ÓRTESES DE MMSS
38 pág.

ÓRTESES DE MMSS


DisciplinaPróteses e Órteses191 materiais288 seguidores
Pré-visualização1 página
Curso de FISIOTERAPIA
Disciplina: Órteses e Próteses
Profa. Dra. Daniela da Costa Maia de Andrade
Órteses
Membros Superiores
Profª Daniela da Costa Maia
Mestre em saúde e ambiente
UNISSAU
ADAPTADOR
ÓRTESES PARA MEMBROS SUPERIORES
Talas: órteses destinadas a uso 
relativamente curto
Adaptações: estas adaptações são projetadas e
confeccionadas para o auxílio do paciente em
atividades da vida diária, como por exemplo,
alimentação, escrita, higiene etc. As adaptações
visam facilitar a independência do paciente nessas
atividades. Outros diferentes modelos podem ser
desenhados e confeccionados de acordo com as
necessidades de cada paciente.
SÃO TAMBÉM CONHECIDAS COMO
SPLINTS.
\u2713Utilizadas para anomalias congênitas,
traumas, processos degenerativos e
inflamatórios.
\u2713Modelos pré-fabricados ou confeccionados
sob medida.
\u2713Estáticas ou dinâmicas.
ÓRTESES PARA MMSS
\u2022 Classificação dos dispositivos:
\u2013 Apoio ou substituição: paralisias \u2013 aumento de
força ou substituem o movimento articular ou
ainda estabilização por ausência de função.
\u2013 Protetora ou corretiva: protegem articulação
afetada contra contraturas como reduzem
movimentação dolorosa no caso de queimaduras.
A corretiva aumenta ADM em presença de
contratura cutânea.
Tala para Punho
Tala para 
Punho com Dedos Livres
Tala para Punho
Longa com Dedos Livres
Tala em PVC Punho, Mão e Dedos 
Munhequeira
ÓRTESES PARA OMBRO
PRINCIPAL FUNÇÃO
\u2022 proteção contra subluxação de ombro
(glenoumeral).
Ex:hemiplegia flácida ou lesão de cápsula
articular
\u2022Indicações
\u2022Sustentação do membro superior em caso 
menos graves de instabilidade da artrite 
reumatóide, seqüelas de luxação e de AVC*. 
\u2022Apoio e sustentação do aparelho gessado.
\u2022Pós-operatório.
Tipóias
Tipóias
\u2022Suporta o peso do antebraço, punho e mão
\u2022Desejável na presença de edema, ou aparelho gessado
\u2022Resiste a subluxação glenoumeral na paralisia flácida
\u2022Evita que o MS flácido se choque com objetos no
balanceio
MODELOS DE 
TIPÓIAS
Tipóia de espuma
\u2022 Alça larga com 
espuma para maior 
conforto.
Suportes 
almofadados com 
cinto. Fecho 
aderente costurado 
no suporte para 
fixar a tipóia na 
posição adequada.
\u2022Espassador de 
polegar
Tipóia em Tira 
É confeccionada em material resistente, 
antialérgico e lavável, para apoio do MS. 
Possui ajuste que se adapta aos mais 
variados tamanhos e pode ser manejada 
com apenas um mão. 
Estabilização e sustentação do membro 
superior 
Indicações:
Sustentação, estabilização ou imobilização 
leve do membro superior em casos de:
- Uso de gesso
- Lesões no punho
- Lesões no cotovelo
- Traumas diversos
- Instabilidade da artrite reumatóide
- Seqüelas de luxações
- Seqüelas de AVC
- Uso pós-operatório
ÓRTESES PARA SUB LUXACÃO DE OMBRO
TIPÓIAS COM 
MANGUITO LATERAL
Permite perfeito
acoplamento do
úmero na cavidade
glenóide. Sem
flexão do cotovelo.
TIPÓIA DE VALPEAU
A Tipóia Estabilizadora Estofada "Velpeau" pode ser 
utilizada no braço direito ou esquerdo, imobilizando o 
ombro, braço e antebraço. Suas alças permitem 
regulagem confortável, podendo ser manipuladas com 
uma mão apenas. Confeccionada em material 
resistente e lavável.
Indicações:
-Imobilização do membro superior (ombro, braço e antebraço)
-Instabilidades graves do ombro (traumáticas ou de artrite reumatóide)
-Seqüelas de AVC
-Contusões
-Luxações
-Luxação recidivantes
-Fraturas do úmero e cotovelo
-Bursites
-Periartrites
-Ideal para período pós-operatório.
