A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
49 pág.
aula em pdf

Pré-visualização | Página 2 de 3

respondem 
de maneira semelhante.
Coerência: o observador sempre busca 
uma coerência nas ações das pessoas.
Distorções da percepção
Distorção é o fenômeno pelo qual 
transformamos à realidade para que ela se 
adapte a nossa cultura, crença, valores e 
até mesmo às impressões e intenções 
momentâneas.
Distorções da percepção
ƒ Percepção seletiva 
ƒ Efeito de halo – impressão da pessoa a 
partir de uma só característica
ƒ Projeção – atribuição das características 
próprias a outra pessoap p p
ƒ Estereótipo – juízo formado a respeito da 
pessoa, segundo a percepção do grupo a 
qual pertence
ƒ Efeito de contraste – avaliação da 
pessoa a partir de comparaçãopessoa a partir de comparação.
Importância do estudo
da percepção.
A percepção influi na forma como se 
descrevem as situações da organização.
Administradores, subordinados, colegas 
veem e descrevem a mesma situação de 
maneira diferente.
Conflitos podem surgir em razão de 
percepções diferentes
Percepção na organização
Processos que podem sofrer impacto da 
nossa percepção
ƒ Entrevistas de emprego
ƒ Avaliação de desempenho
ƒ Tomada de decisãoƒ Tomada de decisão
ƒ Definição de estratégias
ƒ Lealdade do empregado 
ƒ Esforço do empregado
Pontos-chaves na administração 
da percepção
ƒ aumentar a frequência de observações e 
em situações diferenciadas;
ƒ procurar um leque amplo de 
informações;
ƒ tentar enxergar a situação como outros oƒ tentar enxergar a situação como outros o 
fariam (empatia);
ƒ estar consciente das distorções 
perceptivas;
ƒ quanto melhor a compreensão de mim q p
mesmo, maior a possibilidade de 
compreensão do outro.
Interatividade
“De um modo geral, vemos apenas as coisas que estamos 
procurando.... A tal ponto que às vezes até as vemos onde 
não estão.” Eric Hoffer. Ao analisarmos a citação acima 
podemos dizer que: 
I. Criamos um padrão que se ajusta ao nosso padrão 
tradicional, ou àquilo que gostaríamos que nosso 
padrão fosse.
II. Percepção é capacidade que algumas pessoas 
possuem de conseguir que outras, de modo 
espontâneo, ultrapassem o estabelecido formalmente
III. Quando descrevemos o que vemos, na verdade 
descrevemos o mundo de forma objetiva e do jeito que 
ele se apresenta
Assinale a opção verdadeira:Assinale a opção verdadeira:
a) II e III estão corretas
b) I e III estão corretas
c) I e II estão corretas
d) Somente a I está correta
e) Todas estão corretas
Motivação
De acordo com Maximiano (2000), há dois 
grupos de motivos que influenciam o 
desempenho, que são:
ƒ Motivos internos: são aqueles que 
surgem das próprias pessoas, como 
aptidões, interesses, valores e 
habilidades da pessoa. 
ƒ Motivos externos: são aqueles criados 
pela situação ou ambiente em que a 
pessoa se encontra. São estímulos ou 
i ti bi t fincentivos que o ambiente oferece. 
Motivação
A motivação é intrínseca, mas as 
organizações podem fornecer estímulos ou 
incentivos, com o objetivo de despertar o 
interesse ou a necessidade das pessoas.
Motivação
ƒ Fatores que provocam, canalizam e 
sustentam o comportamento do 
individuo
ƒ Forças internas do indivíduo que 
respondem pelo nível, rumo e 
persistência do esforço despendido no 
trabalho.
ƒ Estado interno que pode resultar de uma 
necessidade. É descrito como ativador 
de comportamento geralmente dirigido 
ti f ã d id dpara a satisfação da necessidade.
Motivação
Motivação/frustração
O bloqueio ou impedimento de alcançar um 
objetivo faz com que a pessoa se frustre. 
Formas de comportamento frustrado:
Mecanismos de defesa
ƒ Agressãoƒ Agressão
ƒ Racionalização
ƒ Regressão
ƒ Fixação
ƒ Resignaçãoƒ Resignação
Teorias motivacionais
Existem várias teorias motivacionais, 
iremos nos concentrar nas mais utilizadas 
nas organizações. 
As teorias de conteúdo - enfatizam o que 
