4. PSICOLOGIA SOCIAL
15 pág.

4. PSICOLOGIA SOCIAL

Disciplina:Psicologia do Consumidor II6 materiais80 seguidores
Pré-visualização1 página
Psicologia social

Aparência influencia julgamento sobre

personalidade.

• Atratividade física
atribuição de características
desejáveis: sociáveis , amigáveis,
equilibradas,cordiais

 ( Dion 1986, Eagly,1991)

Rosto de bebê

 honestas, confiáveis, cordiais,
submissas, desamparadas,
ingênuas (Zebrowitz,1996)

Convicções amplamente mantidas de que as pessoas têm
características específicas porque integram um grupo particular.

 Poupam energía simplificando o
mundo social.

 Supergeneralizações

 Percepção: subjetiva.

 Inclinação egocêntrica.

Esterótipos

Tendenciosidade na percepção

interpessoal

 Ingroup:

 pertencimento ou

identificação

 Percepção favorável

Outgroup:

 estereotipos negativos

“são todos iguais”,

“eles são inferiores”

Preconceito: presença arraigada na memória

 de associações e atitudes negativas em relação a

membros de um grupo.

 Aprendizagem por
observação.

 Reforçado por aprovação.

Como atuam?

• “Postura automatizada”

• Pressionados, cansados

 julgamento não resulta da
reflexão.

• Curiosidade!

• Preconceito reprimido
pressiona cada vez

mais por expressão.

• Facilitam o processamento
de informação.

• Escudo protetor da
autoestima.

Mecanismos responsáveis pelo preconceito

1.Para justifica-lo  recorremos a amostra distorcida

2. Contemplamos nosso grupo como diferenciado: os
demais como massa homogênea

3. O que contraria o estereótipo é visto como exceção.

4.desconsideramos informações que questionem nosso
juízo

5. a mesma ação é interpretada de forma diferente,
dependendo de quem a pratica

6.portadores e vítimas de preconceito comportam-se de
modo a confirmar os estereótipos.

• Medo existencial.

• Quando inseguros
vemos com outros

olhos o diferente.

 Coletivismo

 Metas grupais antecedem às
pessoais.

 identidade sustenta-se

 nos grupos de pertencimento

(família, grupo de trabalho, classe

social,casta).

 Padrão de educação

 Obedediência, confiabilidade

 Comportamento apropriado.

 Individualismo

Priorizar metas pessoais em
detrimento das grupais.

Identidade: Ênfase no sujeito.

Padrão de educação:

independencia

autoestima

Autoconfiança

competição .

Conformidade

• Solomon Asch (década de
1950)

• Rendir-se a uma pressão
social ou imaginária.

• Maior nível de conformidade
em culturas coletivistas.

• Em grupos maiores

• conformidade se eleva

• “moda”

• “para evitar reclamações”

“para não ser questionado”

Obediência

• Submissão aos comandos diretos de alguém que ocupa
posição de autoridade.

• Stanley Milgram (1963).

• 40 homens

• Falso gerador de choque

• Aprendiz“Experiência de aprendizagem”.

• 65% administraram 30 níveis de choque.

• “A essencia da obediência é
que uma pessoa passa a ver

a si mesma como o

instrumento para executar

os desejos de outra pessoa

e, portanto, não mais se

considera responsável por

suas ações” .

 Milgram