A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
85 pág.
SERVIÇO SOCIAL NA EDUCAÇÃO

Pré-visualização | Página 3 de 24

ANEXO C-Orçamento 2011 - Aplicação dos recursos na política municipal de educação de 
Toledo.......................................................................................................................................78 
ANEXO D-Quadro de recursos humanos disponíveis para a educação municipal de Toledo 
2011...........................................................................................................................................81 
ANEXO E-Relatório de aprovação do CEP.............................................................................83 
 
 
 
 
 
 
 
 
11 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
O tema da pesquisa é: Serviço Social na Educação. Este tema se justifica pela 
experiência do Estágio Supervisionado em Serviço Social I e II realizado no Núcleo de 
Estudo e pesquisa em Educação (NEPE), junto à Secretaria Municipal da Educação de Toledo 
(SMED). 
Em se tratando da SMED de Toledo, a bibliografia e quantidade de material produzido 
sobre Serviço Social na Educação é escasso. Por isso, se deu a busca pela produção de novos 
conhecimentos que possibilitem instrumentalizar a atuação profissional do assistente social 
neste campo interventivo e dar maior visibilidade à sua atuação em equipes 
multiprofissionais. 
Pretende-se através deste Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dar visibilidade a 
atuação do Serviço Social, particularmente na política de educação para a comunidade escolar 
(diretores, professores, funcionários, famílias) para que estes adquiram conhecimento e 
compreendam a importância das competências e atribuições profissionais do assistente social 
no espaço educacional. 
O problema da pesquisa é: como se efetiva a prática profissional do assistente social 
na Secretaria Municipal da Educação de Toledo? Para dar respostas ao problema proposto foi 
definido como Objetivo geral: conhecer os limites e possibilidades da atuação profissional do 
assistente social na Secretaria Municipal da Educação de Toledo - Paraná. Os objetivos 
específicos são: 1 - Contextualizar historicamente a atuação profissional do assistente social 
na Secretaria Municipal da Educação de Toledo – Paraná; 2 - Caracterizar os recursos 
materiais, financeiros e humanos disponíveis para a educação municipal de Toledo – Paraná 
no ano de 2011; 3 - Verificar as demandas postas para o Serviço Social na Secretaria da 
Educação do Município de Toledo – Paraná no ano de 2011; 4 - Identificar limitações e 
possibilidades da atuação profissional do assistente social na Secretaria Municipal da 
Educação de Toledo – Paraná, com base na Lei de Regulamentação da Profissão, Código de 
Ética Profissional do Assistente Social e Resolução CFESS. 
A pesquisa foi de natureza bibliográfica e documental e a coleta de dados foi 
realizada por meio da entrevista mediante roteiro, conforme apêndice A. 
As entrevistas foram aplicadas a sete1 profissionais assistentes sociais que atuam ou 
 
1
 Inicialmente seriam entrevistadas oito assistentes sociais para o presente trabalho, não havendo seleção de 
amostra entre as profissionais. Mas, uma das Assistentes Sociais não pôde participar da entrevista por motivos de 
saúde. 
12 
 
atuaram junto a SMED – Toledo no período de 1991 a 2011. A entrevista mediante roteiro 
permite um contato maior entre entrevistador e entrevistado, não se perdendo o foco do 
objetivo a ser atingido. Através da entrevista, podem ser verificadas algumas reações dos 
sujeitos da pesquisa, possibilitando uma contribuição na análise e interpretação dos dados. 
A fundamentação teórica deste trabalho teve como base alguns autores principais, 
dentre eles: Almeida (2003 e 2011), Souza (2005), Salata (2007) que contribuíram na 
contextualização histórica do Serviço Social na Educação. 
Quanto à estrutura do trabalho, está assim organizada: Capítulo 2 A inserção de 
assistentes sociais na Educação, subitem 2.1: Atribuições específicas do Serviço Social na 
Educação pelo Conselho Federal de Serviço Social – CFESS. Em relação ao segundo 
capítulo, trata especificamente do Serviço Social na Educação no município de Toledo, além 
de traçar um contexto geral do ambiente da pesquisa. Capítulo 3. A prática profissional do 
assistente social na Secretaria Municipal da Educação de Toledo; 3.1. Projeto Escola de Pais; 
3.2 Projeto Sexualidade nas Escolas; 3.3 Caracterização do ambiente da pesquisa; 2.3.1 A 
Secretaria Municipal da Educação (SMED); 3.3.2 Histórico do Centro de Atenção 
Psicossocial (Centrinho) ao atual Núcleo de Estudo e Pesquisa em Educação (NEPE). No 
capítulo 4 Procedimentos metodológicos da pesquisa; 4.1 Contextualização histórica da 
prática profissional do assistente social na SMED Toledo; 4.1.2 Condições éticas e técnicas 
para o exercício profissional do assistente social: limites e possibilidades da SMED; 3.1.3 
Recursos materiais, financeiros e humanos disponíveis versus oferta e demanda dos serviços 
sociais. No capítulo 5. Análise gráfica dos dados coletados junto aos sujeitos da pesquisa para 
possibilitar a compreensão e visualização da totalidade dos dados obtidos. 
Neste TCC foi possível concluir com especial destaque a relevância social que tem o 
Serviço Social na área da Educação. Ainda quanto à necessidade do acompanhamento por 
parte do profissional assistente social junto às equipes multiprofissionais em processo de 
trabalho interdisciplinar, atendendo as expressões da “questão social” que se particularizam 
nesse campo. Observou-se que na área educacional existem entraves e possibilidades para o 
desenvolvimento do trabalho profissional, os quais são originados na relação entre os 
profissionais da equipe, bem como pelos recursos materiais, financeiros e humanos 
disponíveis para a área da educação, em específico no município de Toledo. 
 
 
 
 
13 
 
2 A INSERÇÃO DE ASSISTENTES SOCIAIS NA EDUCAÇÃO 
 
A presença do/a assistente social na área da educação
2
 é anterior à década de 1930, 
originando-se nos processos sócio-históricos que constituíram a profissão Serviço Social. Mas 
foi a partir da década de 1990 que se realizou o adensamento da discussão sobre as políticas 
sociais
3
 como um lócus de trabalho específico do Serviço Social. A partir daí, o 
amadurecimento do Projeto ético-político profissional
4
 foi fundamental para o crescimento do 
espaço do Serviço Social na Educação e frente a essa nova realidade, é que a requisição desse 
profissional obteve uma considerável demanda. 
Em 2001, no 30º Encontro Nacional do Conselho Federal e Conselhos Regionais de 
Serviço Social é que se constituiu o primeiro grupo de estudos sobre o Serviço Social na 
Educação. Entre janeiro a setembro de 2011, o trabalho do conjunto CFESS/CRESS produziu 
um relatório
5
 específico a partir de uma pesquisa nacional junto aos assistentes sociais 
inseridos no campo educacional, estando sob a responsabilidade e coordenação dos CRESS, 
os grupos de estudos a respeito desta área de trabalho. 
 
2
 Conforme o artigo 205 da Constituição Federal de 1988: “A educação, direito de todos e dever do Estado e da 
família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da 
pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. Para Gadotti (1983), a 
educação é considerada, um processo cultural, que faz parte do conteúdo global da sociedade. É uma prática 
social em intensa relação com o contexto sócial-político-econômico, e somente a partir deste, pode ser 
interpretada, uma vez que é ali que ela obtém seu significado e tornam-se inteligíveis suas finalidades e métodos,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.