A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
ANÁLISE DO DISCURSO CRÍTICA E SEMIÓTICA

Pré-visualização | Página 1 de 5

ANÁLISE DO DISCURSO CRÍTICA E SEMIÓTICA
1: Considere a seguinte passagem de Lyotard sobre o “saber” a partir das décadas de 1960 e 1970.
I- “(...) ele fazia parte da formação de todo indivíduo para que se tornasse um cidadão participante. Assim sendo, o indivíduo entregava-se ao processo de interiorização do saber. A escola e os professores eram os donos do saber universal e os principais responsáveis pela transmissão do conhecimento aos alunos, os quais, por definição, tinham um saber incompleto. O desnível justificava a autoridade do professor e a obediência do aluno”.
II- “(...) o saber passa a viver uma explosiva exteriorização, tornando-se abundante e acessível. Já não há mais o desnível, de um modo geral, em relação a professor e a aluno quanto à informação. O desnível ocorre no modo de utilização do conhecimento. O saber perde sua condição de uso e passa a ter um valor de venda, vinculando-se às questões do poder econômico e político, ou seja, ele é a moeda que define, na cena internacional, os jogos hegemônicos (entre as nações e entre as empresas multinacionais)”. 
III- “(...) o conhecimento atualmente está intimamente vinculado às questões econômicas e de poder, e esse poder refere-se tanto a quem o detém quanto àquele que, via internet, o difunde, atribuindo-lhe, assim, o que Lyotard chama de valor de troca”.
Qual ou quais das concepções acima estão de acordo comum modelo de sociedade pós-informatizada?
A) I e II.
B) I e III. 
C) I, II e III. 
D) Apenas II. 
E) II e III
2: Mark Poster, em Segunda Era dos Media, considera os sistemas de comunicação eletrônica na globalização como:
A) Linguagens determinantes da vida dos indivíduos e dos grupos em todos os aspectos (social, econômico, cultural e político). 
B) Simples dispositivos instrumentais, que em nada ou muito pouco alteraram as relações de poder.
C) Encadeadores de discussões sobre os processos ideológicos e suas formas de dominação com base na teoria marxista.
D) Modos de interferir no modo das pessoas agirem, pensarem e consumirem os produtos culturais.
E) Forma de reproduzir modelos preestabelecidos e desenvolver a consciência crítica dos consumidores.
3: Fairclough, ao tratar das questões sobre linguagem e globalização, considera que a transformação do capitalismo teve um sentido semiótico com base:
A) na economia do conhecimento e na sociedade do conhecimento e da informação.
B) nos modos de produção e na revolução tecnológica.
C) na reestruturação da economia com base na divisão do trabalho.
D) nos modos de informação e na reestruturação da sociedade moderna.
E) nos meios de comunicação de massa e nas mídias tradicionais.
4: Fairclough, ao tratar na obra Analysing Discourse sobre os tipos de troca e da disposição gramatical, possibilita acrescentar outro tópico relevante para a análise interna do texto e que pode ser reconhecida nesse modelo de análise. Trata-se da:
A) Intertextualidade.
B) Estrutura genérica.
C) Argumentação.
D) Dialética.
E) Ideologia.
5: Analise as sentenças quanto ao percurso teórico da Análise de Discurso Crítica:
I- Modelo tridimensional (1989): texto, interação, contexto.
II- Modelo tridimensional (1992): texto, prática discursiva, prática social.
III- Modelo bidimensional (2003): Análise textual: interna e externa.
IV- Modelo Transdisciplinar (2006): Análise Social.
A) Apenas I está correta.
B) Apenas II está correta.
C) Apenas III está correta.
D) Apenas III e IV estão corretas.
E) Todas estão corretas.
6: A linguagem na perspectiva de uma abordagem transdisciplinar, conforme apontado por Fairclough em Linguagem e Globalização, está diretamente relacionada aos aspectos a seguir:
A) À prática discursiva, à prática social, ao texto.
B) À análise social, à prática discursiva, ao contexto.
C) À relação com a economia política cultural, à multissemiótica, à teoria social.
