A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
LOG 02 - Elementos da Cadeia Logística

Pré-visualização | Página 1 de 1

Elementos da Cadeia Logística
• A Cadeia Logística inicia com os fornecedores de 
matéria-prima, passando pela produção e 
chegando ao consumidor final.
• Existem três macro processos que são suas 
atividades-chaves:
– Logística de Suprimento, Logística de Produção e 
Logística de Distribuição.
• Envolve os fornecedores e a empresa.
• É a fonte de todas as matérias-primas, 
embalagens e outros insumos para atender as 
necessidades de produção.
• Na logística de suprimento são alinhados planos 
estratégicos entre fornecedores e empresas para:
– reduzir custos;
– desenvolver novos produtos;
– integrar os processos da empresa com os fornecedores;
– reduzir os tempos de fornecimento;
– receber produtos de qualidade;
– reduzir os estoques tanto na empresa quanto fornecedor;
– ter produtos disponíveis sempre que necessário;
– planejar de forma precisa a produção. 
• Não se deve subestimar a importância estratégica de 
suprimentos.
• Embora seja o primeiro passo na cadeia logística, é:
– a maior distância até o consumidor;
– a mais afetada pelas variações do mercado;
– o mais difícil de sincronizar com a demanda dos 
consumidores.
• Seus custos representam aproximadamente 30% do 
total de custos de toda a Cadeia Logística. 
• Composto pela fábrica/empresa.
• Não envolve nenhuma relação externa diretamente.
• É totalmente desenvolvida internamente pela 
empresa, envolvendo todos os processos para a 
conversão de materiais em produto acabado. 
• O problema mais sério encontrado na área 
produtiva é sincronização entre a produção e a 
distribuição aos clientes.
• A estratégia de fabricação é baseada na demanda.
• As prioridades de produção passam a ser 
direcionadas pelas datas exigidas de entrega pelos 
clientes. 
• Neste bloco desenvolvem-se as relações empresa -
cliente consumidor;
• Este é o processo responsável pela distribuição física 
do produto acabado;
• Na logística de distribuição são formadas alianças 
com parceiros dos canais a fim de atender às 
necessidades dos clientes e minimizar os custos 
desta distribuição.
• A reposição dos produtos já não se faz com base em 
um pedido e sim na necessidade real.
• Há um sincronismo entre demanda, fabricação, 
distribuição e transporte, em que os estoques são 
gerenciados globalmente e sua disponibilidade é 
checada on-line e em tempo real.
• Redução de Custos
– busca-se, através de um melhor gerenciamento da 
cadeia logística como um todo (integrando todos os elos 
da cadeia produtiva), conseguir reduzir custos através 
da eliminação de atividades desnecessárias e evitando-
se desperdícios;
• Agregar Valor
– O cliente final não percebe a integração existente na 
cadeia produtiva;
– Cada elo da mesma está sempre buscando níveis de 
qualidade e eficiência que possibilitem ofertar um 
produto em que o cliente perceba um valor agregado 
maior.
• Vantagem Estratégica
– Operando-se numa visão integrada por toda a cadeia 
produtiva, consegue-se obter um diferencial competitivo 
importante, seja através de uma estratégia de redução de 
custos, seja através de uma estratégia de diferenciação.
– Com o seu caráter integrador e a abrangência de toda a 
cadeia de suprimentos, o gerenciamento logístico 
contribui para alcançar o objetivo da vantagem 
competitiva através da redução de custos e da agregação 
de valor no serviço.