Aula 2 – Pontuação Clareza e concisão
60 pág.

Aula 2 – Pontuação Clareza e concisão


DisciplinaPrtugues11 materiais22 seguidores
Pré-visualização2 páginas
*
Aula 2 \u2013 Pontuação
Clareza e concisão
*
Sinais de pontuação
São recursos gráficos próprios da linguagem escrita. 
Não reproduzem toda a riqueza melódica da linguagem oral
Estruturam os textos e procuram estabelecer as pausas e as entonações da fala
1) Assinalar as pausas e as inflexões de voz (entoação) na leitura;
2) Separar palavras, expressões e orações que devem ser destacadas;
3) Esclarecer o sentido da frase, afastando qualquer ambiguidade.
*
A pontuação é constituída pelos seguintes sinais gráficos 
os sinais separadores
os sinais de comunicação:
 vírgula [,]; 
ponto e vírgula [;]; ponto final [.];
ponto de exclamação[!]; 
reticências [...]
dois pontos [:]; 
Aspas [\u201c \u201c]; 
travessão simples [ - ];
 travessão duplo [  - -  ]; 
parênteses [( )];
 chaves [ { } ]
*
O velho e bom testamento 
    Um homem muito rico estava extremamente doente, agonizando. Pediu papel e caneta e escreveu, sem pontuação alguma, as seguintes palavras:
    'Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres. \u2018 
    Não resistiu e se foi antes de fazer a pontuação. Ficou o dilema: quem herdaria a fortuna? Eram quatro concorrentes.
*
A irmã 
Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.
*
O sobrinho
         Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.     
*
O padeiro
         Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.          
*
Os pobres
         Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres     .
*
Pontuar é sinalizar gramatical e expressivamente um texto.
Celso Cunha, Gramática do Português Contemporâneo, p.618.
 As quatro frases têm a mesma estrutura e as mesmas palavras, mas cada uma apresenta um significado:
 1. Ao perceber que ia cair, Maria gritou: mamãe! 2. Ao perceber que ia cair, Maria, gritou mamãe! 3. Ao perceber que ia cair, Maria gritou, mamãe. 4. Ao perceber que ia cair Maria, gritou mamãe.
*
Ponto
Enfatiza mensagens
Marca o fim de uma oração declarativa
Marca o fim de uma oração interrogativa indireta
Marcam a última oração de um período composto
Indica o fim de um parágrafo
Você. Está. Precisando. Dirigir. Um. Carro. Com. Câmbio. Em. Que. Você. Não. Sente. A. Mudança. De. Marcha. 
*
Você está precisando dirigir um carro com câmbio em que você não sente a mudança de marcha. Audi A4 com Multitronic. O único câmbio com velocidade contínua.
*
Ponto de interrogação
Indicar pergunta direta: 
O que você quer dizer com isso?
Pode aparecer no fim de uma pergunta intercalada: 
A imprensa (quem a contesta?) é o mais poderoso meio de divulgação do pensamento.
Pode combinar-se ao ponto de exclamação (recurso expressivo): 
Eu ?! Que ideia! Jamais faria isso!
 
*
Ponto de exclamação
Usa-se depois das interjeições, das locuções ou das frases exclamativas, exprimindo surpresa, espanto, susto, indignação, piedade, ordem, súplica, etc.
*
Reticências
Suspensão ou interrupção do pensamento;
Corte da fala de um personagem pelo interlocutor;
Hesitação ou breve interrupção do pensamento;
Prolongamento da idéia;
Movimento ou a continuação de um fato;
Supressão de trecho \u2013 usadas entre parênteses.
*
Dois pontos
Na enumeração, explicação, resumo ou consequência do que se disse antes.
Para introduzir uma fala no discurso direto.
Para indicar uma citação;
Para indicar apostos.
 Procurei o motivo do apelido curioso, nada vi semelhante ao objeto da comparação: um homem atento, grave, de rosto inexpressivo.
Graciliano RAMOS. Infância. Rio de Janeiro: Record. 1993
*
Dois pontos
Do ponto de vista sociológico são cinco os aspectos relevantes capazes de fundamentar a unidade e a homogeneidade do trabalho:
dependência da força de trabalho da atividade remunerada, logicamente que não proprietária;
submissão ao controle de relação das autoridades empresarialmente organizadas;
risco permanente de perda das oportunidades de trabalho por motivos subjetivos ou objetivos;
efeito unificador da existência e atuação de grandes entidades, como por exemplo os sindicatos;
autoconsciência do trabalho, que é visto como fonte de toda a riqueza e cultura.
*
Os parênteses
para intercalar uma idéia ou uma oração acessória num texto.
Para isolar uma sigla.
\u201cA Organização Pan-Americana de saúde (OPAS) planeja (...).\u201d
Para isolar elementos químicos em determinados textos.
\u201csendo constituída principalmente de gás carbônico (CO2), metano (CH4) ...\u201d
 
