A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
108 pág.
nutricao_ de_ruminantes

Pré-visualização | Página 2 de 3

de descanso e ruminação.
• as partículas ficam no rúmen durante tempo 
variável (de 0,4 a 2,6 dias) sendo colonizadas e 
degradadas pelas bactérias
COLCHÃO DE PARTICULAS LONGAS
Microorganismos
COLCHÃO DE
PARTICULAS
PEQUENAS
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
Quando o tamanho de partícula
é muito pequeno:
• A ingestão de alimentos
flutua.
• A ruminação é 
paralisada.
• Altera a população
microbiana do Rúmen.
• Perda de esterco.
• Esterco apresenta grãos.
• Consumo de palha, cama
ou solo . 
• Cai a gordura do leite.
• Perda de condição
corporal.
• Lesões de cascos.
• Incidência de Acidose.
• Cai a produção de leite.
• Saúde debilitada.
• Aumenta o descarte de 
vacas e algumas morrem.
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
• As dietas completas ou total (todos os 
alimentos misturados) têm uma eficiência de 
produção em torno de 12 a 14% quando 
comparado ao oferecimento dos alimentos de 
forma separada
• Maior número de tratos/dia
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
Curva de pH no rúmen 
(Dieta dividida em duas porções)
5,4
5,8
6,2
6,6
18 16 14 12 10 8 6 4 2 1 0
Horas do Dia
V
a
r
i
a
ç
ã
o
 
d
o
 
p
H
FORRAGEIRA
CONCENTRADO
FORRAGEIRA CONCENTRADO
6,8 kg de MS de FORRAGEIRA +
14 kg de MS de CONCENTRADO
Fonte: Instituto de Pesquisa em Alimentação Bovina (Holanda), 1988.
Curva de pH no rúmen 
(Dieta dividida em duas porções)
5,4
5,8
6,2
6,6
18 16 14 12 10 8 6 4 2 1 0
Horas do Dia
V
a
r
i
a
ç
ã
o
 
