva Amastigota é comum para os gêneros Leishmania e Trypanosoma; Por isso a nível microscópico e prático, deve-se colocar Família Trypanosomatidae
Características observadas:
 Forma esférica ou oval;
 Núcleo central;
 Cinetoplasto próximo ao núcleo;
 Presença de bolsa flagelar contendo um primórdio de flagelo.
DICA: A forma Amastigota sempre é encontrada no interior dos macrófagos
*
*
- Tripanossomíase
2ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Trypanosoma cruzi
Forma Evolutiva (F.E.): Tripomastigota sanguínea
Características observadas:
 Flagelo longo e livre na região anterior;
 Núcleo central;
 Cinetoplasto posterior ao núcleo;
 Membrana Ondulantes longa.
DICA: A forma Tripomastigota sempre é encontrada entre os eritrócitos
*
*
- Malária
3ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Plasmodium sp.
Forma Evolutiva (F.E.): Merócito ou Rosácea
Características observadas:
 Conjunto de Merozoítos;
 Forma Intra-eritrocitária;
 Os Merozoítos apresentam 
membrana tripla.
DICA: As formas evolutivas do Plasmodium vistas nas aulas práticas vão estar presentes no interior dos eritrócitos
*
*
3ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Plasmodium sp.
Forma Evolutiva (F.E.): Merócito ou Rosácea
Fonte: WEB
Características observadas:
 Conjunto de Merozoítos;
 Forma Intra-eritrocitária;
 Os Merozoítos apresentam 
membrana tripla.
- Malária
*
*
3ª Aula Prática
Espécie/ Agente Etiológico: Plasmodium sp.
Forma Evolutiva (F.E.): Trofozoíto
Características observadas:
 Forma Intra-eritrocitária
 Núcleo periférico;
Morfologia arredondada;
 Forma de “Anel de Bacharel”.
- Malária
DICA: As formas evolutivas do Plasmodium vistas nas aulas práticas vão estar presentes no interior dos eritrócitos
*
*
3ª Aula Prática
Fonte: WEB
- Malária
Espécie/ Agente Etiológico: Plasmodium sp.
Forma Evolutiva (F.E.): Trofozoíto
Características observadas:
 Forma Intra-eritrocitária
 Núcleo periférico;
 Forma de “Anel de Bacharel” 
ou arredondada