ÓRTESE PARA FRATURA DE ÚMERO
ÓRTESE DE SARMIENTO 
PARA FRATURA DO 
ÚMERO: 
\u2022 Utilizada no tratamento das 
fraturas diafisárias do úmero, 
permitindo completa 
mobilidade nas articulações do 
ombro e do cotovelo. Pode ser 
prescrita também no pós-
operatório de cirurgias do 
úmero. Facilita a higiene 
corporal e tem peso reduzido. 
\u2022Materiais: polipropileno ou 
ezeform e velcro.
Indicadas na fase aguda, fraturas reduzidas, sem edema, dor ou 
neoformação óssea.
ÓRTESES PARA EXTENSÃO DE COTOVELO
Extensor de Cotovelo
Objetivo: Aumento de amplitude
articular.
Função: Atividade controlada,
recuperando um déficit de amplitude
articular ou uma articulação deformada.
Sugestão Terapêutica: Membro
superior espástico
ÓRTESE ABDUTORA DE OMBRO
Indicada para corrigir
contratura axilar por
intermédio de
posicionamento do braço no
grau máximo de abdução que
o paciente possa suportar.
Caso o MS seja mantido em
abdução a órtese é também
chamada de tala em \u201casa de
avião\u201d.
\u2022Indicações
Indicada para tratamento de luxação ou 
sub-luxação de ombro de crianças até 6 meses de 
idade 
Abdução de Ombro de Recém 
Nascidos
Órteses estática para cotovelo
\u2022 Casos de fraturas intra-articulares,
queimaduras, contraturas, ressecção de
tumor, artroplastia, reparação nervosa,
transferência tendinosa e processos
degenerativos.
Órtese articulada para cotovelo
\u2022 Instabilidade articular
ou para tratamento que
se torna necessário a
limitação dos
movimentos de
extensão ou flexão.
BANJO
ÓRTESE EXTENSORA DE DEDOS
INDICAÇÃO: evitar mão em garra
Órteses dinâmicas: indicadas para pacientes portadores de paralisia periférica da mão. 
Permitem movimentos ativos da musculatura funcionante e, através dos elásticos, 
movimentação passiva da musculatura paralisada. Pode ser utilizada no pós-operatório 
de cirurgia da mão. 
Órtese de Bryan Thomas
Indicações: Para tração dos dedos e punhos em 
flexão. Para tração dos dedos e punho em 
extensão. No pós-operatório de cirurgias de 
mão visando mobilização gradual da 
articulação -Tipo Banjo. 
Órteses braçadeira
\u2022 Para cotovelo de 
tenista.
\u2022 Aliviar a dor e tensão 
exercidas pelos 
extensores e flexores de 
punho e dedos nas 
inserções dos 
epicôndilos laterais e 
mediais.
Órteses punho e dedos
\u2022 Buscam estabilização, imobilização e repouso local.
\u2022 Indicadas nas tenossinovites De Quervain
(inflamação da bainha do abdutor longo e extensor 
curto do polegar), fraturas do escafóides, fraturas de 
Bebbett (tração do ligamento oblíquo palmar 
intracapsular )
Órteses para os metacarpos
\u2022 Casos de fraturas, contratura de Dupuytren e 
inflamação articular em AR.
\u2022 Órtese com base volar mantém a 
metacarpofalanfiana em extensão.
\u2022 AR com desvio ulnar.
ÓRTESE PARA EXTENSÃO DE PUNHO
Órteses estáticas (de posicionamento e funcionais): utilizadas em inúmeras patologias,
podem imobilizar uma ou mais articulações e/ou facilitar a função manual.
EXTENSÃO DE PUNHO
É indicada para lesões traumáticas da região, paralisia de nervos periféricos, seqüelas 
de AVC, deformidades da artrite reumatóide, síndrome do túnel do carpo e outras 
afecções.
EXTENSÃO DE PUNHO
EXTENSÃO DE PUNHO
EXTENSÃO DE PUNHO
Órteses para dedos
\u2022 Apresenta uma 
característica de flexão 
da interfalagiana distal, 
causada por ruptura do 
tendão extenseo distal.
Órteses para dedo em cisne
\u2022 Hiperextensão da 
interfalangiana
proximal, comum nos 
AR.
\u2022 Mantem a articulação 
em flexão.
Órteses Gafanhoto
\u2022 Para dedo em botoeira 
\u2013 flexão excessiva da 
articulação 
interfalangeana
proxiaml
Obrigado
Alguma Dúvida ?
\u2022 O\u2019SULLIVAN, S. B. et all. Fisioterapia: Tratamento, 
Procedimento e Avaliação. São Paulo: Manole, 2004.
\u2022 CARVALHO, J. A. Órteses um recurso terapêutico 
complemnetar. São Paulo: Manole, 2003.
\u2022 LIANZA, S. Medicina de Reabilitação. 3. ed. São Paulo: 
Guanabara Koogan, 2001.
BIBLIOGRAFIA 
Vamos praticar