d
o
 
p
H
FORRAGEIRA
CONCENTRADO
FORRAGEIRA CONCENTRADO
6,8 kg de MS de FORRAGEIRA +
14 kg de MS de CONCENTRADO
Fonte: Instituto de Pesquisa em Alimentação Bovina (Holanda), 1988.
• As dietas devem ser estáveis para não 
perturbar o sistema.
• Não podemos ter bruscas mudanças na 
alimentação dos animais, correndo o 
risco de termos efeitos negativos no 
consumo e na produção.
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
Escala de pH do 
Rúmen. . .
OK: pH > 6.2
Suspeito: pH 5.9 a 6.2
Perigoso: pH < 5.9
Os animais não precisam dos 
alimentos, mas sim dos 
nutrientes contidos nos 
alimentos 
Os animais não precisam dos 
alimentos, mas sim dos 
nutrientes contidos nos 
alimentos 
Os requerimentos nutricionais de uma Os requerimentos nutricionais de uma 
umauma vaca se dividem em vaca se dividem em mantençamantença, , 
produçãoprodução e e reproduçãoreprodução. Assim, se todas . Assim, se todas 
essas exigências não forem atendidas, essas exigências não forem atendidas, 
não teremos o máximo da performance não teremos o máximo da performance 
produtiva e reprodutiva do animalprodutiva e reprodutiva do animal.
uma vaca em lactação de 500 kg de uma vaca em lactação de 500 kg de 
peso vivo (peso vivo (raça puraraça pura) não consegue ) não consegue 
produzir mais que 5 kg de produzir mais que 5 kg de leite/dialeite/dia
alimentandoalimentando--se somente de volumoso e se somente de volumoso e 
ainda manter um balanço ainda manter um balanço proteicoproteico e e 
energético positivos, por melhor que energético positivos, por melhor que 
seja esse volumososeja esse volumoso (fenofeno dede tiftontifton por por 
exemploexemplo)
Conceito de Energia
Energia Bruta (EB)
Energia Digestível (ED)
Energia Metabolizável (EM)
Energia Líquida (EL)
Energia de mantença Energia de produção
- Energia Fecal
- Energia Urinária
- Produção de Gases
- Incremento calórico
GENÉTICA 
(RAÇA)
MANEJO 
e
SANIDADE
PERFORMANCE
ALIMENTAÇÃO
(RAÇÃO e VOLUMOSO)
ríodo seco⌫ a chave para bons resultados 
na próxima lactação
PERÍODO SECO
Compreende o período entre o 
término de uma lactação e o 
início da lactação seguinte
PERÍODO SECO
Fase preparatória ou de transição de 
um período de pequenas exigências 
metabólicas para um período de 
grandes demandas metabólicas
PERÍODO SECO
� NRC (1989): Considera os dois últimos 
meses de gestação como um único período, 
quando se refere às exigências nutricionais
Podemos dividí-lo em 
duas fases:
� Inicial: 
Da segagem até 30 dias pré-
parto
� Transição:
De 29 dias pré-parto até o parto (21 
dias pós-parto)
IMPORTANCIA DO 
PERÍODO SECO:
�Maior produção de leite:
Cada 1 kg de peso ganho a mais no pré-parto 
representa de 10 a 20 kg de leite adicionais na 
lactação seguinte
-- PrediçãoPredição dada ingestãoingestão dada MS MS porpor vacasvacas e e 
novilhasnovilhas nasnas 3 3 últimasúltimas semanassemanas de de gestaçãogestação::
2,0
1,8
1,6
1,4
1,2
I M
S ,
 %
 P
C
Novilhas
Vacas
-25 -20 -15 -10 -5 0
Dias relativos ao parto
IMPORTÂNCIA DO 
PERÍODO SECO:
� Importância para o feto:
2/3 do feto se forma no último terço da 
gestação e o período seco normalmente 
coincide com este período de grande 
demanda de nutrientes para formação da 
cria
Lactação
Nutrientes direcionados para produção de leite
Gestação
Nutrientes direcionados para formação do feto
IMPORTÂNCIA DO 
PERÍODO SECO:
� Reconstituição dos alvéolos:
A atividade alveolar é muito mais 
intensa durante o período seco do 
animal, preparando o úbere para a 
próxima lactação
IMPORTÂNCIA DO 
PERÍODO SECO:
� Adequação do ECCECC:
A vaca deve secar com escore em torno de 
3,0 e ganhar peso para que no parto ela 
esteja com ECC entre 3,5 e 4,0
Escore da Condição Corporal = 4,0
Ideal para a vaca no momento do parto
Escore da Condição Corporal = 1,0
ECCECCmuito baixo para o momento do parto
Escore da Condição Corporal = 2,0
ECCECCmuito baixo para o momento do parto
Escore da Condição Corporal = 3,0
ECCECC um pouco baixo para o momento do parto
Escore da Condição Corporal = 5,0
Excesso de gordura para o momento do parto
IMPORTÂNCIA DO 
PERÍODO SECO:
� Evitar problemas metabólicos:
- Febre do leite (hipocalcemia)
- Acidose pós parto
- Edema de úbere
- Deslocamento de abomaso
- Partos distócicos
- Retenção de placenta
IMPORTÂNCIA DO 
PERÍODO SECO:
O final do período seco e o início da 
lactação são os momentos mais 
adequados para prevenção de 
distúrbios metabólicos
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
NUTRIÇÃO DE RUMINANTES.
IMPORTÂNCIA DO 
PERÍODO SECO:
� Diminuir gastos com medicamentos
PROCESSOS 
INFECCIOSOS
A redução nos níveis séricos de minerais e 
vitaminas com propriedades antioxidativas
associado ao balanço negativo de energia e 
proteína compromete o sistema imunológico.
Portanto, uma boa nutrição previne inúmeras 
doenças
IMPORTÂNCIA DO 
PERÍODO SECO:
� Formação do colostro:
O colostro se forma nos 21 dias pré-parto e é
muito rico em nutrientes e imunoglobulinas.
Este é mais um motivo pelo qual devemos ter 
uma nutrição especialmente balanceada 
para esta fase do animal
O sucesso de uma 
boa lactação 
começa no
pré-parto
Exigências
nutricionais
Relações entre desequilíbrios nutricionais da dieta 
(deficiência ou excesso) e distúrbios reprodutivos 
e metabólicos do gado leiteiro: 
______________________________________________________________________________
DISTÚRBIO/DOENÇA DEFICIÊNCIA EXCESSO 
______________________________________________________________________________
Febre do Leite Ca, Mg, Proteína K, P
Tetania Mg K, N
Retenção de Placenta Se, Vit. A, Vit. E,
Ca, Cu, I, Proteína Energia
Cetose