D) À Análise interna, à análise externa, às ordens do discurso.
E) À intertextualidade, à estrutura genérica, à prática social.
7: Fairclough (2000) considera fundamental o papel da linguagem com parte da prática social quando:
I- discute o poder da linguagem no jogo de interesses, que envolve as relações entre os agentes nas práticas sociais por meio da ADC do novo trabalhismo britânico.
II- refere-se ao fato de que eventos e personalidades políticas passam à condição de produtos e a linguagem utilizada nessa prática social molda-se para satisfazer a necessidade discursiva de uma economia neoliberal, bem caracterizada pelo contexto do novo trabalhismo retratado nessa obra.
III- para exemplificar a importância da linguagem, o autor utiliza o cenário político-governamental do novo trabalhismo em que a linguagem é incrementada por aspectos multimodais por meio da imagem e da postura de Tony Blair, então primeiro ministro britânico. 
A) Apenas I está correta.
B) Apenas II está correta.
C) Apenas II e III estão corretas.
D) Apenas I e III estão corretas.
E) I, II e III estão corretas.
8: A possibilidade de pesquisas sobre as práticas de linguagem no ciberespaço deve considerar que:
A) Não há limites que impeçam “os fluxos de signos, os jogos de linguagem”, uma vez que estes ocupam o primeiro plano, pois segundo Santaela, independente de classe social, racial ou idade cronológica, a interatividade cumpre, no ciberespaço, o seu papel: colocar “desvelar o verdadeiro caráter dialógico da linguagem.”
B) há limites que impeçam “os fluxos de signos, os jogos de linguagem”, uma vez que estes ocupam o segundo plano na constituição da informação.
C) a linguagem configura-se no privilégio da classe social, racial ou idade cronológica dos usuários privilegiados a interagirem no ciberespaço.
D) há uma estabilidade do conceito de espaço-temporal no ciberespaço com base nos fluxos e processos de interatividade. 
E) a linguagem é estruturada por meio dos códigos linguísticos e por isso deve ser vista com base na estrutura linguística e a interatividade é colocada em segundo plano.
9: Na gramática da sintaxe visual a categoria do framing refere-se :
A) à localização dos elementos de linguagem no texto;
B) ao aspecto da tonalidade das cores no texto.
C) ao processo de distribuição das linguagens no texto.
D) à presença ou à ausência de divisão de molduras. 
E) à nuance das imagens não verbais no texto.
10: Sobre as ameaças ecológicas que a humanidade tem de enfrentar no período da pós-modernidade, pode- se considerar três tipos de ameaças:
I- A produção de desperdícios;
II- A poluição;
III- O esgotamento de reservas minerais.
O que desencadeia esses tipos de ameaças?
A) A base do desenvolvimento de uma sociedade moldada pelos modos de produção.
B) A configuração das linhas de produção com base na revolução industrial.
C) O desenvolvimento e a expansão global das instituições sociais ocidentais associadas à importância do crescimento econômico. 
D) As organizações centradas em um poder local e o meio ambiente.
E) As organizações industriais constituídas por um aglomerado humano.
11: Van Leeuwen, ao tratar da modalização enquanto categoria de análise das formas de linguagem na perspectiva da Semiótica Social, entende que:
A) as questões de interação social e as questões de verdade são questões linguísticas.
B) aquilo que se apresenta como verdade em um contexto social deve necessariamente ser visto como verdade em outro.
C) os linguistas e os semioticistas não estão preocupados sem saber o quanto algo é verdadeiro, mas com que veracidade algo é representado. 
D) os lingüistas e semioticistas interessam estão interessados em desvelar a verdade absoluta.
E) os lingüistas e semioticistas interessam em desvelar como os falantes, escritores e outros produtores de signos reproduzem a realidade e utilizam as pesquisas sociais e semióticas para expressar a realidade.
12: Sobre a questão da rede (internet), Fukuyama entende que ela constitui-se como um conjunto de agentes que compartilham normas, valores e objetivos, podendo estabelecer-se no âmbito do Estado,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.