A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
QUESTÕES DE DIREITO PREVIDECIÁRIO

Pré-visualização | Página 1 de 8

Disciplina: CCJ0067 - DIREITO PREVIDENCIÁRIO  
	
	 
	Ref.: 201301506963
		
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	Joaquim trabalhava na empresa Irmãos Coragem Ltda, há três anos percebendo a importância mensal de R$ 700,00. Em 01/01/2009 foi preso em flagrante delito por assalto a mão armada e foi encarcerado por um ano quando então obteve liberdade em 02/01/2010. Ocorre, todavia, que Joaquim, em 01/02/2010, contraiu tuberculose que o impossibilita de trabalhar. A Sra. Gertrudes, sua vizinha, informou que ele tem direito a receber benefício previdenciário de Auxílio-Doença. Marque a opção que demonstra por quanto tempo ele permanecerá em período de graça.
		
	
	06 meses.
	
	36 meses.
	
	03 meses.
	
	24 meses.
	 
	12 meses.
	
	 
	Ref.: 201302107951
		
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	A respeito da manutenção e perda da qualidade de segurado é correto afirmar que
		
	
	o segurado que estiver recebendo benefício por incapacidade mantém essa qualidade durante seis meses após a cessação do benefício, independentemente do retorno à atividade remunerada.
	 
	é irrelevante para a concessão da aposentadoria por idade, desde que o segurado comprove a carência exigida para obtenção do benefício.
	
	a perda da qualidade de segurado acarreta o reinício da contagem do prazo de carência para obtenção de auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e aposentadoria especial.
	
	o segurado facultativo tem um período de graça de seis meses, prazo que poderá ser prorrogado por doze meses se comprovada a situação de desemprego perante o Ministério de Trabalho e Emprego
	
	a perda da qualidade de segurado não será considerada para a concessão de auxílio-doença, aposentadoria especial e aposentadoria por tempo de contribuição.
	
	 
	Ref.: 201302188714
		
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	O INSS, autarquia federal, resultou da fusão das seguintes autarquias:
		
	
	DATAPREV e LBA.
	
	FUNABEM e CEME
	 
	IAPAS e INPS.
	
	INAMPS e SINPAS
	
	IAPAS e INAMPS
	
	 
	Ref.: 201302213573
		
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	O marco inicial da Previdência Social propriamente dita no Brasil ocorreu com:
		
	
	O Decreto nº 22.872, de 29 de junho, que criou o Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Marítimos, a primeira instituição brasileira de previdência social de âmbito, com base na atividade genérica da empresa.
	 
	a Lei Eloy Chaves (que na verdade é um Decreto Legislativo nº 4.682, de 24 de janeiro de 1923), criando para cada Estrada de Ferro do País uma Caixa de Aposentadoria e Pensões.
	
	A Lei n° 3.397, de 24 de novembro de 1888, que criou a Caixa de Socorros em cada uma das Estradas de Ferro do Império.
	
	O Decreto n° 9.912-A, de 26 de março de 1888, que regulou o direito à aposentadoria dos empregados dos Correios.
	
	A Lei nº 5.316, de 14 de setembro de 1967, que integrou o Seguro de Acidente do Trabalho na previdência social, fazendo-o desaparecer como ramo à parte, em outra medida de grande alcance do ponto de vista da racionalização da previdência social.
	
	 
	Ref.: 201302099506
		
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Lei n.º 8.212/1991 prevê que tem a faculdade, e não a obrigatoriedade, de ser segurado da previdência social:
		
	
	o brasileiro civil domiciliado e contratado no exterior que trabalhe para a União, em organismos oficiais brasileiros localizados no exterior, e que não seja segurado na forma da legislação vigente do país do domicílio.
	
	o estrangeiro que, com residência permanente no Brasil, preste serviço no Brasil a missão diplomática estrangeira.
	
	o empregado doméstico.
	 
	o maior de quatorze anos de idade que se filiar ao RGPS mediante contribuição desde que não incluído em uma das hipóteses de segurado obrigatório.
	
	o estrangeiro domiciliado e contratado no Brasil para trabalhar como empregado em sucursal ou agência de empresa nacional no exterior.
	
	 
	Ref.: 201302171719
		
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Acerca da evolução histórica do direito previdenciário brasileiro, assinale a opção correta.
		
	
	Ao longo de décadas, o Estado brasileiro deixou de concedeu diversos direitos sociais a seus cidadãos, tendo sido instituídos benefícios previdenciários ao trabalhador apenas com a promulgação da CF.
	
	A Constituição Federal de 1934 é considerada retrocedente quanto à proteção ao trabalhador, haja vista terem sido dela excluídos os benefícios de proteção à maternidade e os provenientes de acidente de trabalho.
	
	O Decreto Legislativo n.º 4.682/1923, também conhecido como Lei Eloy Chaves, é considerado um marco do direito previdenciário brasileiro, devido ao fato de, por meio dele, ter sido criado o Ministério da Previdência e Assistência Social
	 
	O ordenamento jurídico brasileiro coexistiu com inúmeros regimes previdenciários específicos até a edição do Decreto-lei n.º 72/1966, mediante o qual foram unificados os institutos de aposentadorias e centralizada a organização previdenciária no INPS.
	
	Ocorreram inúmeras modificações na organização administrativa previdenciária brasileira ao longo de seu desenvolvimento, tais como a transformação do Fundo de Assistência e Previdência do Trabalhador Rural em INPS e, em seguida, mediante a CF, a transformação deste em INSS.
	
	 
	Ref.: 201302171732
		
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Segundo a Comissão Econômica para América Latina (CEPAL), citada por Boschetti (2008), a Reforma da Previdência brasileira, no que diz respeito à sua natureza, pode ser classificada como
		
	 
	paramétrica.
	
	progressista
	
	recessiva
	
	global
	
	estrutural
	
	 
	Ref.: 201301506850
		
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	O plano custeio da Previdência Social e os planos benefícios da Previdência Social previstos no capítulo da Ordem Social da Constituição Federal em vigor, foram regulamentados, respectivamente, pelas leis:
		
	 
	n.ºs 8.212/91 e 8.213/91.
	
	n.ºs 8.213/91 e 8.212/91.
	
	n.ºs 8.112/91 e 8.113/91.
	
	n.ºs 8.212/91 e 8.113/91.
	
	n.ºs 8.112/91 e 8.212/91.
	
	Disciplina: CCJ0067 – DIREITO PREVIDENCIÁRIO 
	
	 
	Ref.: 201302171724
		
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	Acerca do Sistema Nacional de Assistência e Previdência Social (SINPAS), que agrupou o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) e o Instituto Nacional de Administração da Previdência Social (IAPAS), pode-se afirmar corretamente.
		
	 
	Entre outras competências cabia ao Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), como entidade do SINPAS, a concessão e manutenção de benefícios e outras prestações em dinheiro, inclusive aquelas que estavam a cargo do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural).
	
	As entidades integrantes do SINPAS preservaram seus bens móveis e imóveis, não sendo permitido ao MPAS a promover a transferência, de uma para outra entidade do SINPAS, de bens imóveis e de direitos a eles relativos.
	
	A Empresa de Processamento de Dados da Previdência Social (Dataprev) passou a integrar o SINPAS, na condição de órgão autônomo da estrutura do Ministério da Previdência e Assistência Social (MPAS).
	
	As receitas das entidades do SINPAS formaram o Fundo de Previdência e Assistência Social (FPAS) administrado por um colegiado, integrado pelos dirigentes daquelas entidades, sob a presidência do Ministro da Fazenda.
	
	Com a criação do SINPAS ocorreu a unificação do custeio dos regimes de benefícios e serviços dos trabalhadores urbanos e rurais.
	
	 
	Ref.: 201302099405
		
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Marque a opção correta:
		
	
	a entrevista

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.