*
O travessão
Indicar o discurso direto.
\u2014 É engenhoso! \u2014 exclamou.
\u2014 Perfeitamente científico.
isolar palavras ou enunciados intercalados em outros enunciados (travessão duplo)
 Parece-me que esse recurso à ficção, que possibilita em casos excepcionais evitar a aplicação da lei \u2014 procedimento inconcebível em moral \u2014, vale mais do que o fato de prever expressamente, na lei, que a eutanásia constitui um caso de escusa ou de justificação.
*
Pontue o texto
A doação do Joãozinho no parque Joãozinho pede dinheiro a sua mãe para dar a um velhinho a mãe sensibilizada dá o dinheiro mas pergunta ao filho para qual velhinho você vai dar o dinheiro meu anjo para aquele ali que está gritando "Olha a pipoca quentinha
*
A doação do Joãozinho no parque
Joãozinho pede dinheiro a sua mãe para dar a um velhinho. A mãe, sensibilizada, dá o dinheiro, mas pergunta ao filho:
Para qual velhinho você vai dar o dinheiro meu anjo?
Para aquele ali que está gritando "Olha a pipoca quentinha\u201d.
*
Usos da vírgula
Para destacar elementos intercalados, como: 
a) uma conjunção
Estudamos bastante, logo, merecemos férias!
b) um adjunto adverbial
Estas crianças, com certeza, serão aprovadas.
Obs.: a rigor, não é necessário separar por vírgula o advérbio e a locução adverbial, principalmente quando de pequeno corpo, a não ser que a ênfase o exija.
*
Usos da vírgula
c) um vocativo
Maria, não quero chegar atrasado.
d) um aposto
Juliana, a aluna destaque, passou no vestibular.
e) Uma expressão explicativa (isto é, a saber, por exemplo, ou melhor, ou antes, etc.)
O amor, isto é, o mais forte e sublime dos sentimentos
*
Usos da vírgula
 Para separar termos deslocados de sua posição normal na frase.
O documento de identidade, você trouxe?
Para separar elementos paralelos de um provérbio.
Tal pai, tal filho.
*
Usos da vírgula
Omitir um verbo, que geralmente já foi citado.
Paulo bebeu cinco cervejas e João, três. 
Para isolar elementos repetidos.
A casa, a casa está destruída. Estão todos cansados, cansados de dar dó!
*
Usos da vírgula
Para separar orações intercaladas.
O importante, insistiam os pais, era a segurança da escola.
Para separar orações coordenadas assindéticas.
O tempo não para no porto, não apita na curva, não espera ninguém.
*
Usos da vírgula
Para separar orações coordenadas adversativas, conclusivas, explicativas e algumas orações alternativas.
Esforçou-se muito, porém não conseguiu o prêmio.
Vá devagar, que o caminho é perigoso.
Estuda muito, pois será recompensado.
As pessoas ora dançavam, ora ouviam música.
*
A conjunção "e"
Conjunção aditiva 
1) Quando as orações coordenadas tiverem sujeitos diferentes.
O homem vendeu o carro, e a mulher protestou.
Neste caso, "O homem" é sujeito de "vendeu", e "A mulher" é sujeito de "protestou".  
*
A conjunção "e"
2) Quando a conjunção "e" vier repetida com a finalidade de dar ênfase (polissíndeto).
E chora, e ri, e grita, e pula de alegria.
3) Quando a conjunção "e" assumir valores distintos que não seja da adição (adversidade, consequência, por exemplo)
Coitada! Estudou muito,