A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
MONOGRAFIA INCLUSÃO

Pré-visualização | Página 1 de 2

A INCLUSÃO DO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA
NOME DO ACADÊMICO
Cidade - MG
MÊS / 2015
NOME DO ACADÊMICO
A INCLUSÃO DO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA
Cidade – MG 
Data / 2015
Obs: a ficha catalogrática deverá ser impressa no verso da folha de Rosto�
DEDICATÓRIA�
AGRADECIMENTO
Agradeço primeiramente a Deus, que me concedeu forças nos momentos difíceis, dos quais por diversas vezes tive vontade de desistir.
Aos meus pais Geraldo e Margarida, a minha irmã Elaine, minha sobrinha Evelyn Caroline ao meu querido e amado filho João Victor, pois me acompanharam durante estes 3 anos de faculdade, de luta, de tropeços, de decepções, mas de muitas alegrias também. A vocês meu muito obrigado por me incentivarem e me apoiarem
Ao meu querido e amado Carlos, que todos os dias me incentivou, não me deixou desistir, nem desanimar frente aos obstáculos, às criticas destrutivas e aos tropeções que por diversas vezes encontrei pelo caminho. A você que sempre me proporcionou todo apoio que eu precisava, e acima de tudo acreditou no meu potencial, e principalmente nesta monografia a qual você conhece tão bem quanto eu. Obrigada.
À minha amiga Ana Paula, que esteve sempre ao meu lado, trocando idéias, dúvidas e experiências, sempre me apoiando e incentivando.
Às minhas amigas Angelita e Aline, que também compartilharam deste desejo, de concluir esta monografia, elas que sempre tiveram tempo para me ouvir, falar da mesma durante os intervalos. E também à Fabiane e à Maria de Lourdes as quais me ensinaram o verdadeiro valor e sentido da amizade e dos amigos.
Às pessoas que acreditaram neste trabalho, e me deram incentivo e forças para concluí-la, agradeço também àquelas que duvidaram, e não acreditaram, pois estas me proporcionaram mais força de vontade e garra para seguir em frente e melhorar cada dia mais.�
EPÍGRAFE
 
