ROTEIRO PARA ESTUDO DAS DOENÇAS DO APARELHO REPRODUTOR 2018.1   Cópia
8 pág.

ROTEIRO PARA ESTUDO DAS DOENÇAS DO APARELHO REPRODUTOR 2018.1 Cópia


DisciplinaFisiologia I33.497 materiais326.675 seguidores
Pré-visualização3 páginas
por doenças pulmonares.
A clamídia é uma das causas da infertilidade masculina e feminina.
Nos homens, a bactéria pode causar inflamações nos epidídimos (epididimite) e nos testículos (orquite), capazes de promover obstruções que impedem a passagem dos espermatozoides. Nas mulheres, o risco é a bactéria atravessar o colo uterino, atingir as tubas uterinas provocar a doença inflamatória pélvica (DIP).
Esse processo infeccioso pode ser responsável pela obstrução das tubas e impedir o encontro do óvulo com o espermatozoide, ou então dar origem à gravidez tubária (ectópica), se o ovo fecundado não conseguir alcançar o útero.
Não é necessário fazer um espermograma, visto que a clamídia foi tratada e o espermograma não é um exame recorrente. A clamídia tratada vai ocorrer a desobstrução, levando ao fluxo normal do espermatozoide. 
7) Uma criança de 7 meses de idade, sexo masculino, foi avaliada pelo pediatra que identificou ausência de ambos os testículos na bolsa escrotal. Feito o diagnóstico de criptorquidismo. Quais as consequências desse diagnóstico? Até que idade o reposicionamento testicular deve ser feito? 
A criptorquidia ou criptorquia ocorre quando um ou ambos os testículos não se encontram na bolsa escrotal no momento do nascimento do bebê.
A maioria dos casos de criptorquidia ocorre por um testículo que não migrou do abdômen para a bolsa escrotal na fase de formação do feto, mas há casos também em que o testículo simplesmente não existe, um fenômeno chamado de agenesia testicular.
Apesar da criptorquidia não provocar sintomas, ela deve ser corrigida cirurgicamente assim que possível, devido aos riscos de complicações a longo prazo, tais como câncer de testículo ou infertilidade na vida adulta.
Neste artigo, vamos explicar o que é a criptorquidia, por que ela surge, quais são os seus sintomas e opções de tratamento.
Em uma minoria dos casos é possível que a criptorquia surja somente após alguns anos de vida. O menino apresenta os dois testículos na bolsa escrotal ao final do primeiro ano, mas entre os 4 e 8 anos de idade, um dos testículos ascende e fica preso na região inguinal.
Também existem os casos de testículo retrátil, que são os testículos que sobem e descem facilmente, saindo e entrando na bolsa escrotal de tempos em tempos. Esse caso é diferente do testículo ascendente descrito acima porque além do testículo poder voltar espontaneamente para a bolsa escrotal, ele também pode ser facilmente empurrado com os dedos de volta para posição correta.
Por fim, há os casos de criptorquidia provocados por testículos ectópicos, que surgem quando um dos testículos passa pelo canal inguinal, mas em vez de ir para a bolsa escrotal acaba migrando para regiões anômalas, como o períneo, a coxa ou a região suprapúbica.
Atualmente, recomenda-se que a orquidopexia seja realizada antes dos dois anos, pois os resultados são melhores quando a cirurgia é feita precocemente, principalmente em relação à fertilidade futura da criança. Por este motivo, a maioria das cirurgias hoje em dia é feita antes da criança completar o seu primeiro ano de vida.
Quando a criptorquidia só é identificada mais tarde, o recomendado é a realização da orquidopexia dentro de um prazo de 6 meses.
8) Um paciente de 18 anos é levado por sua mãe ao endocrinologista com queixas de obesidade, com hiperfagia, infantilismo sexual, atrofia óptica con cegueira parcial. Feita ressonância magnética craniana. Detectado tumor na base do crânio que se estende à hipófise. Feito o diagnóstico de Síndrome de Frölich. Diga o tipo de hipogonadismo, faça uma relação com o infantilismo sexual e diga como esperaríamos encontrar os níveis de FSH e LH.
Alguns casos de hipogonadismo são provocados por uma incapacidade genética de o hipotálamo secretar quantiades normais de GnRH. Isto geralmente está asociado a uma anormalidade simultânea no centro da fome no hipotálamo, fazendo com que a pessoa coma excesivamente. Consequentemente, a obesidade ocorre juntamentente com o eunuquismo. A condição é chamada de Síndrome adiposagenital, síndrome de Fröhlich ou eunuquismo hipotalámico.