motiva as pessoas, 
As teoria de processo, como as pessoas se 
mobilizam e, as de reforço, a manutenção 
da motivação.
Teoria da hierarquia de Maslow
Teoria das necessidades 
adquiridas – Mcclelland
ƒ Necessidade de realização: as pessoas 
tendem a preferir situações que envolvem 
risco moderado e responsabilidade 
pessoal pelo sucesso;
ƒ Necessidade de associação: as pessoas 
tendem a ser acolhedoras e simpáticas 
em seus relacionamentos,
Necessidade de poder: é o desejo de um 
indivíduo de influenciar no controle e no 
ambiente social e envolve:
ƒ Poder pessoal
ƒ Poder social
Interatividade
Em relação a motivação assinale a alternativa correta: 
a) As necessidades sociais são as mais intensas, 
quando não forem de alguma forma satisfeitas, 
elas monopolizam o comportamento. 
b) As etapas do ciclo motivacional envolvendo a 
satisfação de uma necessidade são: necessidade, 
tensão, comportamento ou ação, satisfação da 
necessidade e redução da tensão.
c) Motivação á algo extrínseco e por isso as 
organizações devem incentivar e estimular as 
pessoas para que elas se mobilizem.
d) A necessidade nem sempre é satisfeita e por isso d) ecess dade e se p e é sat s e ta e po sso
pode gerar apatia
e) As pessoas estão sempre conscientes do que 
querem e por isso direcionam o seu 
comportamento para os seus objetivos.
Teoria X e Y – McGregor
Teoria X Teoria Y
O trabalho é intrinsecamente 
desagradável para a maioria 
das pessoas
O trabalho é tão natural 
quanto o jogo, desde que as 
condições sejam favoráveis
Como não gosta de trabalhar, As pessoas demonstram 
ele precisa ser coagido, 
controlado ou ameaçado com 
punições para que cumpra as 
metas;
auto-orientação e 
autocontrole se estiverem 
comprometidas com os 
objetivos;
Os trabalhadores evitam as 
responsabilidades e buscam
orientação formal sempre que
na média, as pessoas 
podem aprender e aceitar e 
até buscarorientação formal sempre que 
possível;
até buscar 
responsabilidades;
A motivação ocorre apenas 
nos níveis fisiológicos e de 
segurança.
a inovação e a criatividade 
estão distribuídas por toda a
população.
Teoria dos dois fatores
de Herzberg
Teoria da expectativa de Vroom
A teoria estabelece que:
ƒ o desempenho que se alcança é 
proporcional ao esforço que se faz;
ƒ o esforço que se faz é proporcional ao 
valor que se dá à recompensa;q p ;
ƒ se a recompensa for atraente, a 
motivação para o esforço será grande.
Teoria da expectativa de Vroom
Chiavenato (1997) nos diz que a motivação 
está diretamente ligada a três fatores:
ƒ Expectativa: relacionado aos objetivos 
individuais e à força do desejo de atingir 
tais objetivos, bem como à percepção de 
que poderá atingi-los
ƒ Valência: refere-se ao grau de 
importância que tem o objetivo para o 
indivíduo.
ƒ Instrumentalidade: possibilidade de a p
ação de se atingir o objetivo ser 
recompensadora.
Teoria da equidade de
Stacy Adams
Os trabalhadores avaliam o esforço que 
dedicaram a uma atividade (entrada) e o 
que obtiveram com isso (resultado);
então, 
comparam sua proporção de entrada e p p p ç
resultado com a proporção de outros 
funcionários que consideram relevantes. 
ƒ Ao fazer a comparação, se as 
proporções são iguais, diz-se que existe 
um estado de equidade, caso contrário, q , ,
tem-se a sensação de inequidade ou 
injustiça.
Teoria do estabelecimento de 
objetivos de Edwin Locke
Nessa teoria, a participação dos 
funcionários no estabelecimento dos 
objetivos será sempre desejável;
Ela será preferível quando articulada em 
termos de objetivos específicos e difíceis, 
tornando uma poderosa fonte motivacional.
Teoria do reforço
Abordagem comportamentalista em que o 
comportamento do indivíduo pode ser 
controlado por meio do reforço, ou seja, 
quando o indivíduo dá uma resposta 
adequada, essa resposta deve ser reforçada 
para que ela se

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.