�
LISTAS 
QUADRO 01:	xx
QUADRO 02:	xx
TABELA 01:	xx
TABELA 02:	xx
TABELA 03:	xx
TABELA 04:	xx
TABELA 05:	xx
GRÁFICO 01: 	xx
GRÁFICO 02: 	xx
GRÁFICO 03: 	xx
vii
�
SUMÁRIO
1 – INTRODUÇÃO	xx
1.1 – Formulação do Problema	xx
1.2 – Objetivos	xx
1.2.1 – Objetivo Geral	xx
1 2.2 – Objetivos Específicos	xx
1.3 – Justificativa	xx
1.4 – Hipóteses ou questões de estudo	xx
2 – REVISÃO DE LITERATURA	xx
2.1 – Título do capitulo 	xx
2.2 – Título do capitulo	xx
2.3 – Título do capitulo	xx
3 – METODOLOGIA	xx
3.1 – Caracterização do Estudo	xx
3.2 – Caracterização da População	xx
3.3 – Caracterização da Amostra	xx
3.4 – Variáveis do Estudo	xx
3.5 – Instrumento	xx
3.6 – Procedimentos	xx
3.7 – Tratamento Estatístico	xx
3.8 – Cuidados Éticos	xx
4 – RESULTADOS E DISCUSSÃO	xx
5 – CONCLUSÃO	xx
REFERÊNCIAS	xx
ANEXOS	xx
ix
�
RESUMO
O presente trabalho tem como objetivo mostrar que a inclusão é algo que pode acontecer verdadeiramente, basta pensarmos nas necessidades do portador de deficiência e enxergá-los como seres humanos, como qualquer cidadão, com suas dificuldades sim, mas também com suas capacidades e que eles tem direito a educação e viver na sociedade, frequentando escolas como qualquer outra criança. Aceitar um portador de deficiência é aceitar também suas diferenças e limitações.
Para que isto ocorra é necessário ter uma resposta organizada para as suas necessidades educativa sendo competência da escola. Primeiramente falou-se em integração do portador de necessidades especiais, porém percebeu-se na verdade que integrar era apenas colocar a pessoa na sociedade sem dar a elas condições para que de fato pudesse atuar na sociedade. Já o termo inclusão como a própria palavra diz incluir estes deficientes e como Werneck (1997), traduz inclusão como uma forma de humanizar caminhos, ou seja, traçar caminhos fáceis e possíveis que levem de fato à inclusão. Hoje a Lei de Diretrizes e Bases da Educação garante o direito dessas crianças com atendimento preferencialmente na rede regular de ensino, com respeito e suas habilidades e individualidades, cabendo ao professor buscar esses caminhos que levem ao desenvolvimento do portador de necessidades especiais.
Palavras Chaves: inclusão, sociedade, professor.
�
1 – INTRODUÇÃO
Na introdução o autor deverá apresentar o foco de investigação. Deverá ser uma contextualização do tema com os estudos atuais. Sugiro fazer colocar estudos de forma cronológica, pois assim mostrará a evolução do tema. Entre o final da introdução e inicio da formulação do problema do problema, não tem a necessidade de mudança de pagina.
– Formulação do Problema
Deverá se uma frase em forma de pergunta, pois esta dúvida será a força motriz para o desenvolvimento do trabalho.
– Objetivos
1.2.1 – Objetivo Geral
No objetivo geral, sugiro que repitam o título utilizando os verbos ANALISAR, INVESTIGAR entre outros já citados em sala de aula.
1.2.2 – Objetivos Específicos
Deverão ser formulados de acordo com o objetivo geral, fracionando-os. Estes objetivos serão os capítulos da revisão bibliográfica.
– Justificativa
A justificativa deverá ser feita de forma pessoal, esta seção apresentará os “porquês” do estudo.
- Hipóteses
A hipótese de um estudo simples deverá conter pelo menos duas variáveis e indicar o tipo de relação que se prevê entre elas, sendo positiva ou negativa. 
A elaboração das hipóteses deverão ser em uma única frase, podendo ser negativa (H0) ou positiva (Ha ou H1)
Ex:
H0 – Não existe diferença estatisticamente significativa no Índice de Atividade Física entre os gêneros, religião e IMC dos acadêmicos do curso de Educação física da Favenorte; 
Ha – Existe diferença estatisticamente significativa na relação entre o índice de atividade física e a idade
– Definições de termos
Deverá constar as abreviaturas e siglas utilizadas na monografia (Facultativo).
Obs: no final dessa seção, deverá ocorrer a mudança de pagina.
�
2 – REVISÃO DE LITERATURA
A revisão de literatura é a coletânea de capítulos acerca do tema investigado, sendo construído por meio de livros, artigos, monografias, dissertações e teses sendo obedecidas as normas da ABNT.
Os capítulos da revisão deverão seguir aos objetivos específicos e serão números. Entre o final de cada capitulo e o inicio de outro, não tem necessidade de mudança de pagina. 
2.1 – ATIVIDADE FISICA
2.1.1 – Conceito
2.1.1.1 – Benefícios da atividade física
Caixa Baixa
Quando citar um autor no inicio da frase: ex: Segundo Cruz (2008);
Quando citar dois autores, ex: Segundo Cruz e Lessa Junior (2008);
Quando citar três ou mais autores, ex: Cruz et al. (2008);
CAIXA ALTA
Quando citar um autor no final da frase: ex: (CRUZ, 2008);
Quando citar dois autores, ex: (CRUZ; LESSA JUNIOR, 2008);
Quando citar três ou mais autores, ex: (CRUZ et al., 2008)
Citação longa (acima de três linhas):
A citação deve constituir um parágrafo independente recuado à direita (a 4 cm da margem esquerda com letra times new roman ou arial, tamanho 12, com espaçamento simples; seguida da referência. Observe o exemplo a seguir:
O primeiro questionário para mensurar a atividade física habitual (afh), originou-se na holanda através de um questionário existente (sewl) no qual continha 53 perguntas relacionadas a atividades diárias. (LESSA JUNIOR, 2007, p. 56).
As figuras, tabelas e graficos deverão seguir a seguinte formatação: Tamanho: 10, letra: Arial e negrito. As dimensões dos mesmos deverão seguir a seguinte medida:
�
3 – METODOLOGIA 
3.1 – Caracterização do estudo
Este item facilita o delineamento do estudo podendo ser: Pesquisa Bibliográfica; Estudos, Exploratório, Descritivo, Estudo de Caso e Estudo Comparativo; Pesquisa participante; Pesquisa Histórica; Pesquisa Experimental. Estes estudos podem ter cortes