A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
AULA 6. Provas de Função e Força Muscular do Ombro

Pré-visualização | Página 1 de 1

Provas de Função e 
Força Muscular do 
Ombro 
PROF. CARLOS EDUARDO CESAR VIEIRA 
TIPOS DE MOVIMENTO 
• Passivo 
 
• Ativo Assistido 
 
• Ativo Livre 
 
• Ativo Resistido 
TESTES DE FUNÇÃO 
Servem para auxiliar a identificação do 
funcionamento e força muscular. 
TESTES DE FUNÇÃO 
• Auxiliam do Diagnóstico 
 
• Uteis para reavaliação 
 
• Simples e barato 
 
• Determina a Capacidade de contrair um Músculo 
ou Grupo Muscular voluntariamente 
TESTES DE FUNÇÃO 
• Conhecimento de Anatomia 
 
• Orientação precisa 
 
• Método padronizado para classificar a força 
muscular 
 
 
ESCALA DE OXFORD 
TESTES DE FUNÇÃO 
• Ambiente silencioso 
 
• Paciente confortável e bem posicionado 
 
• Determinar Função e Graduação de Força 
 
 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM 
FLEXÃO DO OMBRO 
MM. Deltóide anterior, supra-espinhoso e 
coracobraquial 
• Posição do paciente: sentado , coluna ereta e 
MMSS ao lado do corpo 
• O movimento é tentar chegar a flexão do braço 
até 90º. 
• Posição do terapeuta: a mão que aplica a 
resistência fica na região distal do úmero, logo 
acima do cotovelo 
• Instrução ao paciente: “levante o braço até a 
altura do ombro” 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM 
FLEXÃO DO OMBRO 
 Grau 5: mantém a posição final e suporta resistência 
máxima 
 Grau 4: mantém a posição final contra uma resistência 
moderada, porém fadiga quando a resistência é aumentada 
 Grau 3: completa a ADM do teste (até 90º), porém não 
tolera qualquer resistência 
 Grau 2: completa uma amplitude parcial do movimento 
 Grau 1: o examinador sente a atividade contrátil 
palpando o deltóide anterior, mas não ocorre movimento 
 Grau 0: nenhuma atividade contrátil 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM 
EXTENSÃO DO OMBRO 
MM. Grande dorsal, deltóide posterior e 
redondo maior 
• Posição do paciente: DV, braços ao lado, 
cotovelo retificado e ombro em RI (palma para 
cima) 
• O movimento é tentar chegar a extensão máxima 
do braço. 
• Posição do terapeuta: a mão que aplica a 
resistência fica na região distal do úmero, logo 
acima do cotovelo 
• Instrução ao paciente: Levante o braço o mais 
alto que você puder. 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM EXTENSÃO DO 
OMBRO 
 Grau 5: mantém a posição final e suporta resistência 
máxima 
 Grau 4: mantém a posição final contra uma 
resistência moderada, porém fadiga quando a 
resistência é aumentada 
 Grau 3: completa a ADM do teste, porém não tolera 
qualquer resistência 
 Grau 2: completa uma amplitude parcial do 
movimento 
 Grau 1: o examinador sente a atividade contrátil 
colocando os dois dedos na parte lateral do tronco, 
abaixo e por fora do ângulo inferior da escápula, mas 
não ocorre movimento 
 Grau 0: nenhuma atividade contrátil 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM 
ABDUÇÃO DO OMBRO 
MM. Deltóide médio e supra-espinhal 
• Posição do paciente: sentado , coluna ereta e 
MMSS ao lado do corpo 
• O movimento é abrir o braço até 90º. 
• Posição do terapeuta: de pé atrás do peciente. A 
resistência é colocada na região distal do úmero, 
logo acima do cotovelo 
• Instrução ao paciente: “abra o braço até a altura 
do ombro” 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM ABDUÇÃO DO 
OMBRO 
 Grau 5: mantém a posição final e suporta resistência 
máxima 
 Grau 4: mantém a posição final contra uma 
resistência moderada, porém fadiga quando a 
resistência é aumentada 
 Grau 3: completa a ADM do teste ATÉ 90º, porém 
não tolera qualquer resistência 
 Grau 2: completa uma amplitude parcial do 
movimento 
 Grau 1: o examinador sente a atividade contrátil 
palpando o deltóide médio lateralmente ao acromio, 
acima do ombro, mas não ocorre movimento 
 Grau 0: nenhuma atividade contrátil 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM 
ROTAÇÃO EXTERNA DO OMBRO 
MM. Infra-espinhal e redondo menor 
• Posição do paciente: DV, cabeça virada para o 
lado a ser testado. Ombro abduzido a 90º apoiado 
sobre a mesa e antebraço suspenso 
• O movimento é levantar a mão para frente 
• Posição do terapeuta: ao lado do paciente. A 
resistência é colocada com dois dedos na região 
dorsal do punho 
• Instrução ao paciente: “levante a mão para frente 
até a altura da mesa” 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM ROTAÇÃO 
EXTERNA DO OMBRO 
 Grau 5: mantém a posição final e suporta resistência 
máxima 
 Grau 4: mantém a posição final contra uma resistência 
moderada, porém fadiga quando a resistência é aumentada 
 Grau 3: completa a ADM do teste ATÉ 90º, porém não 
tolera qualquer resistência 
 Grau 2: Paciente permanece na mesma posição porém 
com o MS todo pendurado. O paciente encosta o tronco na 
borda da mesa e tenta rodar externamente o braço. 
Assim, completa a ADM com a palma da mão p/ frente 
 Grau 1: o examinador sente a atividade contrátil 
palpando o IE abaixo da espinha da escápula e o redondo 
menor ao longo da borda axilar da escápula 
Grau 0: nenhuma atividade contrátil 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM 
ROTAÇÃO INTERNA DO OMBRO 
MM. Subescapular 
• Posição do paciente: DV, cabeça virada para o 
lado a ser testado. Ombro abduzido a 90º apoiado 
sobre a mesa e antebraço suspenso 
• O movimento é levantar o antebraço para trás 
• Posição do terapeuta: ao lado do paciente. A 
resistência é colocada com dois dedos na região 
palmar do punho 
• Instrução ao paciente: “levante a mão para trás 
até a altura da mesa” 
TESTE DE FORÇA MUSCULAR EM ROTAÇÃO 
EXTERNA DO OMBRO 
 Grau 5: mantém a posição final e suporta resistência 
máxima 
 Grau 4: mantém a posição final contra uma resistência 
moderada, porém fadiga quando a resistência é aumentada 
 Grau 3: completa a ADM do teste ATÉ 90º, porém não 
tolera qualquer resistência 
 Grau 2: Paciente permanece na mesma posição porém 
com o MS todo pendurado. O paciente encosta o tronco na 
borda da mesa e tenta rodar externamente o braço. 
Assim, completa a ADM com a palma da mão p/ frente 
 Grau 1: o examinador sente a atividade contrátil 
palpando profundamente o subescapular dentro da axila 
Grau 0: nenhuma atividade contrátil 
TESTES DE MÚSCULOS ISOLADOS 
PEITORAL MAIOR (FIBRAS SUPERIORES) 
PEITORAL MAIOR (FIBRAS INFERIORES) 
PEITORAL MENOR 
GRANDE DORSAL

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.