A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Entrevista e relatório Educação Inclusiva

Pré-visualização | Página 1 de 2

Curso: Educação Física - Licenciatura
Claretiano – Centro Universitário de Batatais
Disciplina: Fundamentos da Educação Inclusiva 
Profª. Dra. Renata Fantacini
ATIVIDADE:
 entrevista e relatório
Aluna: 
Michelle Brüske da Silva
 
BATATAIS - SP
2018
Atividade no Portfólio
Objetivos
Refletir sobre os direitos dos alunos com necessidades educacionais especiais para uma educação de qualidade.
Compreender a necessidade de (re)organização da escola e de adaptações das práticas pedagógicas, visando o aproveitamento dos alunos público-alvo da Educação Especial.
Descrição da atividade
Na disciplina Fundamentos da Educação Inclusiva, você pode conhecer o campo da Educação Especial e da Educação Inclusiva. Pode compreender também que a educação atual se organiza para atender aos princípios da educação inclusiva, superando os desafios que a mesma proporciona, especialmente no tocante a formação docente e as políticas públicas educacionais. Mediante este contexto é necessário que você compreenda as Diretrizes para a (re)organização da Educação Básica para a Educação Inclusiva com o objetivo de contribuir para a implementação de práticas pedagógicas adequadas ao aluno com necessidades educacionais especiais, viabilizando sua aprendizagem e seu desenvolvimento acadêmico.
Assim, esta atividade irá possibilitar o aprofundamento acerca das diretrizes que orientam a organização da educação inclusiva. Desde já, pedimos que você procure se envolver com esta atividade desde o início da disciplina. Bom trabalho!
Observação: Esta atividade constante de duas etapas está direcionada aos alunos dos cursos de Licenciaturas, descritas a seguir:
1ª etapa  Realizar uma entrevista com um coordenador pedagógico de uma escola pública, seja estadual ou municipal (o modelo da entrevista segue a seguir);
2ª etapa  Desenvolver um relatório conclusivo da análise.
Importante ressaltar que estas etapas devem ser realizadas para que a atividade proposta seja validada.
ETAPAS:
1ª ETAPA – REALIZAÇÃO DE UMA ENTREVISTA
Realize uma entrevista com um coordenador de uma escola pública, municipal ou estadual de Educação Básica. A escola selecionada deve ter alunos público-alvo da educação especial frequentando as classes comuns. Utilize o roteiro a seguir para realizar a entrevista:
Quantos alunos público-alvo da educação especial frequentam a escola que você coordena?
Resposta: Temos 03 alunos (1-Deficiencia física e intelectual, 1-Autismo infantil e 1-Sindrome de Rett)
Quais as necessidades educacionais que eles apresentam (deficiência física, auditiva, visual, intelectual, altas habilidades ou condutas típicas)? Como eles estão distribuídos nas diferentes classes e séries? Por exemplo, um aluno com surdez no 6º ano, um com deficiência intelectual no 2º ano e assim por diante.
Resposta: 1-Deficiencia física e intelectual- está frequentando o primeiro ano; 1-Autismo infantil- está frequentando o segundo período;
1-Sindrome de Rett- está frequentando o terceiro ano.
A escola, a partir da inserção do(s) aluno(s) público-alvo da educação especial nas classes comuns, realizou mudanças na sua forma de organização no que se refere à organização curricular, às práticas pedagógicas desenvolvidas em sala de aula, aos recursos didáticos utilizados, aos recursos e instrumentos de avaliação, à organização do espaço, entre outros aspectos? Se sim, descreva detalhadamente quais as mudanças que têm sido implementadas para atender aos alunos com necessidades educacionais especiais.
Resposta: Para atender os alunos que apresentam deficiência física desde 2010 modificamos os espaços físicos com acessibilidade para melhor atendê-los. O material pedagógico e didático também foi adquirido com os recursos do governo federal, juntamente com a APP para atender melhor os alunos especiais. As avaliações também tem um olhar diferenciado para esses alunos, com o objetivo de mostrar as evoluções na aprendizagem. 
Você enquanto coordenador(a) da escola, realizou algum curso ou tem recebido alguma formação específica acerca da inclusão de alunos público-alvo da educação especial? Se sim, como foram esses cursos e/ou formação? Informe, adicionalmente, se eles foram propostos pela rede pública ou se procurou por iniciativa própria.
Resposta: Estou fazendo por iniciativa própria os cursos. Procuro sempre ler e participar de cursos para ajudar na pratica pedagógica e auxiliar os professores.
A rede municipal ou estadual na qual você atua como coordenador(a) conta com um setor responsável pela educação especial? Se sim, esse setor tem promovido o apoio à inclusão, garantindo recursos humanos, materiais e financeiros que viabilizem o atendimento de qualidade aos alunos com necessidades educacionais especiais nas classes comuns, tal como prevê legislação? Explique e dê exemplos.
Resposta: A Secretaria de Educação tem um Núcleo de Educação Especial que atende diretamente a escola quando necessário. Os recursos são adquiridos diretamente com os Programas do Governo Federal (PDDE), adquiridos por parcerias ou projetos, alguns materiais também são fornecidos pela Secretaria de Educação do Município.
A escola tem implementado flexibilizações e adaptações curriculares que considerem o significado prático e instrumental dos conteúdos básicos, metodologias de ensino e recursos didáticos diferenciados tendo em vista as necessidades educacionais apresentadas pelos alunos público-alvo da educação especial, tal como prevê a legislação, especialmente o Artigo 8 da Resolução CNE/CEB N2/2001 (BRASIL, 2001)? Explique e dê exemplos.
Resposta: A escola está em constante mudança. Cada aluno tem suas particularidades, precisamos analisar suas dificuldades com a Equipe Pedagógica e promover o aprendizado da melhor forma possível. A mudança do currículo, uso de recursos didáticos apropriados ajudam o aluno na aprendizagem.
Como os alunos público-alvo da educação especial têm sido avaliados?
Resposta: Procuramos avaliar diariamente. Conforme a devolução do aluno referente o assunto. No dia das avaliações, dependendo do aluno/deficiência apresentada o professor (a) faz avaliação diferenciada. Temos alunos que precisam que a professora faça a leitura e a interpretação das questões e a escrita das respostas. O professor escreve sem interferência a resposta do aluno. Também temos alunos que as avaliações precisam de um auxílio para a leitura e um maior tempo para a realização das avaliações.
Os sistemas de ensino, nos termos da Lei 10.098/2000 e da Lei 10.172/2001, devem assegurar a acessibilidade aos alunos que apresentem necessidades educacionais especiais mediante eliminação de barreiras arquitetônicas urbanísticas, bem como barreiras nas comunicações, na edificação e nos transportes escolares, incluindo instalações, equipamentos e mobiliário provendo, assim, as escolas dos recursos humanos e materiais necessários (BRASIL, 2001). A escola, sob sua coordenação, está garantindo acessibilidade aos alunos público-alvo da educação especial? Explique e dê exemplos.
Resposta: