A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
QUESTÕES DE DIREITO PREVIDECIÁRIO

Pré-visualização | Página 4 de 8

transcorrido o período de graça desde que o segurado volte a pagar contribuições destinadas ao custeio do RGPS, com a consequência da perda de qualquer cobertura previdenciária para o segurado e seus dependentes.
	
	 
	Ref.: 201301545390
		
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Há uma hierarquia entre as classes de dependentes, no sentido de que a existência de dependentes de uma classe anterior exclui os dependentes da classe seguinte. Diante desta asertiva é coreto afirmar que são os de primeira classe:
		
	 
	o cônjuge, a companheira, o companheiro e o filho não emancipado em qualquer condição, menor de vinte e um anos ou inválido, gozam de presunção absoluta de dependência econômica.
	
	qualquer pessoa;
	
	o irmão adotivo.
	
	os pais do segurado;
	
	irmão não emancipado, de qualquer condição, menor de vinte e um anos ou inválido.
	
	 
	Ref.: 201301941845
		
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Considere que Pedro, segurado do RGPS, com 62 anos de idade, perdeu o emprego há três anos e dois meses e não conseguiu retornar ao mercado de trabalho, perdendo, por isso, a qualidade de segurado do RGPS, apesar de ter contribuído por mais de vinte anos. Nessa situação hipotética, Pedro poderá requerer o benefício de aposentadoria por idade ao completar 65 anos? Comente.
		
	 
	Sim, a perda da qualidade de segurado não interfere na concessão deste benefício quando o segurado já tem cumprido a carência exigida e implemente a condição da idade mínima exigida, que é de 65 anos.
	
	Não, a perda da qualidade de segurado interfere na concessão deste benefício mesmo que o segurado já tem cumprido a carência exigida e implemente a condição da idade mínima exigida, que é de 65 anos.
	
	Sim, a perda da qualidade de segurado não interfere na concessão deste benefício quando o segurado já tem cumprido a carência exigida e implemente a condição da idade mínima exigida, que é de 68. anos.
	
	Não, pois não há qualquer carência para esse benefício.
	
	Não, a perda da qualidade de segurado interfere na concessão deste benefício mesmo que o segurado já tem cumprido a carência exigida e implemente a condição da idade mínima exigida, que é de 67 anos.
	
	 
	Ref.: 201301507517
		
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Não é necessário comprovar dependência econômica dos seguintes dependentes do segurado da Previdência Social:
		
	
	Menor tutelado, irmão não emancipado e enteado.
	
	Cônjuge, filho não emancipado do segurado e companheiro(a).
	 
	Cônjuge, companheiro(a), pais e o filho não emancipado do segurado.
	
	Pais, irmão não emancipado e enteado do segurado.
	
	Os avós paternos e maternos.
	
	 
	Ref.: 201301550632
		
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	A respeito da manutenção e perda da qualidade de segurado é correto afirmar que
		
	
	a perda da qualidade de segurado acarreta o reinício da contagem do prazo de carência para a obtenção de auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e aposentadoria especial.
	 
	é irrelevante para a concessão da aposentadoria por idade, desde que o segurado comprove a carência exigida para a obtenção do benefício.
	
	o segurado facultativo tem um período de graça de seis meses, prazo que poderá ser prorrogado por doze meses se comprovada a situação de desempregado perante o Ministério do Trabalho e Emprego.
	
	a perda da qualidade de segurado não será considerada para a concessão de auxílio-doença, aposentadoria especial e aposentadoria por tempo de contribuição.
	
	o segurado que estiver recebendo benefício por incapacidade mantém essa qualidade durante seis meses após a cessação do benefício, independentemente do retorno à atividade remunerada
	
	 
	Ref.: 201301545282
		
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	Quanto aos dependentes, são consideradas prestações previdenciárias compreendidas pelo Regime Geral de Previdência Social:
		
	
	pensão por morte e aposentadoria especial.
	 
	auxílio-reclusão e pensão por morte.
	
	auxílio-reclusão e aposentadoria por tempo de contribuição.
	
	aposentadoria por invalidez e auxílio-doença.
	
	aposentadoria por idade e auxílio-doença.
	
	1a Questão
	
	
	
	A indústria Alpha Ltda. contratou Amaury, para gerenciar sua área de vendas, pagando, a título de salário, R$ 3.000,00. De acordo com a atividade preponderante da empresa, que possui grau de risco leve, é correto afirmar que a contribuição para custeio de acidente de trabalho será de:
		
	
	6%.
	
	3%.
	
	2%.
	
	4,5%.
	 
	1%.
	
	 
	Ref.: 201302099472
		
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	O financiamento da Seguridade Social, incluindo a assistência social,
		
	
	compete às empresas e aos trabalhadores, mediante as contribuições obrigatórias ao Regime Geral de Previdência Social.
	
	consiste nas contribuições das empresas, dos segurados e na renda líquida das loterias federais.
	
	é tripartite, a cargo do Poder Público, das empresas e dos trabalhadores.
	 
	cabe a toda a sociedade, direta e indiretamente.
	
	compete à União, com recursos do respectivo orçamento fiscal.
	
	 
	Ref.: 201301545285
		
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Independentemente de contribuições, mantém a qualidade de segurado:
		
	
	até doze meses após a cessação das contribuições, o segurado facultativo.
	
	até três meses após a cessação das contribuições, o segurado facultativo.
	
	até doze meses após o licenciamento, o segurado incorporado às Forças Armadas para prestar serviço militar
	
	até seis meses após o licenciamento, o segurado incorporado às Forças Armadas para prestar serviço militar.
	 
	quem está em gozo de benefício, sem limite de prazo.
	
	 
	Ref.: 201301545379
		
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Matheus aposentou-se, mas em razão de sua posentadoria não suprir as necessidades familiares, voltou ao mercado de trabalho. Neste caso, Matheus será segurado obrigatório?
		
	
	sim, desde que a atividade exercida pelo aposentado seja abrangida pelo INAMPS.
	
	sim, desde que o aposentado haja de boa-fé.
	 
	sim, desde que a atividade exercida pelo aposentado seja abrangida pelo RGPS.
	
	sim, desde que a atividade exercida pelo aposentado não seja abrangida pelo RGPS.
	
	não, vez que aposentado não contribui de forma alguma.
	
	 
	Ref.: 201301545279
		
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Eládio é segurado facultativo da Previdência Social e está enfrentando graves problemas financeiros que o impossibilitaram de recolher as devidas contribuições dos últimos quatro meses. Neste caso, em regra, Eládio
		
	
	não manterá a qualidade de segurado, uma vez que a Lei nº 8.213/1991 resguarda esta qualidade até dois meses após a cessação das contribuições
	
	mantém a qualidade de segurado, até dez meses após a cessação das contribuições.
	
	não manterá a qualidade de segurado, uma vez que a Lei nº 8.213/1991 resguarda esta qualidade até três meses após a cessação das contribuições.
	
	não manterá a qualidade de segurado, uma vez que a Lei nº 8.213/1991 resguarda esta qualidade até trinta dias após a cessação das contribuições.
	 
	mantém a qualidade de segurado até seis meses após a cessação das contribuições.
	
	 
	Ref.: 201301558516
		
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Não constitui receita das contribuições sociais:
		
	 
	as provenientes da União
	
	as das empresas, incidentes sobre a remuneração paga ou creditada aos segurados a seu serviço
	
	as dos empregadores domésticos, incidentes sobre o salário-de-contribuição dos empregados domésticos a seu serviço